OBRAS DO MIS JÁ DEVEM TER INÍCIO NOS PRÓXIMOS DIAS

As obras para adequação do prédio histórico que irá abrigar o MIS (Museu da Imagem e do Som) devem ter início na próxima semana. Na quinta-feira, 16 de julho, a prefeita Maria José Vieira de Camargo visitou o local, acompanhada por engenheiros e arquitetos.

Dia 6 de julho, a prefeita assinou a ordem de serviço para o início das obras e adequações junto ao antigo prédio do Matadouro Municipal, situado na Avenida Domingos Bassi, esquina com a Avenida João Batista Correia Campos, prédio que deverá abrigar o MIS de Tatuí.

Participaram deste ato o secretário municipal de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, Cassiano Sinisgalli, o gestor municipal de Convênios e Contratos, Aleksander Chaves dos Santos, e os representantes da empresa Santenge Construções e Serviços, que será responsável pela execução da obra, Pedro Batista Rosa e José Waldir Nunes.

Os recursos que serão investidos na construção do MIS, cerca de R$ 315 mil, são provenientes do Fundo Estadual de Melhorias dos Municípios Turísticos, sendo esse mais um recurso estadual que foi garantido ao município, pelo fato de Tatuí ter sido elevada a Município de Interesse Turístico (MIT), em 31 de maio de 2017, de acordo com a Lei Estadual nº 16.429/2017.

Sobre o MIS – Em 2017, quando a Prefeitura de Tatuí fez a reconstrução da ponte do Jardim Junqueira, foi localizado, por um grupo de trabalho, um local que, ao ser realizada uma pesquisa histórica, abrigou o primeiro Matadouro Municipal. A prefeita Maria José Vieira de Camargo, imediatamente sentiu a necessidade de um restauro e de uma revitalização neste prédio histórico, já que lá havia portas de folha de madeira fixa, uma série de ganchos chumbados na parede – usados para pendurar peças de carne bovina – e tijolos com características e dimensões únicas.

Desta forma, traçou-se um planejamento para que este imóvel, de grande valor histórico, fosse sede do MIS (Museu da Imagem e do Som) de Tatuí. O processo de restauro do antigo Matadouro, assinado pela arquiteta Veridiana Pettinelli, começou do mesmo modo que uma demolição: de cima para baixo. Por isso, a equipe trabalhou, em um primeiro momento, no telhado, repondo o madeiramento que apodreceu, aplicando cupinicida, trocando ripamentos e telhas. A meta foi deixar o telhado totalmente seguro para, depois, descascar as paredes. A proposta foi “desnudá-las”, revelando o material original.

Após esta etapa, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, tendo recebido o título de Município de Interesse Turístico (MIT), apresentou o Projeto de finalização do restauro e da criação de uma sala multiuso e de banheiros, para a ampliação do espaço. Com isso, foi criado um projeto com um anexo, para que o mesmo não interfira no prédio do Matadouro. Esta etapa será realizada agora, após a assinatura da ordem de serviço.

Outro fator que já está em desenvolvimento é o projeto expográfico do MIS, a cargo da Arquiprom, em parceria com a Narrativa Um, que em 2009 realizou a expografia do Museu Histórico “Paulo Setúbal”. Essa parte do projeto está em fase de captação de recursos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

A Lei Municipal nº 5.286, que dispõe sobre a criação do Museu da Imagem e do Som (MIS) do município de Tatuí e dá outras providências, foi sancionada em 5 de setembro de 2018.

MUSEU “PAULO SETÚBAL” APRESENTA, EM SEU CANAL NO YOUTUBE, VÍDEO COM ACERVO DA SALA “TATUÍ GUERREIRA”

O Museu Histórico “Paulo Setúbal”, da Prefeitura de Tatuí, disponibilizou em seu canal no YouTube, um vídeo, como parte do Projeto “#MuseuPauloSetubalEmSuaCasa”, apresentando o acervo da Sala “Tatuí Guerreira”, para relembrar a Revolução Constitucionalista de 1932.

A Sala “Tatuí Guerreira”, situada no subsolo do Museu, expõe a importância de Tatuí no deslocamento de combatentes da Revolução Constitucionalista de 1932. O vídeo, por meio do Hino Paulista de 1932/MMDC, composto por Marcelo Tupinambá e gravado por Francisco Alves em 1932, mostra objetos do acervo do Museu “Paulo Setúbal”.

A equipe do educativo do Museu exibe aos visitantes parte da importante história do Brasil que ocorreu em 1932 com a Revolução Constitucionalista, que, após Getúlio Vargas assumir o Governo Federal provisoriamente ante a prisão do então presidente Washington Luís, revogar a Constituição de 1891 e governar por decretos, resultou em uma grande revolta popular, em razão da demora para convocar eleições gerais para a Assembleia Constituinte. Assim, apesar da derrota militar do movimento, algumas de suas principais reivindicações foram obtidas posteriormente, como a nomeação de um interventor civil e paulista, a convocação de uma Assembleia Constituinte e a promulgação de uma nova Constituição em 1934.

“NOVOS TRILHOS – CAMINHOS E CONEXÕES PARA A CULTURA” É O FOCO DAS REUNIÕES DE DIRIGENTES CULTURAIS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SOROCABA

A Prefeitura de Tatuí, por meio de seus gestores culturais da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, tem participado das reuniões virtuais de dirigentes culturais da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), que ocorrem desde maio deste ano.

Por meio destas reuniões, o grupo de gestores batizou as atividades em “Novos Trilhos – Caminhos e Conexões para a Cultura”, além de redigir uma carta aberta à população, para que esta tenha acesso à importância destas reuniões no que diz respeito às políticas culturais da RMS.

Carta Aberta – O impacto da pandemia do COVID-19 na Cultura foi imediato. Ações culturais públicas e privadas foram paralisadas e a indefinição do cenário dificulta a tomada de decisões. Os desafios são grandes: medidas sanitárias restritivas, contingenciamento, queda de arrecadação. Diante da gravidade da situação e atentos aos problemas enfrentados pelo setor cultural, dirigentes culturais se uniram para compartilhar ideias, soluções e traçar estratégias.

“Novos Trilhos – Caminhos e Conexões para a Cultura” é a união dos gestores e dirigentes culturais da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) que tentam evitar o colapso do setor artístico da região neste período de isolamento social.

O propósito é unir forças entre Secretarias e Diretorias de Cultura da Região Metropolitana e buscar alternativas, em tempos de isolamento social, para viabilizar atividades culturais, uma vez que o Setor Cultural se encontra suspenso, respeitando as determinações do Governo do Estado de São Paulo.

Respeitando a questão sanitária, as reuniões do “Novos Trilhos” têm ocorrido semanalmente desde o final do mês de maio. Dessas reuniões, surgiram ideias de atividades a serem realizadas para movimentar o setor cultural e dar visibilidade aos profissionais da cultura. Unindo sentimentos culturais e essenciais para a manutenção dos coletivos e espaços culturais de todas as cidades da RMS, a formação “Novos Trilhos – Caminhos e Conexões para a Cultura” é uma forma de compreender a cultura regional.

“Não estamos parados”, a cultura se movimenta e segue trilhando seus caminhos, criando novas conexões da cultura da Região Metropolitana de Sorocaba. Neste sentimento, objetivo desta Carta Aberta ao público, é permitir que nossos fazedores de cultura cheguem até sua casa e possam superar a ausência de público neste momento.

A Cultura é estratégica para o país e isso ficará mais evidente na retomada pós-pandemia.

Assinam a Carta: Aelson de Mattos Apolinário (secretário de Turismo e Cultura de São Miguel Arcanjo); Antônio Wilson Prestes Miramontes (secretário de Cultura, Turismo e Lazer de Votorantim); Benemari Sulivam Vieira (diretor de Cultura, Esporte, Turismo e Lazer de Quadra); Cassiano Sinisgalli (secretário de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude de Tatuí); Fernando Kitagawa (diretor de Cultura de Alumínio); Fúlvio Scarme (secretário de Cultura e Turismo de Laranjal Paulista); Giuliano da Silva Fonseca (secretário de Educação e Cultura de Araçoiaba da Serra); Grace Laine Pincerato Carreira (diretora de Cultura de Araçoiaba da Serra); Graziele Almeida (secretaria de Cultura de Salto de Pirapora); Ivan Aparecido da Silva (diretor de Cultura de Cesário Lange); João Paulo Nogueira Miranda (secretário de Cultura de Sorocaba); José Marcos Dias Rodrigues (diretor de Cultura de Piedade); Leandro Aparecido Leonor (diretor de Esportes e Cultura de Capela do Alto); Maitê Velho (secretária de Cultura e do Patrimônio Histórico de Itu); Marcelo Domingues (chefe de Gabinete de Capela do Alto); Marcio Saccon (secretário de Turismo e Cultura de Tietê); Rafael Rechineli de Oliveira (secretário de Cultura e Turismo de Pilar do Sul); Roberto Soares Hungria Neto (secretário de Cultura e Turismo de Itapetininga); Rogério Vianna (diretor de Cultura de Tatuí); e Sandro Bergamo (chefe de Gabinete da Cultura de Salto).

SECRETARIA DE CULTURA E ECONOMIA CRIATIVA DO ESTADO ANUNCIA PROGRAMAS DE APOIO À PRODUÇÃO CULTURAL

Na última sexta-feira (10/07), a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, por meio de um pronunciamento de seu secretário, Sérgio Sá Leitão, anunciou a abertura das inscrições para programas de apoio à cultura no Estado, tais como “ProAC Editais”, “ProAC ICMS” e “Juntos Pela Cultura”.

Com o intuito de apresentar o investimento em Cultura que o Governo do Estado de São Paulo irá disponibilizar para fomento e difusão, a Secretaria disponibilizará estes programas, sendo que o investimento tem como foco o estímulo para a retomada do setor cultural e criativo, que já foi incluída no Plano São Paulo no dia 03/07, tanto para a Fase Amarela, quanto para as Fases posteriores.

As estatísticas apontam que o setor cultural, a nível nacional, fomenta em 2,64% do PIB (Produto Interno Bruto), 4,9 milhões de postos de trabalho formais e informais e 300 mil empresas e instituições. Já o Estado de São Paulo fomenta 3,9% do PIB (Produto Interno Bruto), 1,5 milhões de postos de trabalho formais e informais e 150 mil empresas e instituições. Tal estatística gera 47% do PIB criativo do Brasil, produzido no Estado, ressaltando a potência que a Cultura apresenta.

O secretário Sérgio Sá Leitão ressaltou o impacto da pandemia no setor criativo: com 4 meses de suspensão nas atividades presenciais, receitas, patrocínios e investimentos foram a quase zero de forma imediata, sendo que cerca de 1 milhão de profissionais apresentaram receita de quase zero. Estima-se que dos 4 meses de paralisação, serão precisos 16 a 20 meses para a recuperação progressiva, o que representa uma perda de R$ 34,5 bilhões (-1,7% do PIB).

Uma pesquisa realizada em maio e junho com 546 empresas de todo o Brasil, em parceria com FGV/SEC-SP/SEBRAE, apresentou uma conjuntura do Setor de Economia Criativa (efeitos da crise da COVID-19), com os seguintes resultados: 88,6% das empresas tiveram queda de faturamento; 63,4% das empresas tiveram que paralisar suas atividades; 25,5% das empresas avaliam que a crise vai durar mais de 8 meses; 42,1% das empresas tiveram projetos cancelados; 19,3% das empresas realizaram demissões. A pesquisa ressalta que a recuperação do PIB será no prazo de até 2 anos. Diante do exposto, a pesquisa realizou uma avaliação detalhada do enfrentamento a crise para aplicação futura ao setor criativo.

No plano de metas do Governo do Estado de São Paulo, serão beneficiados dois apoios que estavam previstos para 2022 e que serão aplicados no 2º semestre de 2020: apoio financeiro à realização de 2 mil projetos culturais de artistas e produtores independentes de todas as regiões de São Paulo e apoio financeiro à realização de 250 projetos culturais de Prefeituras de todas as regiões de São Paulo.

O “ProAC Expresso/ICMS” disponibilizará o valor de R$ 100 milhões, com previsão de 700 atendimentos, 25 mil empregos e um impacto econômico esperado de R$ 145 milhões. O secretário estadual de Cultura e Economia Criativa também comentou sobre a desburocratização e agilidade de projetos que podem ser inscritos para on-line e presenciais.

Já o “ProAC Expresso/Editais” terá o valor de R$ 58,33 milhões, em 35 linhas de atendimento, que poderão atender uma previsão de 1,1 mil projetos apoiados e permitirá a criação de 21,7 mil empregos e um impacto esperado no valor de R$ 92 milhões. Os projetos podem ser on-line e presenciais/físicos. De acordo com a secretaria estadual, foi criado um sistema de inscrição mais simples e abrangente, com desburocratização e ao menos 50% dos recursos serão para o interior e litoral, além de, ao menos, 20% dos recursos para iniciantes.

Linhas de Atuação – Das 35 linhas de atuação, destacam-se: Teatro (R$ 5 milhões), destinado à produção e temporada de espetáculos inéditos e registro e licenciamento de espetáculos para difusão on-line por meio da plataforma #CulturaEmCasa;- Dança (R$ 2 milhões), destinado à produção e temporada de espetáculos inéditos e registro e licenciamento de espetáculos para difusão on-line por meio da plataforma #CulturaEmCasa;-Conteúdo Infanto-Juvenil (R$ 2 milhões), destinado à produção e temporada de espetáculos inéditos e registro e licenciamento de espetáculos para difusão on-line por meio da plataforma #CulturaEmCasa;-Circo (R$ 2 milhões), destinado à produção de espetáculos e registro e licenciamento de espetáculos para difusão on-line por meio da plataforma #CulturaEmCasa;-Artes Visuais (R$ 2 milhões),destinado à produção de exposições inéditas e registro e licenciamento de exposições para visitação on-line por meio da plataforma #CulturaEmCasa;-Música (R$ 5 milhões), destinado à produção, registro e licenciamento de espetáculos para difusão on-line, por meio da plataforma #CulturaEmCasa, e gravação de álbuns musicais inéditos e realização de shows de lançamento (presenciais/on-line);-Museu, Arquivos e Acervos (R$ 2,9 milhões), destinado à modernização de museu, arquivos e acervos e produção, registro e licenciamento de conteúdo para visitação on-line por meio da plataforma #CulturaEmCasa;-Cultura Popular, Tradicional e Plural (R$ 3 milhões), destinado à realização de espetáculos e eventos, e para produção, registro e licenciamento para exibição on-line por meio da plataforma #CulturaEmCasa, focando na cultura popular, tradicional, urbana, negra, indígena e LGBT+;-Espaços Culturais (R$ 3 milhões), destinado à manutenção e modernização de espaços culturais independentes;-Leitura, Escrita e Biblioteca (R$ 4 milhões), destinado à produção e publicação de obras de ficção; produção e publicação de obras de poesia, obras de ficção infanto-juvenil, dramaturgia, histórias em quadrinhos e obras sobre patrimônio histórico e cultural material e imaterial. Todas as linhas para autores com anuências de editoras ou editoras com anuência de autor;-Leitura, Escrita e Biblioteca (R$ 1 milhão), destinado à realização de ações de incentivo à leitura (presenciais ou on-line);-Audiovisual (R$ 9 milhões), destinado ao desenvolvimento de longas e finalização de longas, segunda linha de desenvolvimento de série e desenvolvimento de games, desenvolvimento e produção de conteúdo AR/VR e prêmio estímulo à produção de curtas, e linha de licenciamento de conteúdos audiovisuais (longas ou séries) para exibição na plataforma #CulturaEmCasa;-Eventos Culturais e Criativos (R$ 4 milhões), destinado à realização de mostras, festivais, entre outros;-Ações Culturais em Favelas e Comunidades (R$ 3 milhões), destinado à manutenção e ampliação de atividades realizadas por grupos, entidades, associações, coletivos culturais e manutenção de corpos artísticos estáveis;-Ações Culturais no Vale do Ribeira (R$ 1 milhão), destinado à manutenção e ampliação de atividades realizadas por grupos, entidades, associações e coletivos culturais;

O secretário Sérgio Sá Leitão apresentou as linhas de atuação do #JuntosPelaCultura2020, que disponibilizará R$ 18,8 milhões, estimando a contemplação de 3 mil artistas e focando na difusão on-line e presencial, onde serão 320 beneficiados e previsão de geração de 7,1 mil empregos, com impacto econômico esperado de R$ 29,8 milhões. O programa municipalista inclui a “Virada SP2020”, o “Revelando SP2020”, a “Tradição SP2020”, o “+Orgulho SP2020”, a “SP Gastronomia2020”, o “Festivais SP2020” e o “#CulturaEmCasa”.

Sérgio Sá Leitão ainda anunciou que, a partir de agosto, será disponibilizado o aplicativo da Plataforma #CulturaEmCasa para IOS e Android, ressaltando, também, que o Governo do Estado de São Paulo disponibilizará um valor recorde de R$ 177,18 milhões, atendendo 4,8 mil projetos, possibilitando a geração de 53,8 mil empregos nas 52 linhas de atuação.

O “ProAC ICMS” está aberto para inscrição e captação, sendo que este último é para projetos já aprovados. Já o “Juntos pela Cultura” será aberto em agosto, enquanto o “ProAC Editais” terá inscrições on-line a partir desta quarta-feira (15/07), com cronograma para cada linha que terá a última etapa de abertura até o dia 31/07.

Todos os projetos receberão aporte em 2020, e para ter mais informações sobre os programas, o interessado pode acessar o site: http://www.proac.sp.gov.br/.

BATE-PAPO COM A ESCRITORA MARIA VALÉRIA REZENDE SERÁ REALIZADO PELO PROGRAMA “SEGUNDAS INTENÇÕES ONLINE”, DA BIBLIOTECA DE SÃO PAULO

A Prefeitura de Tatuí, por meio da Biblioteca Municipal “Brigadeiro Jordão”, está com as atividades presencias suspensas, no entanto, informa mais uma atividade do Programa “Segundas Intenções Online”, da Biblioteca de São Paulo (BSP), instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, gerida pela Organização Social SP Leituras.

Na última segunda-feira deste mês (27/07), das 19h às 20h, acontecerá um bate-papo on-line com a premiada escritora Maria Valéria Rezende, que falará sobre sua carreira. O evento será mediado pelo jornalista Manuel da Costa Pinto, e não necessita de inscrição prévia, sendo transmitido ao vivo, de forma gratuita, no Facebook da Biblioteca Parque Villa-Lobos.

Sobre a escritora – Maria Valéria Rezende nasceu em 1942, na cidade de Santos (SP), onde viveu até os 18 anos de idade. Formada em Língua e Literatura Francesa, em Pedagogia e mestre em Sociologia, dedicou-se, desde os anos 1960, à Educação Popular em diferentes regiões do Brasil e no exterior, passando a trabalho por todos os continentes. A escritora vive na Paraíba desde 1976.

Às vésperas dos 60 anos de idade, em 2001, começou a publicar literatura com a primeira versão do livro “Vasto Mundo” (Editora Beca), reeditado em nova versão (2015, Alfaguara), traduzido e publicado na França, em 2017 (Editora Anacaona).

Desde 2004, participa do Clube do Conto da Paraíba, que a estimulou a continuar a escrever ficção. Seu romance “O Voo da Guará Vermelha” (Objetiva, 2005) foi publicado em Portugal, França e duas edições na Espanha (espanhol e catalão).

Ganhou um Prêmio Jabuti em 2009, na categoria infantil, com “No Risco do Caracol” (Autêntica, 2008) e em 2013, na categoria juvenil, com o romance “Ouro Dentro da Cabeça” (Autêntica, 2012). Também ganhou o Prêmio Jabuti de melhor romance e livro do ano de ficção com “Quarenta Dias” (Alfaguara, 2014).

Em 2017, seu romance “Outros Cantos”, ganhou o Prêmio Casa de Las Américas, Cuba, o Prêmio São Paulo e o Prêmio Jabuti (3º Lugar). Maria Valéria também participa do Movimento “Mulherio das Letras”.

“MÚSICA NA PRAÇA” DESTE SÁBADO TERÁ LIVE COM O DUO MAYARA RIOS E REGINALDO CESAR

O Projeto “Música na Praça”, ação cultural da Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, com o apoio cultural do Conservatório de Tatuí, da COOP – Cooperativa de Consumo e da Padaria Onze, promoverá neste sábado (18/07), às 11h, uma live com o Duo Mayara Rios e Reginaldo Cesar.

Desde 2016, o Duo caminha pelas várias facetas da música popular brasileira, interpretando compositores clássicos como Chico Buarque, Edu Lobo, Dorival Caymmi, Djavan entre outros, sem deixar de lado a MPB contemporânea, tornando suas apresentações dinâmicas e abrangentes.

Formados pelo Conservatório de Tatuí, Mayara Rios e Reginaldo Cesar mantêm viva a paixão pela música brasileira, acreditando que ela seja um incentivo à valorização de nossa língua e identidade cultural, além de possuir riqueza melódica, rítmica e poética.

Para prestigiar a apresentação, basta acessar a página da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude no Facebook.

ASSOCIAÇÃO DOS ARTESÃOS DE TATUÍ LANÇA, NO FACEBOOK, VERSÃO VIRTUAL DE SUA FEIRA DE ARTESANATO “CAPITAL DA MÚSICA”

   A Associação dos Artesãos de Tatuí, em colaboração com a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, lançou, no Facebook, a versão virtual de sua tradicional Feira de Artesanato “Capital da Música”.

Desde 2017, a Feira de Artesanato é realizada na Praça da Matriz e apresenta os trabalhos desenvolvidos por artesãos do município, entre eles: bordados, couro, costura, escultura, macramê, renda, pintura, patchwork, saboaria, souvenir e bijuterias. Além da exposição e venda destes produtos, a Feira conta com uma Praça de Alimentação, com salgados, sucos, acarajé, churros, crepe suíço, e outras variedades de doces artesanais da “Terra do Doce Caseiro”.

Contudo, em virtude da pandemia do COVID-19, para que os artesãos possam gerar renda e movimentar a economia criativa do município, foi criado esse novo formato virtual. Os produtos de cada feirante estão disponibilizados em álbuns de fotos, juntamente com as informações de contatos, para que o cliente tenha acesso direto ao artesão.

            Todo o conteúdo pode ser acessado no link: https://www.facebook.com/Feira-Virtual-de-Artesanato-Tatuí-SP-105001021261375/ .

EM HOMENAGEM AO DIA MUNDIAL DO ROCK, LIVE DO PROJETO “MÚSICA NA PRAÇA” SERÁ COM PABLO D’ANGELO E RODRIGO COELHO

Neste sábado (11/07), às 11h, a Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, com o apoio cultural do Conservatório de Tatuí, da COOP – Cooperativa de Consumo e da Padaria Onze, realizará a live do Projeto “Música na Praça”, em homenagem ao Dia Mundial do Rock (13/07).

A apresentação será dos músicos Pablo D’Ângelo e Rodrigo Coelho, com um repertório repleto de clássicos do Rock.

O evento fará alusão ao dia 13 de julho de 1985, o qual ficou conhecido como Dia Mundial do Rock, em virtude do evento “Live Aid”, cujo objetivo era conscientizar a população mundial sobre a drástica pobreza e a fome na Etiópia.

                Para prestigiar a live, basta acessar a página da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude no Facebook.

ESPETÁCULO SOBRE CHIQUINHA RODRIGUES ESTÁ DISPONÍVEL NO CANAL DO MUSEU HISTÓRICO “PAULO SETÚBAL” NO YOUTUBE

O Museu Histórico “Paulo Setúbal”, da Prefeitura de Tatuí, em parceria com o Núcleo Experimental Cênico “Falsa Modéstia”, disponibilizou nesta sexta-feira (03/07), em seu canal no YouTube, o espetáculo “Chiquinha Rodrigues – ReVerso – A Emérita Professora”, como parte do Projeto #MuseuPauloSetúbalEmSuaCasa.

Este espetáculo teve sua estreia em 4 de maio de 2012, marcando as comemorações do Dia Municipal da Literatura Tatuiana. Ele foi produzido por Donny Barros, Fernanda Xavier, Leonardo Carvalho e Pedro Couto, com coordenação de produção de Rogério Vianna e execução do Núcleo Experimental Cênico “Falsa Modéstia”.

Parte do acervo do Museu, o vídeo foi gravado de forma caseira e registra um pouco da trajetória de vida de Chiquinha Rodrigues, filha do professor Adauto Pereira, que encontrou na figura do pai o exemplo para escrever sua história na alfabetização. Ela foi casada com Adolfo Rodrigues e mãe de cinco filhos. Criou a Bandeira Paulista de Alfabetização e fundou a Sociedade Luiz Pereira Barreto. Além de professora emérita, Chiquinha Rodrigues foi deputada estadual por duas vezes e prefeita de Tatuí. Faleceu em São Paulo em 1966.

O espetáculo “Chiquinha Rodrigues – ReVerso – A Emérita Professora” foi inspirado em dois livros de Chiquinha: “Confidências de Suzana” e “Pelo Caboclo do Brasil”. No elenco estão: Alba Mariela, Beatriz Xavier de Carvalho, Dado Barros, Fernanda Xavier, Pedro Couto e Rogério Vianna. O conteúdo pode ser visto no canal do YouTube do Museu Histórico “Paulo Setúbal”.

Sobre Chiquinha Rodrigues – Francisca Pereira Rodrigues, filha do professor Adauto Pereira e de Maria de Barros Pereira, nasceu em Tatuí no dia 04/05/1896. Foi uma das fundadoras, em 1933, da Bandeira Paulista de Alfabetização. Em 1935 fundou a Sociedade Luiz Pereira Barreto e, em 1936, elegeu-se para a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. 

Foi por 15 meses prefeita de Tatuí (agosto de 1945 a dezembro de 1946). Criou o Jardim da Infância, um grupo escolar, construiu o refeitório na Escola Normal, ampliou o cemitério, abriu novas ruas e uma avenida. Deixou em fase de acabamento o matadouro, o mercado municipal e a estação rodoviária.

Conferencista, historiadora e ensaísta, escreveu, como educadora, diversos livros didáticos. Recebeu várias condecorações e o título de Educadora Emérita na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Na literatura, destacam-se suas seguintes publicações: “Tendências Urbanistas de Nossa Civilização” (1936); “Primeiro Congresso Brasileiro do Eufano Rural”, (1937); “Pelo Caboclo do Brasil” (1937); “O Braço Estrangeiro” (1938); “Grandes Brasileiros – Biografias” (1939); “Confidências de Suzana” (1939); “Primeiro Livro da Bandeira” (1940); “Antevisão de Jesuíta” (1940); “História e Brincadeiras”, Literatura Infantil (1946); “Trajetória Luminosa – Educação Religiosa” (1947); “Segundo Livro da Bandeira – Vamos Conhecer as Riquezas do Brasil” (1947); “Meninas de Ouro”, Literatura Infantil (1947); “Dança das Flores”, Literatura Infantil (1947); “Primavera em Meu Quarto”, Literatura Infantil (1947); “Horas Alegres”, Literatura Infantil (1947); “Seu Pafúncio Corre Mundo”, Literatura Infantil (1947); “São Paulo Dentro do Brasil” (1954); entre outras.

No dia 9 de outubro de 1966, domingo, às 23h, a emérita professora Francisca Pereira Rodrigues (Chiquinha Rodrigues), faleceu aos 70 anos de idade.

PREFEITURA AUTORIZA E SPANI DEVE COMEÇAR CONSTRUÇÃO DE HIPERMERCADO ATACADISTA

O Grupo Zaragoza, que mantém a Spani Atacadista, protocolou na última semana o projeto de construção de uma unidade em Tatuí, nas imediações das rodovias Mário Batista Mori (SP-141) e Antonio Romano Schincariol (SP 127). O projeto já foi autorizado pela Prefeitura e as obras devem começar em alguns dias. A previsão é de inauguração ainda em 2020, com a geração de cerca de 250 empregos diretos e 250 indiretos. O investimento é de aproximadamente R$ 25 milhões.

No projeto, é destacado que a área do terreno é de 33.471,10 m2, sendo que a construção da unidade comercial será de 7.246,15 m2, com 26.224,95 m2 de área livre.  O estacionamento de veículos terá capacidade para até 391 veículos. 

O grupo comercial também apresentou à Prefeitura de Tatuí um estudo viário, diante do impacto na mobilidade urbana que o empreendimento causará à esta região. O estudo prevê a construção de dois acessos veiculares.

“Será um importante empreendimento comercial para Tatuí, vai gerar renda e novos empregos. Agora o Município está preparado para receber os novos investimentos, pois reconstruímos grande parte da infraestrutura. Com a recuperação econômica do Brasíl, pós pandemia, eu acredito que Tatuí receberá novos investimentos, pois está localizada numa região geograficamente estratégica e tem bons incentivos fiscais e tributários”,  

O empreendimento – Em março deste ano, o empresário Cléber Gomez, diretor presidente do Grupo Zaragoza, que mantém a Spani Atacadista, que anunciou a instalação de uma unidade comercial em Tatuí.

O Grupo Zaragoza conta com 31 lojas distribuídas pelo Estado de São Paulo. As tratativas para a instalação da loja no município duraram cerca de quatro meses. No final do ano passado, representantes da empresa informaram à Prefeitura a compra de um terreno de 33 mil metros quadrados onde será instalada a unidade atacadista, em área quase ao lado das rodovias SP 1414 e SP 127.

Na reunião com a prefeita Maria José Vieira de Camargo, participaram além do diretor presidente do Grupo Zaragoza, o vereador Alexandre Grandino Teles; a secretária Juliana Leomil Rossetto Mantovani (Planejamento e Gestão Pública); o chefe de gabinete Christian Pereira de Camargo e o secretário parlamentar do deputado federal Samuel Moreira e ex-prefeito, Luiz Gonzaga Vieira de Camargo.

O empresário Cléber Gomez, em entrevista à imprensa, revelou na época que o investimento em Tatuí faz parte de um plano de expansão do grupo. Ainda enfatizou que a unidade tatuiana será a primeira do Spani Atacadista na RMS (Região Metropolitana de Sorocaba).

No interior de São Paulo, o Grupo Zaragoza já está presente em Americana, Atibaia, Bauru, Pindamonhangaba, Bragança Paulista, Caraguatatuba, Guaratinguetá, Jacareí, Lorena, Marília, Rio Claro e São José dos Campos.

Já o Spani Atacadista conta com 26 lojas. O grupo ressalta que “a estratégia de parceria com grandes fornecedores e uma moderna prestação de serviços, aliada a um sistema de logística eficiente, faz da Spani uma das principais empresas do setor atacadista brasileiro”. Todas as lojas possuem mais de 9.000 itens.

A área construída da loja de Tatuí deve somar mais de 8 mil metros quadrados. Segundo Gomez, a intenção é começar a construção do empreendimento até a primeira semana de abril e concluir a obra até outubro deste ano.

Ainda conforme Gomez, 99% dos colaboradores diretos e indiretos devem ser contratados no município. “Nós só trazemos um coordenador ou um gerente para poder fazer um treinamento e toda essa parte para a instalação da loja. Normalmente, três meses antes da inauguração, a gente já começa o processo de seleção”, mencionou.