ESPETÁCULO “A INCOMUM ARTE DE NÃO PRESTAR PARA NADA” SERÁ APRESENTADO NO JARDIM SANTA RITA DE CÁSSIA, NESTE SÁBADO

Dupla de palhaços Malakai e Sinforoso levará muita alegria ao Espaço da Associação dos Amigos do Bairro Jardim Santa Rita de Cássia - "Estádio do Santa Rita", neste sábado (03/12), às 16h.

A dupla de palhaços Malakai e Sinforoso levará muita alegria ao Espaço da Associação dos Amigos do Bairro Jardim Santa Rita de Cássia – “Estádio do Santa Rita”, neste sábado (03/12), às 16h. Esta é mais uma apresentação do espetáculo “A incomum arte de não prestar para nada”, da Nossa Trupe Teatral, contemplada no “2º Festival de Arte e Cultural de Tatuí”. 

O espetáculo consiste nas lambanças e trapalhadas dos dois palhaços em busca do sucesso, o que se torna um grande fracasso. A dupla propõe em, aproximadamente, 40 minutos, narrativas com desfechos inusitados, em um jogo constante com a plateia, tudo isso com muito vigor e malemolência, inspirados em grandes palhaços circenses, como Augusto e Branco. 

O elenco de “A incomum arte de não prestar para nada” conta com João Fabbro (Malakai) e Thiago Leite (Sinforoso), que também assinam a dramaturgia; e Rodrigo Costa, na direção e iluminação. 

Sobre a Nossa Trupe Teatral – Formada por três atores/pesquisadores, a “Nossa Trupe Teatral” é um grupo sediado em Tatuí desde 2011, tendo como eixo de investigação processos de criação teatral fundamentados no ofício do ator. A Trupe tem verticalizado suas pesquisas em algumas áreas de conhecimento, tais como a linguagem do palhaço, a relação corpo e voz e processos vinculados à pedagogia do fazer teatral. 

O grupo acredita que as práticas artísticas de criação e pesquisa, como micro espaços de reflexão sobre questões latentes na sociedade contemporânea, emergem da trajetória e do anseio por um modo de fazer artesanal, que busca ampliar a compreensão frente a princípios referentes ao trabalho do ator e a relação entre vida/obra/arte.  

Nessa trajetória nascem os espetáculos: “Seu Bonanza”, “Presentes Memórias de Kaspar Hauser”, “O Pastelão e a Torta” e “A incomum arte de não prestar para nada”. 

Compartilhe:

Skip to content