TERMINA DOMINGO A EXPOSIÇÃO DE FOTOS TURÍSTICAS DE TATUÍ, NO CENTRO CULTURAL

Termina neste domingo (03/11) a Exposição de Fotos Turísticas de Tatuí, realizada no Espaço de Exposições do Centro Cultural, equipamento de Cultura da Prefeitura de Tatuí, e que apresenta os atrativos turísticos existentes na cidade.

A exposição coletiva apresenta os fotógrafos tatuianos Giancarlo Cornoló, Leandro Bolina Nascimento, Rodrigo Eduardo Camargo, Lívia Gabriela Machado, Sinval Lopes Júnior, Larissa Pereira S. Correia, Vincenzo A. Daldoss, Pablo Bercero Ruiz, Fernando Foster, Sérgio Shiguero Inoki, Paulo Rogério Ribeiro, Izabella Godoi Brandi e Débora Holtz.

As fotos da exposição apresentam locais, paisagens, arquiteturas históricas e culturais, monumentos e diversos outros locais que são destaque do cenário turístico local.

Os interessados em visitar a exposição, que é gratuita, podem comparecer no Centro Cultural até esta sexta-feira (01/11), das 9h às 21h. No sábado (02/11) e no domingo (03/11), último dia da exposição, o horário para visitação será das 17h às 21h. O Centro Cultural de Tatuí está situado na Praça Martinho Guedes, nº 12, Centro.

EXPOSIÇÃO EM HOMENAGEM AO MÚSICO PACHECO TERMINA NESTA QUINTA-FEIRA

Termina nesta quinta-feira (24/10) a exposição “Ilustres Tatuianos”, em homenagem ao músico seresteiro Francisco de Souza Bueno, mais conhecido como Pacheco, no Museu Histórico “Paulo Setúbal”, equipamento de Cultura da Prefeitura de Tatuí.

A Exposição de fotos sobre a vida de Pacheco pode ser visitada das 9h às 17h. O projeto “Ilustres Tatuianos” é uma ação colaborativa entre o Museu Histórico “Paulo Setúbal” e o Grupo Seresteiros com Ternura, que foca na tradição seresteira, considerada uma grande manifestação cultural brasileira.

O Museu Histórico “Paulo Setúbal” está situado na Praça Manoel Guedes, nº 98, Centro. Mais informações pelo telefone (15) 3251-4969.

Sobre o homenageado – Francisco de Souza Bueno, popularmente conhecido como Pacheco, nasceu em Porangaba no dia 11 de julho de 1936. Iniciou sua vida musical aos 13 anos de idade, tocando cavaquinho na Rádio Difusora de Tatuí e, aos 17 anos de idade, passou a tocar no conjunto “Ritmos de Mário Edson”, de Tatuí.

Em 1955, mudou-se para São Paulo, e convidado pelo grande músico Esmeraldino Salles, ingressou na Rádio e TV Tupi, onde acompanhou cantores históricos como Cauby Peixoto, Hebe Camargo, Ângela Maria, Nélson Gonçalves, Luiz Gonzaga e outros. Entre as décadas de 1950 e 1960, tocou com grandes chorões, como Isaías do Bandolim, Evandro (Bandolim), Waldyr Azevedo e Sivuca.

Trabalhou em diversas boates, bares e casas noturnas de São Paulo, como Boate Oasis, Jardim de Inverno Fasano, Avenida Danças e Brasilian’s Bar. Nessa época, tocou nos conjuntos do sambista Caco Velho e do acordeonista italiano Uccio Gaeta, e acompanhou grandes cantores como Altemar Dutra, Jair Rodrigues, Agnaldo Timóteo e Sérgio Reis.

Nos anos 60, ingressou no melhor conjunto de bailes existente no Brasil naquela época, o Super Som T.A., no qual tocou durante 15 anos antes de encerrar sua carreira musical. Nos conjuntos em que tocou, participou de diversos programas de TV, entre eles “Almoço com as Estrelas”, da TV Tupi, “Astros do Disco”, da TV Record, “Programa Jô Soares” e “Programa Silvio Santos”, do SBT.

Atuou em várias capitais e no interior do Brasil. Também tocou no exterior, em países como Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Estados Unidos e Peru. Lecionou violão, guitarra, contrabaixo e cavaquinho no Conservatório Musical Villa-Lobos até o ano de 2001, quando se aposentou.

Atualmente dedica-se à sua grande paixão, o choro, o mais brasileiro dos gêneros musicais.

MUSEU “PAULO SETÚBAL” RECEBE A VISITA DOS MODELOS DA EXPOSIÇÃO “BELEZA DA PESSOA IDOSA”

O Museu Histórico “Paulo Setúbal”, equipamento de Cultura da Prefeitura de Tatuí, recebeu, na manhã desta quarta-feira (09/10), integrantes do Projeto “Envelhecer com Qualidade de Vida”, do Fundo Social de Solidariedade de Tatuí (FUSSTAT), que prestigiaram a exposição de fotos “Beleza da Pessoa Idosa”, com fotos de Laury Testa.

A exposição é uma parceria do Museu com o FUSSTAT, para celebrar o mês do idoso, e permanecerá aberta gratuitamente ao público até o dia 31/10 (quinta-feira). O horário de visitação é das 9h às 17h, sempre de terça-feira a domingo.

Com o objetivo de sensibilizar a sociedade para as questões do envelhecimento, a ação cotou com a presença do diretor de Cultura e gestor do Museu Histórico “Paulo Setúbal”, Rogério Vianna, da coordenadora do Projeto Envelhecer com Qualidade de Vida, Luciana Picchi, da professora de Educação Física do Projeto, Rosa Maria de Souza, e da professora pedagógica do Projeto, Adriana Moraes Alegre.

Na ocasião, Rogério Vianna parabenizou o trabalho do Projeto, destacando sua importância, e disse que o ato é uma forma de homenagear os participantes do Projeto, mostrando a beleza da pessoa idosa. “Respeitar a pessoa idosa é tratar com respeito o próprio futuro”, enfatizou o gestor do Museu.

O Museu Histórico “Paulo Setúbal” está situado na Praça Manoel Guedes, nº 98, Centro. Mais informações podem ser obtidas no Setor de Agendamento, pelo fone (15) 3251-4969, ou pelo e-mail museupaulosetubal@tatui.sp.gov.br.

EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA “BELEZA DA PESSOA IDOSA”, DO FUSSTAT, ACONTECERÁ DE 8 A 31 DE OUTUBRO, NO MUSEU PAULO SETÚBAL

O Museu Histórico “Paulo Setúbal”, equipamento de Cultura da Prefeitura de Tatuí, em parceria com o Fundo Social de Solidariedade de Tatuí (FUSSTAT), realizará, de 8 a 31 de outubro, a exposição “Beleza da Pessoa Idosa”, com fotografias tiradas por Laury Testa.

No mês de outubro, mais precisamente no dia 1º, celebrou-se o Dia Internacional do Idoso, instituído em 1991, com a proposta de sensibilizar a sociedade mundial para as questões do envelhecimento. Por essa razão, o Projeto “Envelhecer com Qualidade de Vida”, do FUSSTAT, promoverá essa exposição de fotos, homenageando seus participantes, mostrando a beleza da pessoa idosa e ressaltando que respeitar a pessoa idosa é tratar com respeito o próprio futuro.

O Projeto da exposição fotográfica “Beleza da Pessoa Idosa” é executado por Luciana Picchi, Rosa Maria de Souza e Adriana Moraes Alegre.

A exposição poderá ser visitada gratuitamente de terça-feira a domingo, das 9h às 17h, no Espaço de Exposições Temporárias do Museu Histórico “Paulo Setúbal”, situado na Praça Manoel Guedes, nº 98, Centro. Mais informações podem ser obtidas pelo fone (15) 3251-4969, ou pelo e-mail museupaulosetubal@tatui.sp.gov.br.

Modelos da exposição – Adelmo Estanganini, Alcina Leocadia Euzébio, Aleide Moreira de Souza, Alínea Miranda, Ana Conceição Brandão, Ana de Jesus Pinto Camargo, Anélida Nascimento dos Santos, Angelúcia Gouveia de Jesus, Antônia Pontes Oliveira, Antônia Umbelina dos Santos, Antônio Francisco de Souza, Antônio José da Silva, Aparecida Braz de Aquino, Atílio Martins de Andrade, Benedito Teresiano, Benício Gonçalves Soares, Bernadete Lourdes dos Santos, Carlos Gonçalves Xavier, Carmem Leda Xavier, Cecília Dinis da Cruz, Cesarina Fonseca, Circe da Silva Santos, Cleuza de Camargo Pedroso, Custódia Vieira, Dirce Melo, Dirma Oliveira Madureira Simão, Domingas Medeiros Alves, Eduvirges de Jesus Carriel Casemiro, Eloisa Vieira Ramos, Elvira Teles da Silva, Elza de Camargo, Ester de Oliveira, Ezilda Gomes de Camargo, Floripes de Almeida Proença, Francisco Pereira Batista, Francisco Tadeu Geroto, Galdina Américo Correia, Gedeon  Antônio  Pedroso, Gentil Bastos, Geraldo Garcia, Geraldo Sabalauskas, Gilda Alves de Carvalho, Helena de Lourdes Costa Xavier, Helena Leme, Helenir Alves Pontes Oliveira, Hermelina Coelho, Iolanda Diniz da Silva, Iolanda Pereira dos Santos, Iraídes Moura Moreira, Isa Alves da Silva, Isabel da Silva Gonçalves, Isabel Lopes da Silva Ribeiro, Isabel Pontes de Camargo Antunes, Ivanil Teixeira, Ivone Damazio Domingues, Ivone Rodrigues P. Toledo, Jacira de Camargo Vieira, Jessé Bento, Joana Juremeira Goehring, João Batista Borges de Oliveira, João Piunti, Jorja Ribeiro Pinto, José Antonio Moreira, José Aparecido de Camargo, José Elias Andrade, José Ruiz Cerrillo, Josefina de Moura Teles, Júlia de Souza, Jurema Vieira de Miranda, Lauri Franco de Oliveira, Lázara Pinto de Souza, Lazinha Camargo F. Assunção, Léa de Souza Silva, Leonardo Bueno de Camargo, Leonildo Cassemiro, Leonor de Campos, Leonora dos Santos Costa, Lourdes Jordão, Lucy Patrício, Luiz Gonzaga Chaves, Luizete Pereira Barbosa de Souza, Manoel Domingues, Margarida Ramos Machado, Maria Alice Ribeiro Paes, Maria Alzira Phols de Campos, Maria Aparecida Campos Fogaça, Maria Aparecida Chierici Pires, Maria Aparecida da Cruz Melo, Maria Aparecida de Almeida Gregório, Maria Aparecida de Campos Toledo, Maria Aparecida Machado da Silva, Maria Aparecida Mariano, Maria Aparecida Paques, Maria Cristina de Oliveira, Maria das Graças Pereira, Maria das Mercês Santos Martins, Maria de Lourdes Fonseca, Maria de Lourdes Mariano, Maria de Lourdes Novello Benedetti, Maria de Lourdes Rosa de Camargo, Maria do Carmo Rosa de Almeida, Maria Eunice Machado Carriel, Maria Falchi Corrêa, Maria Francisca Sabino da Silveira, Maria Helena Campos de  Oliveira, Maria Helena Diogo, Maria Inês Falci Mota, Maria Inêz Berte Menuzzi, Maria Irce Marins Leite, Maria Jesus Mariano, Maria José Oliveira Soares, Maria José Santos da Costa, Maria Lourdes Camargo de Oliveira, Maria Lourdes Pinson da Silva, Maria Luzia Fernandes, Maria Luzia Sperandio Garcia, Maria Margarida Tavares, Maria Odete Cassemiro Ribeiro, Maria Rita Rodrigues Camargo, Maria Romaneze Mendes, Maria Rosário Rodrigues, Maria Serrão Teles, Maria Yolanda Garcia de Oliveira, Mariza Reis Teixeira, Maura Ribeiro R. Camargo da Silva, Mercedes Aparecida Rodrigues, Messias Alves de Camargo, Miguel Netinho Rodrigues, Milton de Melo, Milton Mota Cardoso, Moises de Jesus Machado, Nadir Antunes de Campos, Nadir Camargo Machado, Nanami Sonada Sacahara, Nanci Aparecida de Oliveira Rosa, Nanci Beltrame Navas, Nelice Evangelista, Neuza Hessel de Camargo, Neuza Oliveira Carvalho, Neuza Teodoro do Prado, Olga Cavalheiro, Olga Soares Sabalauskas, Olga Souza Brandão Pierote, Oscar Lopes da Silva, Osvaldo Figueiredo Souza, Otília Rodrigues Chaves, Paulo Vicente Ribeiro, Raimunda Rosa do Nascimento, Rosalina Alves, Rosalina Marques, Rosária Américo de Sales, Sandra Poppi, Santina Luzia Pinheiro de Carvalho, Severina Silva do Nascimento, Silvia Lopes Reis, Silvia Mariano da Silva, Sônia Laly Simonato Arguello, Teresa de Arruda Muller, Teresinha Miranda da Silva, Teresinha dos Passos Miguel, Terezinha Adélia dos Santos, Therezinha de Oliveira Medeiros, Tirson de Oliveira, Tirza Nunes Faria, Toshinobu Kobota, Valdomiro da Silva Proença, Vicente Lopes da Silva e Vicentina Vicente.

Sobre o FUSSTAT – O Fundo Social de Solidariedade de Tatuí (FUSSTAT) tem como objetivo auxiliar os que mais precisam, capacitando e inserindo a população no mercado de trabalho, proporcionando oportunidades de melhoria na renda familiar.

Além disso, realiza projetos sociais que valorizam o cidadão. Um desses Projetos é o “Envelhecer com Qualidade de Vida”, que oferece atividades multidisciplinares diárias a 180 idosos.

Atualmente, o FUSSTAT é presidido pela professora Sônia Maria Ribeiro da Silva, que, acompanhada de conselheiras e voluntárias, estão renovando a visão que deve ser lançada sobre o próximo, com projetos e ações que visam a melhoria da qualidade de vida de todos.

EXPOSIÇÃO DE FOTOS TURÍSTICAS DE TATUÍ ACONTECE ATÉ 24 DE OUTUBRO, NO CENTRO CULTURAL, COM ENTRADA GRATUITA

Teve início, na noite da última quinta-feira (26/09), na Sala de Exposições “Professor Mauro Antônio Mendes Fiusa”, no Centro Cultural de Tatuí, a Exposição de Fotos Turísticas de Tatuí, dentro da programação do 2º Encontro Municipal de Turismo, promovido pela Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, com o apoio do Conselho Municipal de Turismo de Tatuí (COMTUR).

Como o próprio nome sugere, a exposição tem como tema central os atrativos turísticos existentes no município. As fotos expostas apresentam locais, paisagens, arquiteturas históricas e culturais, monumentos, entre outros locais que são destaque do cenário turístico local.

Participam da exposição os seguintes fotógrafos tatuianos: Giancarlo Cornoló, Leandro Bolina Nascimento, Rodrigo Eduardo Camargo, Lívia Gabriela Machado, Sinval Lopes Júnior, Larissa Pereira S. Correia, Vincenzo A. Daldoss, Pablo Bercero Ruiz, Fernando Foster, Sérgio Shiguero Inoki, Paulo Rogério Ribeiro, Izabella Godoi Brandi e Débora Holtz.

Estiveram presentes na solenidade de abertura o presidente do COMTUR, Wagner Eduardo Graziano, o tenente-coronel PM Benedito Tadeu Galende, comandante do 22º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPM-I) de Itapetininga, o secretário de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, Cassiano Sinisgalli, o diretor de Cultura, Rogério Vianna, e a gerente de Comunicação do Conservatório de Tatuí, Sabrina Magalhães.

A mostra permanecerá aberta ao público até 24/10 (quinta-feira), de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h, e aos sábados, domingos e feriados, das 17h às 21h. A entrada é gratuita. O Centro Cultural de Tatuí está situado na Praça Martinho Guedes, nº 12, Centro. Mais informações pelo telefone: (15) 3259-4135.

MUSEU PRORROGA A EXPOSIÇÃO “CENOGRAFIA DO CONSERVATÓRIO DE TATUÍ” ATÉ O DIA 3 DE NOVEMBRO

A exposição “Cenografia do Conservatório de Tatuí”, sob curadoria do cenógrafo Jaime Pinheiro, promovida pelo Museu Histórico “Paulo Setúbal”, equipamento de Cultura da Prefeitura de Tatuí, em parceria com o Conservatório de Tatuí e a Abaçaí Cultura e Arte, foi prorrogada até o dia 03/11 (domingo).

O adiamento do término da exposição deve-se ao grande número de solicitações recebidas pelo Museu Histórico “Paulo Setúbal” por parte de unidades escolares que não conseguiram realizar o agendamento para visitação.

Até esta segunda-feira (30/09), a exposição “Cenografia do Conservatório de Tatuí” havia recebido a visita de 5.022 pessoas, segundo consta no livro de registros do Museu.

O cenógrafo Jaime Pinheiro está à frente do curso e da produção cenográfica nas mais diversas produções pedagógicas e artísticas realizadas pelo Conservatório de Tatuí, pertencente a Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, e gerida pela Abaçaí Cultura e Arte.

A exposição, que tem como objetivo apresentar a importância do uso dos recursos cênicos, pode ser visitada gratuitamente de terça-feira a domingo, das 9h às 17h. O Museu está situado na Praça Manoel Guedes, nº 98, Centro. Mais informações podem ser obtidas no Setor de Agendamento, pelo fone (15) 3251-4969, ou pelo e-mail museupaulosetubal@tatui.sp.gov.br.

Sobre o cenógrafo Jaime Pinheiro – Graduado em Educação Artística, com habilitação em Artes Plásticas e especialização em Design, Jaime Pinheiro foi professor de Cenografia e Teatro de Animação, na Universidade de Sorocaba (Uniso), de 2008 a 2010 e em 2012.

Desde 1990, atua como cenógrafo no Conservatório de Tatuí, projetando e executando cenários para concertos, shows, festivais e teatro. Também no Conservatório de Tatuí, Jaime Pinheiro leciona o curso de Cenografia e Adereços.

Foi professor de Desenho, Técnicas de Materiais Expressivos, Fundamentos da Expressão Artística, Desenho de Observação e Cenografia, na Associação de Ensino Tatuiense, de 1996 a 2010.

Ao longo de sua carreira artística, Jaime Pinheiro participou de diversos projetos para teatros, shows musicais, espetáculos de dança, teatros de animação, e realizou diversos outros eventos para grupos artísticos como: Esparrama, Cia. Mútua, Coletivo Cê, TV Cultura, Encantoria, Balleteatro Mônica Minelli e Fred Astaire e Pindorama. Dentre seus trabalhos mais notáveis estão: Festival de Inverno de Campos do Jordão; Livro de Rua; TV Cultura; Prelúdio; Prêmio “Carlos Gomes”; “Esparrama pela Janela”; “Ser Tão Brasileiro”; e “Um Príncipe chamado Exupéry”.

Jaime Pinheiro também atuou na parte de direção, cenografia e bonecos dos espetáculos: “Pedro e o Lobo” (Teatro São Pedro – Oferenda Musical 2009) e “Cruzada de Crianças” (2009). Bonecos, cenografia, figurinos e adereços para Ingrid Koudela (Espetáculos de 2008, 2009, 2010 e 2012) e nas óperas: “Dido e Enéias”, de Henry Purcell (2009), “Orfeu no Inferno”, de Jacques Offenbach (2011), e “A Peste e o Intrigante”, de Mário Ficarelli (1985).

O cenógrafo também atua no desenvolvimento de pesquisas na área de Teatro de Animação, com trabalhos apresentados em São Paulo, Santa Catarina e Portugal. Além disso, trabalha de maneira autônoma como ilustrador de Artes Gráficas, e em projetos especiais na área de Design, como troféus, móveis, ambientes e arquitetura, como por exemplo o saguão do Conservatório de Tatuí.

Sua carreira também é marcada pela realização das instalações cenográficas do Museu Histórico de Tatuí e por ter sido coordenador do “Festival Estadual de Cururu”, promovido pelo Conservatório de Tatuí.

SUCESSO DE PÚBLICO FAZ EXPOSIÇÃO SOBRE DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA SER PRORROGADA ATÉ ESTE DOMINGO

Devido ao grande sucesso de público, a Prefeitura de Tatuí – através do Departamento da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Secretaria de Saúde, e da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo Lazer e Juventude -, e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, por meio do Memorial da Inclusão, informam que a exposição “Direitos Humanos Para Quê? A Convenção Sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência” foi prorrogada, e agora poderá ser visitada até o próximo domingo (01/09), no Museu Histórico “Paulo Setúbal”.

A exposição faz parte das ações que compõem a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, que neste ano é celebrada de 21 a 28 de agosto, e tem como objetivo propor conversas sobre a deficiência e trazer à sociedade reflexões acerca da igualdade de direitos e da inclusão.

Desde o seu lançamento, que ocorreu na última quarta-feira (21/08), a exposição realizou cerca de 600 atendimentos, acarretando em sua prorrogação, com o objetivo de atender um público ainda maior.

A exposição, que é gratuita e livre para todas as idades, pode ser visitada das 9h às 17h. O Museu Histórico “Paulo Setúbal” está situado na Praça Manoel Guedes, nº 98, Centro. Mais informações pelo telefone: (15) 3251-4969. Se preferir, envie um e-mail para: museupaulosetubal@tatui.sp.gov.br.

A exposição – Parte integrante da 9ª edição da Virada Inclusiva, a exposição “Direitos Humanos Para Quê? A Convenção Sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência” retrata a Convenção com um novo olhar da sociedade sobre a pessoa com deficiência – considerando a acessibilidade um requisito fundamental para a garantia da sua plena participação em todos os setores sociais – estimulando o debate sobre o respeito às liberdades fundamentais, e o resultado do reconhecimento da luta dos movimentos civis por direitos humanos para inclusão e acessibilidade.

Os painéis interativos trazem conteúdo acessível sobre os direitos básicos dos seres humanos – moradia, justiça, trabalho, participação, saúde, equidade, educação, cultura e segurança -, a partir de jogos infantis adaptados para garantir pleno acesso a todos, para que os visitantes possam refletir acerca das conquistas e mudanças que ainda precisam ser realizadas para uma inclusão plena.

A convenção – A Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência, adotada pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em 2006, e incorporada à Constituição Brasileira em 2009, é fruto de um trabalho conjunto de representantes de movimentos sociais de mais de 100 países. O documento consiste num reflexo direto e prático da Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948.

Acesse as informações disponíveis no site oficial do Memorial da Inclusão: http://bit.ly/2MRdhuP.

EXPOSIÇÃO GRATUITA SOBRE DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA ACONTECE ATÉ 28 DE AGOSTO, NO MUSEU PAULO SETÚBAL

A Prefeitura de Tatuí – através do Departamento da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Secretaria de Saúde, e da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo Lazer e Juventude -, e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, por meio do Memorial da Inclusão, realizou, nesta quarta-feira (21/08), na sede do Museu Histórico “Paulo Setúbal”, a abertura da exposição “Direitos Humanos Para Quê? A Convenção Sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência”.

A exposição faz parte das ações que compõem a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, que neste ano é celebrada de 21 a 28 de agosto, e tem como objetivo propor conversas sobre a deficiência e trazer à sociedade reflexões acerca da igualdade de direitos e da inclusão.

Durante a cerimônia de abertura, crianças e pessoas com deficiência conversaram e trocaram experiências, aflorando o interesse em conhecer a necessidade do próximo, atitude que repercutirá positivamente na maneira com que se relacionam com a diversidade e a diferença.

A prefeita Maria José Vieira de Camargo abriu a solenidade, e toda a ação foi conduzida pela diretora do Departamento Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Rita de Cássia Leme Ramos. Também participaram do evento alunos da EMEF “Eugênio Santos”, integrantes do Centro de Convivência da Apae de Tatuí, representantes do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, alunos do Educrescere, acompanhados da senhora Fabiana Grechi, e representantes da Associação das Pessoas com Deficiência de Tatuí (Apodet).

A exposição, que é gratuita e livre para todas as idades, pode ser visitada até a próxima quarta-feira (28/08), sempre de terça-feira a domingo, das 9h às 17h. O Museu Histórico “Paulo Setúbal” está situado na Praça Manoel Guedes, nº 98, Centro. Mais informações pelo telefone: (15) 3251-4969. Se preferir, envie um e-mail para: museupaulosetubal@tatui.sp.gov.br.

A exposição – Parte integrante da 9º edição da Virada Inclusiva, a exposição “Direitos Humanos Para Quê? A Convenção Sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência” retrata a Convenção com um novo olhar da sociedade sobre a pessoa com deficiência – considerando a acessibilidade um requisito fundamental para a garantia da sua plena participação em todos os setores sociais – estimulando o debate sobre o respeito às liberdades fundamentais, e o resultado do reconhecimento da luta dos movimentos civis por direitos humanos para inclusão e acessibilidade.

Os painéis interativos trazem conteúdo acessível sobre os direitos básicos dos seres humanos – moradia, justiça, trabalho, participação, saúde, equidade, educação, cultura e segurança -, a partir de jogos infantis adaptados para garantir pleno acesso a todos, para que os visitantes possam refletir acerca das conquistas e mudanças que ainda precisam ser realizadas para uma inclusão plena.

A convenção – A Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência, adotada pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em 2006, e incorporada à Constituição Brasileira em 2009, é fruto de um trabalho conjunto de representantes de movimentos sociais de mais de 100 países. O documento consiste num reflexo direto e prático da Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948.

Acesse as informações disponíveis no site oficial do Memorial da Inclusão: http://bit.ly/2MRdhuP.

MUSEU SEDIARÁ EXPOSIÇÃO GRATUITA SOBRE DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA, DE 21 A 28 DE AGOSTO

A Prefeitura de Tatuí – através do Departamento da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Secretaria de Saúde, e da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo Lazer e Juventude -, e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, por meio do Memorial da Inclusão, realizará a exposição “Direitos Humanos Para Quê? A Convenção Sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência”.

A abertura da exposição, que será gratuita e livre para todas as idades, ocorrerá no dia 21/08 (quarta-feira), às 10h, na sede do Museu Histórico “Paulo Setúbal”, que está situado na Praça Manoel Guedes, nº 98, Centro. Os interessados poderão visitar a exposição até o dia 28/08 (quarta-feira), sempre de terça-feira a domingo, das 9h às 17h.

Parte integrante da 9º edição da Virada Inclusiva, a exposição “Direitos Humanos Para Quê? A Convenção Sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência” retrata a Convenção com um novo olhar da sociedade sobre a pessoa com deficiência – considerando a acessibilidade um requisito fundamental para a garantia da sua plena participação em todos os setores sociais – estimulando o debate sobre o respeito às liberdades fundamentais, e o resultado do reconhecimento da luta dos movimentos civis por direitos humanos para inclusão e acessibilidade.

Os painéis interativos trazem conteúdo acessível sobre os direitos básicos dos seres humanos – moradia, justiça, trabalho, participação, saúde, equidade, educação, cultura e segurança -, a partir de jogos infantis adaptados para garantir pleno acesso a todos, para que os visitantes possam refletir acerca das conquistas e mudanças que ainda precisam ser realizadas para uma inclusão plena.

Mais informações pelo telefone: (15) 3251-4969. Se preferir, envie um e-mail para: museupaulosetubal@tatui.sp.gov.br.

Sobre a Convenção – A Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência, adotada pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em 2006, e incorporada à Constituição Brasileira em 2009, é fruto de um trabalho conjunto de representantes de movimentos sociais de mais de 100 países. O documento consiste num reflexo direto e prático da Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948.

Acesse as informações disponíveis no site oficial do Memorial da Inclusão: http://bit.ly/2MRdhuP.

TERMINA NESTE DOMINGO A EXPOSIÇÃO DE FOTOS FIGURATIVAS “MULHERES HEROÍNAS NEGRAS”, DO NÚCLEO AFRO FEMININO DE TATUÍ

A Exposição de Fotos Figurativas “Mulheres Heroínas Negras”, do Núcleo Afro Feminino de Tatuí (NAF), que está aberta ao público no Centro Cultural de Tatuí, equipamento de Cultura da Prefeitura de Tatuí, termina neste domingo (25/08).

Nesta última semana, os interessados em prestigiar a exposição, que tem entrada gratuita, podem comparecer na sede do Centro Cultural, que fica na Praça Martinho Guedes, nº 12, Centro, até sexta-feira, das 9h às 21h, e no sábado e no domingo, das 19h às 21h. Mais informações pelo telefone: (15) 3259-3993.

A exposição – Produzida pelo Núcleo Afro Feminino de Tatuí (NAF), a Exposição de Fotos Figurativas “Mulheres Heroínas Negras” presta uma homenagem a Tereza de Benguela, líder nacional e das mulheres latino-americanas e caribenhas, apresentando fotos figurativas, protagonizadas por mulheres negras que se tornaram heroínas quilombolas e escritoras com suas distintas estratégias de resistência, tendo sido reconhecidas ao longo do tempo, a partir de contextos e histórias distintas.