VIAGEM DE DOM PEDRO I DE VOLTA À PORTUGAL É TEMA DO FILME QUE SERÁ EXIBIDO NO PROJETO “PONTOS MIS” NESTE FIM DE SEMANA  

Projeto "Pontos MIS" exibirá o filme "A Viagem de Pedro" no Museu Histórico "Paulo Setúbal".

Das 20h desta sexta-feira (23/09) até a mesma hora deste sábado (24/09), o Projeto “Pontos MIS”, realizado pelo Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS), exibirá o filme “A Viagem de Pedro”. Já o Bate-papo de Cinema acontecerá no sábado (24/09), a partir das 16h, após a exibição do filme no “Auditório MIS”, informa a Prefeitura de Tatuí, por meio do Museu Histórico “Paulo Setúbal”. 

O filme (Brasil, 2022, 96 minutos, 14 anos) é dirigido pela cineasta Laís Bodanzky e tem a participação do ator Cauã Reymond como Dom Pedro I (coprodução Brasil/Portugal). Ele apresenta um retrato de desconstrução de uma das figuras históricas mais importantes do Brasil, Dom Pedro I. O primeiro imperador do Brasil, doente e inseguro, a bordo da nau inglesa “Warspite”, em 1831, está retornando à Europa e, durante a travessia pelo Oceano Atlântico, reflete sobre sua vida no Brasil, desde a infância até sua saída na calada na noite, na companhia de membros da corte, oficiais, serviçais e escravizados. 

Para assistir ao filme é necessário realizar a inscrição no link https://bit.ly/3DFos45. Esta exibição compõe a programação da “16ª Primavera dos Museus” – uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e do Sistema Brasileiro de Museus (SBM), que neste ano tem como tema “Independências e museus: outros 200, outras histórias”, em virtude do bicentenário da Independência do Brasil. 

Bate-Papo de Cinema – A ação, que poderá ser acompanhada no link https://bit.ly/3Btddt3, será mediada pelo cineasta Bruno Cucio, sócio da “Travessia Filmes”, que desde 2009 atua em projetos audiovisuais de produção artística e formação de público. Foi produtor executivo do longa-metragem “Para’í”, exibido em diversos festivais nacionais e internacionais, dirigiu os curtas-metragens “Um Homem Satisfeito” (2015), “Até Onde” (2013) e “Será (?)” (2012). Também foi produtor e curador dos festivais de cinema “XI Cinefest Gato Preto” – contemplado pelo ProAC Ações de Fomento, em 2014 – e “Move Cine Arte”, em 2012. 

O bate-papo trará membros da equipe do filme, pesquisadores da área, críticos de cinema, jornalistas e agentes cineclubistas para discutir sobre a obra e apresentar curiosidades da produção. São eles: Laís Bodanzky (diretora do filme em exibição, sócia da produtora Buriti Filmes, ex-presidente da SPCine – responsável pelo setor audiovisual da Capital Paulista – e membro da “The Academy”, que fez com que ela tivesse direito a voto na premiação do “Oscar”); Marcial Macome (licenciado em Teatro e doutorando em Artes Cênicas na USP, já participou de diversos festivais, como ator e diretor, entre eles o “Drama Festival”, em Johanesburgo, o “Theater Festival”, no Zimbábue, o “Amandla Festival”, na Tanzânia, o “Helsinque Festival of Drama”, na Finlândia e o “Festival de Teatro de Rua”, em Belo Horizonte); e Dirce Thomaz (mestranda em Humanidades, Direitos e Outras Legitimidades, que atua há mais de 30 anos como atriz e já participou de diversos projetos de teatro e cinema). 

Compartilhe:

Skip to content