Notícias

PREFEITURA E SUCEN REALIZAM 1ª SALA DE SITUAÇÃO DA DENGUE, DESTE ANO, EM TATUÍ

Reunião discutiu expansão das Brigadas de Combate à Dengue e novas ações para 2022.

Na manhã de terça-feira (11/01), na sala de reuniões do Paço Municipal “Prefeita Maria José Gonzaga”, diversas autoridades e servidores municipais se reuniram com a Superintendência de Controle de Endemias do Estado de São Paulo (SUCEN-SP) – a pedido do Departamento Regional de Saúde (DRS XVI) de Sorocaba – para debater a situação atual de Tatuí em relação às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. 

No encontro, foi feito um balanço das ações de combate ao mosquito durante o ano de 2021 (de 1º de janeiro a 31 de dezembro), que totalizaram: 63.695 visitas a imóveis; 6.718 avaliações de densidade larvária; 45.240 controles de criadouros; 3.059 nebulizações portáteis; 69 visitas a imóveis especiais (escolas, clubes etc) e 389 visitas em pontos estratégicos (ferro velhos, cooperativas de reciclagem etc). O resultado disso, de acordo com a Secretaria de Saúde, é que o município não registra casos de Dengue há cinco semanas consecutivas (até o fechamento desta matéria). 

O Setor de Combate à Dengue informou, também, que finalizou o ano com uma equipe de 30agentes de Controle de Endemias, que visita as residências de, aproximadamente, três bairros por dia, tendo a disposição quatro veículos para facilitar a logística de trabalho, sendo um dos veículos apropriado para o recolhimento de pneus abandonados. De segunda a sexta-feira são feitas visitas de rotina nos imóveis e, aos sábados, a visita é de retorno aos imóveis que estavam fechados durante a semana. Tudo com o objetivo de detectar e eliminar os criadouros do Aedes Aegypti.  

Outro assunto debatido na reunião foi as Brigadas de Combate ao Mosquito Aedes Aegypti, que já foram implantadas, no fim do ano passado, nas secretarias de Saúde, de Obras e Infraestrutura, e de Educação com o objetivo de formar agentes multiplicadores neste trabalho tão importante de eliminação dos criadouros. As Brigadas têm a missão de executar vistorias em locais previamente estipulados, de acordo com o “Mapa de Risco” de cada prédio pertencente a sua Pasta. 

Por fim, a diretora técnica do Serviço Regional 4 – Sorocaba da Superintendência de Controle de Endemias do Estado de São Paulo (SUCEN-SP), Sueli Yasumaro Diaz, elogiou o trabalho que a Prefeitura de Tatuí está realizando para prevenção e controle de novos casos de Dengue no município. Além disso, destacou a importância de reforçar os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, devido ao aumento de casos de Chikungunya no litoral do Estado de São Paulo, justamente nesta época em que muitas pessoas se dirigem para esta região, o que pode ocasionar casos dessa doença na cidade. 

Importante destacar que, no período de 1º a 11 de janeiro de 2022, não foi registrado nenhum caso de Dengue em Tatuí. 

Também participaram da reunião o prefeito de Tatuí, Miguel Lopes Cardoso Júnior; os secretários municipais Olga Daniela Kramek (secretária interina de Saúde), José Hélio de Oliveira Júnior (Agricultura e Meio Ambiente), Marco Luís Rezende (Obras e Infraestrutura), Elisângela Cecílio (Educação) e Miguel Angelo de Campos (Segurança Pública e Mobilidade Urbana); o chefe de Gabinete, Christian Pereira de Camargo; a coordenadora do Setor de Combate à Dengue, Juliana Aparecida de Camargo da Costa; o coordenador do Setor de Planejamento da Saúde, Haroldo Dias Pinto; as servidoras da Vigilância Sanitária, Terezinha Souza e Marceli de Paula Falcão; a diretora do Departamento de Fiscalização, Débora Miranda Sinisgalli; o coordenador da Defesa Civil, Sérgio Luiz de Moraes; o coordenador adjunto da Defesa Civil, Joaquim Carlos Diniz; o diretor municipal de Comunicação, Alex Galvão Macedo; e a jornalista do Departamento de Comunicação, Francine Maria Calegare Lemes Monteiro. 

A Prefeitura de Tatuí pede a colaboração de todos quanto a limpeza e a manutenção de terrenos e residências e salienta que as denúncias sobre possíveis criadouros do mosquito podem ser esclarecidas e/ou informadas para a Ouvidoria Municipal. O atendimento pode ser presencial (na Rua João Ortiz de Camargo, nº 594, Centro, antiga sede da Secretaria de Saúde), de segunda sexta-feira das 8h às 17h; ou pelos telefones (15) 3251-3576 e 0800-770-0665. 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Skip to content