PAT DE TATUÍ ESTÁ COM VAGAS DE EMPREGOS DISPONÍVEIS

O Posto de Atendimento ao Trabalhador de Tatuí (PAT) tem vagas de emprego disponíveis.

São elas: vagas para PCD (Portadores de Necessidades Especiais), possuir laudo médico atualizado; promotor de vendas externas, com experiência comprovada na função, possuir carro próprio (uma vaga); confeiteiro, possuir Ensino Fundamental completo e ter experiência na função – comprovada em Carteira de Trabalho (uma vaga); vagas para o Restaurante Madero, ter total disponibilidade para trabalhar e morar em cidades da grande São Paulo; padeiro, possuir Ensino Fundamental completo e ter experiência na função – comprovada em Carteira de Trabalho (uma vaga); motorista de caminhão, com experiência comprovada na função, possuir CNH categoria D ou E, e ter total disponibilidade para realizar viagens de longo período (quatro vagas); professor de inglês, possuir Ensino Médio completo e inglês fluente, e ter disponibilidade de horário (uma vaga); assistente fiscal, com experiência na função – comprovada em Carteira de Trabalho -, ser formado em, ou estar cursando, Contabilidade (uma vaga); e operador de motosserra, com experiência na função (uma vaga). O PAT é um órgão da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social, que funciona no CATE – Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo, situado na Praça Martinho Guedes, nº 12, antigo Alvorada Clube. O atendimento ao público é feito de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h. Mais informações pelo telefone: (15) 3251-4766.

ELEIÇÃO DO CONSELHO TUTELAR ACONTECE NO DOMINGO, NA ESCOLA “JOÃO FLORÊNCIO”

Acontecerá neste domingo (06/10) a eleição dos novos membros do Conselho Tutelar de Tatuí, para o quadriênio 2020/2023, realizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Tatuí (CMDCA).

Ao todo, 25 candidatos concorrerão a cinco vagas para conselheiro tutelar. Serão eleitos os cinco mais votados, e os demais candidatos tornar-se-ão suplentes, de acordo com o número de votos recebidos na eleição.

Os eleitores poderão votar em apenas um candidato, e o processo de escolha será feito por meio de uma cédula de papel, na qual o eleitor deverá assinalar o quadrado com o número correspondente ao candidato que deseja eleger.

A eleição será realizada das 8h às 17h, na EMEF “João Florêncio”, que está situada na Rua Coronel Aureliano de Camargo, nº 21, Praça Paulo Setúbal (mais conhecida como Praça do Barão).

Para votar, é necessário ter 16 anos de idade ou mais, e eleitores e candidatos deverão estar em dia com a Justiça Eleitoral. No momento da votação, é necessário estar munido de um documento oficial com foto e também com o título de eleitor.

Candidatos – Confira a seguir a lista com o nome de todos os candidatos a conselheiros tutelares de Tatuí – nome completo ou nome escolhido pelo candidato para a campanha -, organizada por ordem alfabética. Ao lado de cada nome, está o respectivo número do candidato, o qual o eleitor deverá assinalar na cédula, no momento da votação. – Alan Rafael de Alcântara Moraes (021) – Alba Mariela Vieira Defensor (019) – Aline Rodrigues (003) – Ana Luiza Casalunga Pereira (008) – Andréia Bueno (029) – Anna Carolina Saroba dos Santos (002) – Cida Brandão (004) – Cláudia Sales Ferreira (012) – Claudinéia (Meire) (010) – Douglas Rafael Gomes Belanga (006) – Dr. Luizinho (001) – Elide Brassolotto Amorim (016) – Fabiana Cristina Cubas Campos (011) – Helena Borges (025) – Liliam Quevedo (022) – Lucas de Souza Barbosa (018) – Mário Paes (017) – Melize Glauser de Andrade (028) – Núbia de Jesus Lencione (027) – Paola Rosa (009) – Pastor Will (013) – Paulo Roberto da Silva Camargo (023) – Profª. Telma (026) – Sandra Brito (014) – Tia Bete (005).

Perfil dos candidatos – Para saber mais a respeito de cada candidato, acesse o site oficial do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Tatuí (CMDCA), no endereço eletrônico: http://cmdcatatui.com.br/noticias.php?id=.

TATUÍ RECEBERÁ MORADIAS PARA FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA, POR MEIO DO PROGRAMA “NOSSA CASA”, DO GOVERNO ESTADUAL

O município de Tatuí foi contemplado com um projeto que visa a construção de novas moradias para famílias de baixa renda. Trata-se do Programa Habitacional “Nossa Casa”, do Governo do Estado de São Paulo, em parceria com municípios paulistas e a iniciativa privada. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (25/09), durante o lançamento do Programa, na capital paulista.

            A prefeita Maria José Vieira de Camargo participou da solenidade, que também contou com a presença do governador João Doria, do secretário de Estado da Habitação, Flávio Amary, e do presidente da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), Reinaldo Iapequino.

Essa primeira fase do Programa Habitacional “Nossa Casa” começa com a construção de 26.735 unidades habitacionais em mais de 120 municípios do estado. Destas primeiras unidades, 11 mil serão construídas pela modalidade Nossa Casa-CDHU, ou seja, as moradias serão construídas em parceria com a Caixa Econômica Federal em 114 municípios, e Tatuí está entre as cidades que foram contempladas pelo projeto.

Outras 15.735 unidades serão fomentadas em 24 municípios pela modalidade Nossa Casa-Apoio, voltada para entidades e empresas. Destas, 5.025 unidades são para municípios da Região Metropolitana e as demais unidades estão localizadas em municípios do interior e litoral do Estado.

O Programa conta, ainda, com uma terceira modalidade, o Nossa Casa-Preço Social, que viabilizará a construção de moradias com a iniciativa privada a preços reduzidos. Nas três modalidades, a Secretaria de Estado da Habitação, por meio da Agência Casa Paulista, concederá subsídios de até R$ 40 mil, conforme a renda das famílias. Será possível contar ainda com subsídios federais e utilizar o FGTS no financiamento habitacional, quando disponível. Desta forma, o valor das prestações ficará compatível com a capacidade de pagamento das famílias.

O “Nossa Casa” foi instituído pelo decreto estadual nº 64.419 e estima investimento de R$ 1 bilhão na construção 60 mil unidades até 2022.

NOSSA CASA-CDHU

Nesta modalidade, as unidades serão edificadas em terrenos doados pelos municípios e caberá à CDHU a elaboração dos projetos e o chamamento empresarial para selecionar as empresas que executarão o empreendimento. A contratação das construtoras será feita pela Caixa Econômica Federal e os subsídios serão concedidos para quem tem renda familiar mensal de até cinco salários mínimos.

Os terrenos para as primeiras 11 mil unidades já foram disponibilizados pelos municípios, os projetos estão prontos e as obras serão iniciadas em até 90 dias, com a conclusão prevista para 2021.

À CDHU compete, ainda, a seleção dos beneficiários, por meio de sorteio, antes do início das obras. Conforme a ordem de classificação do sorteio, as famílias serão encaminhadas à Caixa para a obtenção do financiamento habitacional. As prestações só começarão a ser pagas após a entrega do imóvel.

NOSSA CASA-APOIO

Neste caso, as entidades e empresas privadas colocam os terrenos à disposição do programa e constroem os empreendimentos. A demanda será indicada pelos responsáveis pela construção dos conjuntos habitacionais e o Governo do Estado concederá subsídios de até R$ 40 mil às famílias com renda de até três salários mínimos.

Para o fomento à construção das primeiras 15,7 mil unidades, caberá à Casa Paulista – agência de fomento da pasta estadual – a concessão dos cheques moradia para as famílias efetivarem a aquisição, junto à construtora de empreendimentos já aprovados junto à Casa Paulista.

NOSSA CASA-PREÇO SOCIAL

Esta modalidade envolverá os municípios e a iniciativa privada, com o objetivo de construir as moradias a preços abaixo do valor de mercado, para atender famílias com renda de até três salários mínimos. As prefeituras farão a oferta dos terrenos, que serão alienados, por meio de licitação, à iniciativa privada. As empresas vencedoras construirão o empreendimento e destinarão parte das unidades a preço social.

Nesse processo, os terrenos ofertados pelos municípios serão disponibilizados no site do programa e as empresas que mostrarem interesse participarão da concorrência. A vencedora será aquela que ofertar o maior número de unidades a preço social. As famílias interessadas nos empreendimentos se cadastrarão pelo site do programa e serão selecionadas por meio de sorteio.

O valor da unidade será fixado conforme a região. O preço social será de R$ 130 mil na Capital, R$ 120 mil nos municípios das regiões metropolitanas do Estado, R$ 110 mil em municípios do interior e litoral com mais de 250 mil habitantes e R$ 100 mil em municípios do interior e litoral com menos de 250 mil habitantes.

PREFEITURA E APAE RENOVAM CONVÊNIO PARA ATENDIMENTO DE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL

Na segunda-feira (05/08), no Paço Municipal, a Prefeitura de Tatuí assinou com a APAE, a renovação do nosso de compromisso para o atendimento das crianças com deficiência intelectual que não puderam se beneficiar com suas inclusões no ensino regular. Atualmente, são 49 alunos nesta situação. O convênio garante para a entidade o repasse mensal de R$ 29.333,31.

O Plano de Trabalho, proposto pela Secretaria da Educação e aprovado pelo Conselho Municipal da Educação, estabelece que as ações devem favorecer o desenvolvimento cognitivo, psicomotor e social dos alunos.

Na assinatura do termo, estavam presentes a prefeita Maria José Vieira de Camargo, secretários municipais, o vereador Rodnei Rocha (Nei Loko) e o presidente da APAE, Mário Luis Rodrigues da Costa.

“Quando assumimos a administração tivemos como prioridade a manutenção e expansão dos convênios e termos propostos com a APAE, que tem um trabalho de referência em toda a região”, destacou a chefe do Poder Executivo.

CERCA DE 300 ALUNOS SE FORMAM EM MAIS UMA ETAPA DO PROGRAMA “QUALIFICA JOVEM”, DA PREFEITURA DE TATUÍ EM PARCERIA COM A FATEC

A Prefeitura de Tatuí, por meio do Departamento de Juventude da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, realizou, nesta terça-feira (23/07), em parceria com a Faculdade de Tecnologia (Fatec) “Prof. Wilson Roberto Ribeiro de Camargo”, a entrega de certificados para cerca de 300 alunos do Programa “Qualifica Jovem”.

A solenidade ocorreu na sede da Fatec de Tatuí, e contou com a presença do secretário de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, Cassiano Sinisgalli; do presidente da Câmara de Tatuí, Antônio Marcos de Abreu; do diretor municipal do Trabalho, Gustavo Grando; e do vice-diretor da Fatec de Tatuí, Anderson Souza.

Os alunos que receberam a certificação realizaram os cursos de Assistente Administrativo, Auxiliar de Recursos Humanos, Limpeza de Pele, Atendente de Farmácia, Auxiliar de Produção, Vendas e Atendimento ao Cliente, Auxiliar de Almoxarife, Auxiliar de Eletricista, Inspetor de Qualidade, Metrologia, Pacote Office e Porteiro. Todos os cursos aconteceram, gratuitamente, na Fatec e tiveram duração de 20 horas, dividido em 2 meses de aulas.

O diretor municipal do Trabalho, Gustavo Grando, fez uso da palavra e disse que os cursos devem continuar no segundo semestre de 2019. “Atualmente cerca de 700 alunos são atendidos pelo Programa Qualifica Jovem. Muita gente ainda precisa se qualificar para poder assumir uma vaga no mercado de trabalho”, ressaltou. Gustavo também adiantou que existe a possibilidade de serem realizadas, já nas próximas semanas, inscrições para o cursinho gratuito e preparatório para o ENEM e vestibulares.

PREFEITURA E CDHU ENTREGAM CASAS POPULARES PARA FAMÍLIAS EM SITUAÇÃO DE RISCO DO JARDIM EUROPA

Nesta terça-feira, 16 de julho, a Secretaria de Estado da Habitação entregou 20 unidades habitacionais em Tatuí, no Jardim Europa. A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) investiu R$ 2 milhões no empreendimento Tatuí F. Todas as famílias contempladas com as novas moradias são procedentes de área de risco.

A cerimônia de entrega das chaves teve presença da prefeita Maria José Vieira de Camargo, do vice-prefeito Luiz Paulo Ribeiro da Silva; do ex-prefeito e secretário parlamentar do deputado federal Samuel Moreira, Luiz Gonzaga Vieira de Camargo, vereadores e secretários municipais. O presidente da CDHU, Eduardo Velluci, assim como os diretores Técnico e de Atendimento Habitacional da CDHU, respectivamente Aguinaldo Quintana e Marcelo Hercolin, também participam do evento.

As famílias contempladas com os imóveis foram selecionadas por critérios sociais, pela Secretaria Estadual da Habitação e pela Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Social. As casas entregues são de 45,28 metros quadrados, com dois dormitórios, sala, banheiro, cozinha, circulação e demais serviços. Das 20 unidades, uma delas foi adaptada para pessoa com deficiência.

O presidente do CDHU salientou que Tatuí é a primeira cidade a receber a implantação pela empresa do sistema de placas fotovoltaicas, também chamado de sistema de energia solar, capaz de gerar energia elétrica através da radiação solar.

Todas as unidades habitacionais possuem inversor bifásico. Cada placa é responsável por gerar 35 KWH de energia por mês, em média, o que pode representar desconto de até 45% na conta de luz dos mutuários.

A casa que cada mutuário deveria ocupar foi definida por meio de sorteio, que aconteceu na última quinta-feira, dia 11, na sede da Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Social, após o processo de seleção das famílias.

Na quarta-feira, dia 17, a prefeita Maria José e o vice Luiz Paulo voltaram ao Jardim Europa. Junto com o secretário Alessandro Bosso, do Trabalho e Desenvolvimento Social, acompanharam a mudança das famílias para as casas entregues no dia anterior. A Prefeitura de Tatuí, através da Secretaria de Obras e Infraestrutura, irá derrubar nas próximas horas os barracos de madeira ali existentes.

A cerimônia – Todas as famílias beneficiadas subiram ao palco para receber suas chaves das mãos das autoridades presentes. A prefeita Maria José e o vice-prefeito Luiz Paulo agradeceram ao empresário Marcelo Peixoto, que fez a doação de 20 cobertores para as famílias. Junto com as chaves da casa, cada família contemplada com o imóvel recebeu um cobertor.

Os irmãos Marcel, Ralf e Vinicius Soares, fizeram uma apresentação cantando a música “Tua Família”, da banda católica Anjos de Resgate.

Em suas palavras, o ex-prefeito Gonzaga lembrou o ano de 2012, quando foram entregues em sua gestão 38 casas populares no mesmo Jardim Europa, em um projeto que deu início à desfavelização da área de risco.

“1º ARRAIÁ DOS CRAS’s”, REALIZADO NO CLUBE RENASCER, REUNIU USUÁRIOS DAS QUATRO UNIDADES DE TATUÍ

A Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social e dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS’s), promoveu, no dia 04/07 (quinta-feira), das 14h às 16h, o “1º Arraiá dos CRAS’s”, no Clube Renascer de Tatuí (Terceira Idade), situado na Vila Dr. Laurindo.

A festa contou com a presença de usuários das quatro unidades do CRAS de Tatuí (Leste, Norte, Sul e Central), de acolhidos da Casa de Acolhimento Institucional de Tatuí e da Casa do Bom Menino, e, também, de usuários do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e do Centro de Orientação e Serviços à Comunidade (COSC).

A animação do evento ficou por conta do Projeto “Brincar e Cantar é só Começar”, da Secretaria Municipal de Educação, e da equipe Bossolan/Trupe da Alegria.

A prefeita Maria José Vieira de Camargo esteve presente, assim como o secretário Alessandro Bosso (Trabalho e Desenvolvimento Social).

O “1º Arraiá dos CRAS’s” teve como objetivo assegurar espaços de convívio familiar e comunitário, por meio da realização compartilhada e da colaboração, buscando o desenvolvimento de relações de afetividade e sociabilidade, fortalecendo a interação entre crianças e adolescentes do mesmo ciclo etário, além de valorizar a cultura das comunidades locais, resgatando brincadeiras e promovendo vivências lúdicas.

“OPERAÇÃO ACOLHIDA”, DA PREFEITURA DE TATUÍ, CONTINUA OFERECENDO ABRIGO A PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA NESTE INVERNO

A Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social, em parceria com a Guarda Civil Municipal (GCM) e outras secretarias e departamentos, continua realizando a “Operação Acolhida”, para oferecer abrigo a pessoas em situação de rua durante as noites deste rigoroso inverno.

Na sexta-feira (05/07), foram abordadas 10 pessoas, das quais duas aceitaram ser encaminhadas para a Casa de Apoio ao Irmão de Rua São José. Outras duas, que não eram de Tatuí, foram encaminhadas às suas cidades de origem. No sábado (06/07), novamente, 10 pessoas em situação de rua foram abordadas, e duas aceitaram se abrigar na Casa de Apoio.

Outras oito pessoas foram abordadas no domingo (07/07), e duas aceitaram ajuda. Já na segunda-feira (08/07), mais seis pessoas em situação de rua foram abordadas, e duas foram encaminhadas consensualmente à Casa de Apoio ao Irmão de Rua São José.

A Operação continuou no feriado desta terça-feira (09/07), com a abordagem de mais seis pessoas. No entanto, apenas uma aceitou se abrigar na Casa de Apoio.

No total, a equipe percorreu 10 pontos utilizados como abrigo por pessoas em situação de rua no município de Tatuí. As abordagens sociais ocorreram entre 21h e 22h30, e continuarão acontecendo diariamente, ao longo de todo o inverno.

PREFEITURA REALIZA PRIMEIRA AÇÃO DA “OPERAÇÃO ACOLHIDA”, PARA AJUDAR PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA

A manhã desta terça-feira (02/07) foi marcada pela primeira ação da “Operação Acolhida”, promovida pela Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social, em parceria com a Guarda Civil Municipal (GCM), com o Fundo Social de Solidariedade de Tatuí (FUSSTAT) e com a Secretaria Municipal de Saúde. A ação teve o intuito de realizar abordagens sociais, direcionando pessoas em situação de rua no município para abrigos adequados, a fim de receberem alimentação e cuidados com a higiene.

Durante a Operação, 15 pessoas foram abordadas, sendo 13 homens e 2 mulheres, e todos foram convidados a se dirigir até a sede da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social. No local, essas pessoas foram recepcionadas com um café da manhã e, em seguida, tiveram a oportunidade de realizar sua higiene pessoal.

A equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) realizou a identificação das pessoas abordadas, e fez a solicitação da documentação civil de cada uma, encaminhando-as para foto e Cadastro único.

Já a equipe do FUSSTAT promoveu cortes de cabelo e barba, e colocou à disposição das pessoas atendidas diversas roupas, para que elas ficassem à vontade para se trocar, abandonando as vestes velhas e sujas que usavam.

Durante a ação, a Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, realizou testes rápidos de doenças como HIV, Sífilis e Hepatites B e C em 11 pessoas, das quais 9 tiveram interesse em se vacinar contra doenças como Sarampo, Caxumba, Rubéola e Gripe Influenza.

As pessoas atendidas também receberam atenção por parte dos funcionários da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), que promoveram um diálogo sobre o alcoolismo e o uso de drogas, e esclareceram as formas de tratamento existentes no município, dissertando acerca do propósito dos serviços de saúde. Dessa forma, foi possível possibilitar a intervenção terapêutica, na perspectiva de evolução contínua, junto ao Centro de Atenção Psicossocial (CAPS).

O Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (CATE) realizou o cadastro dos currículos, e foi possível identificar que a maioria das pessoas que receberam atendimento possuía experiência profissional comprovada, possibilitando seu encaminhamento para vagas de emprego.

O secretário de Trabalho e Desenvolvimento Social de Tatuí, Alessandro Bosso, disse que a ação “possibilitou criar condições de acesso à rede de serviços públicos e, gradativamente, construir o processo de saída das ruas e, consequentemente, a reinserção familiar e comunitária”.

Das 15 pessoas atendidas nesta terça-feira, por meio da “Operação Acolhida”, duas não eram de Tatuí. Ambas foram encaminhadas para suas cidades de origem e outras três foram levadas para a Casa de Apoio ao Irmão de Rua São José.

“As abordagens sociais serão, de agora em diante, uma ação permanente da atual administração. As equipes prosseguirão com o trabalho de identificar pessoas em situação de rua, com o objetivo de encaminhá-las para os serviços socioassistenciais e intersetoriais, garantindo seus direitos básicos de cidadãos”, informou o secretário de Trabalho e Desenvolvimento Social, Alessandro Bosso.

Nos próximos dias, também haverá a fixação de faixas pela cidade, orientando a população a não dar esmolas, devido ao fato de que, muitas vezes, o dinheiro doado pelos munícipes é utilizado na compra de bebidas alcoólicas e drogas, o que estimula o vício e acarreta na permanência dessas pessoas nas ruas, colocando em risco sua saúde e dificultando o trabalho das equipes da Assistência Social.

Como ajudar – Quem se deparar com pessoas pedindo esmolas pelas ruas de Tatuí, pode procurar a equipe do CREAS, que está situado na Rua 13 de Fevereiro, nº 396, Centro. Também é possível entrar em contato via telefone (15) 3259-0704. Tanto o atendimento presencial quanto por telefone é realizado de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Durante à noite, especialmente neste período de inverno, quem encontrar pessoas em situação de rua, em busca de abrigo, deve entrar em contato com a Guarda Civil Municipal (GCM), ligando para o número 199, que funciona 24 horas.

Quem preferir, também pode entrar em contato o serviço de Busca Ativa, da Casa de Apoio ao Irmão de Rua São José, através do telefone (15) 3305-3895. O serviço está à disposição da população até às 23h.

PAT DE TATUÍ VOLTA A EMITIR CARTEIRAS DE TRABALHO

A partir da próxima segunda-feira (1º de julho) o Posto de Atendimento ao Trabalhador de Tatuí (PAT), órgão da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social da Prefeitura de Tatuí, voltará a emitir a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). O serviço estava paralisado desde 2010 no PAT, e era feito somente no Poupatempo do município.

Os servidores municipais locados no Poupatempo passaram por treinamentos e cursos para se adaptarem as mudanças do sistema de emissão da CTPS. “Os equipamentos e a estrutura já estão prontos para atender a população que pode sair com a Carteira de Trabalho em mãos”, ressaltou o diretor do PAT, Gustavo Grando.

O PAT funciona no CATE – Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo, situado na Praça Martinho Guedes, nº 12, antigo Alvorada Clube. O atendimento ao público é feito de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h. Mais informações pelo telefone: (15) 3251-4766.

Como solicitar a carteira de trabalho – Se você ainda não tem a Carteira de Trabalho e quer tirar a 1º via, é necessário apresentar no PAT os seguintes documentos: Carteira de Identidade (RG); Certidão de Nascimento – caso seja solteiro(a), ou Certidão de Casamento, Separação ou Divórcio; Cadastro de Pessoa Física (CPF); Comprovante de residência do último mês.

Se você já tirou a Carteira de Trabalho, mas por acaso ela foi perdida ou danificada, é necessário fazer a 2º via. Portanto, se a mesma foi perdida você deve reunir e levar ao PAT os seguintes documentos: todos os documentos listados para a 1º via, citados acima; boletim de ocorrência registrado junto à Polícia Civil, informando a perda; e o extrato do PIS/PASEP emitido pela Caixa Econômica Federal. Mas se a Carteira de Trabalho é antiga ou está danificada, a 2º via pode ser retirada apresentando os seguintes documentos: todos os documentos listados para a 1º via, citados acima; e a Carteira de Trabalho que é antiga ou está danificada.