“BANDA UNIÃO”, DE PORTO FELIZ, SE APRESENTARÁ NO PROJETO “MÚSICA NA PRAÇA”

“Banda União”, de Porto Feliz. A Banda foi fundada em março de 1898, sendo uma das mais antigas da Região.

Como parte integrante das festividades do 196º aniversário de Tatuí, o Projeto “Música na Praça”, ação cultural da Prefeitura, terá, neste sábado (20/08), às 11h, na Praça da Matriz, a apresentação da “Banda União”, de Porto Feliz. A Banda foi fundada em março de 1898, sendo uma das mais antigas da região.

O agrupamento musical é uma associação sem fins lucrativos, que oferece iniciação musical e, oportunamente, encaminhamento para centros especializados em ensino de música, como conservatórios e universidades. Ele foi fundado pelo Capitão Evaristo Rodrigues de Arruda, como diretor; Manoel José de Calazans, como secretário e maestro; Lourenço Rogado, como contramestre; e os músicos Francisco Paes de Arruda, Adelino Gomes de Oliveira, Lourenço de Almeida Mello, Antônio Rogado Filho, Pedro “Fogueteiro” Martins de Arruda, Antônio de Toledo Piza, Francisco “Chico de Cristina” de Arruda Campos, Américo Antônio de Paula, Bernardino Gomide Machado, Francisco de Almeida e Augusto Liza de Oliveira.

Considera-se que seu apogeu foi nas décadas de 1930 e 1940, quando a Banda tinha o apoio da Societé de Sucréries Brésiliennes, empresa francesa que administrava a usina de açúcar (antigo Engenho Central) de Porto Feliz. Neste período a Banda teve um de seus maestros mais celebrados, Edmundo Cacciacarro, compositor cuja obra, defendem alguns historiadores, tem contribuição histórica e artística, similar ou superior, à do compositor norte-americano John Philip Sousa, que normalmente é tido como o maior compositor de marchas do mundo.

Em 1960, conquistou a sua sede própria, localizada na esquina das Ruas Dr. Alvim e Arcílio Borges, no centro de Porto Feliz. Em meados de 1970, excursionou intensivamente pelo interior do Estado de São Paulo e, em 1978, a convite do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), se apresentou na 1ª FENASI (Feira das Nações), realizada na cidade do Rio de Janeiro. Nessa mesma época, realizou diversas apresentações na Rádio Record, em São Paulo, no programa do radialista Rubens Moraes Sarmento.

No seu centenário, em 1998, a Banda União realizou diversas cerimônias em celebração à data, dentre as quais um grande festival de bandas, a restauração dos antigos livros de atas da corporação e a publicação de um livro intitulado “O Livro da Banda – Histórias e Memórias da Corporação Musical União Porto-Felicense 1898 – 1998”. Esta última, porém, não foi completada devido à ausência de recursos (o projeto da publicação do livro devidamente atualizado foi retomado pela atual diretoria).

Em 2013, ano de seu 115° aniversário, participou do Prêmio Funarte de Apoio às Bandas de Música, da Fundação Nacional das Artes (Funarte), que teve abrangência nacional. A partir de 2014, com o objetivo de divulgar o seu nome e contribuir para a manutenção da cultura das bandas no interior paulista, a “Banda União” se apresentou nas cidades de Santa Rita do Passa Quatro, Jaguariúna, Campos do Jordão, Pirapora, Tietê e Tatuí, onde fez parte da festa do revezamento da Tocha Olímpica na cidade, em 2016.

Compartilhe:

Skip to content