FILME “QUERIDA, VOU COMPRAR CIGARROS E JÁ VOLTO” É A ATRAÇÃO DESTA SEMANA NO BATE-PAPO DE CINEMA E MOSTRA “VOLTA AO MUNDO”

Bate-papo sobre o filme terá mediação de Giuliana Monteiro, que é roteirista e diretora, mestre em produção de filmes.

O bate-papo de cinema e mostra “Volta ao Mundo”, realizado pelo Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS), em parceria com o serviço de streaming Belas Artes à La Carte, apresentará, de 16 a 18 de setembro, o filme “Querida, vou comprar cigarros e já volto”, informa a Prefeitura de Tatuí, por meio do Museu Histórico “Paulo Setúbal”. O bate-papo ao vivo acontecerá neste sábado (18/09), às 18h, no canal do MIS no Youtube. 

O filme (dirigido por Mariano Cohn e Gastón Duprat, Argentina, 2.011, 14 anos de idade) se passa em diferentes épocas e países. Narra a história de um homem que, após fazer um trato com um estranho personagem com superpoderes, tem a possibilidade de voltar ao seu próprio passado e reviver a juventude. Ernesto, o protagonista, tentará recuperar oportunidades perdidas e refrear certos comportamentos para mudar seu presente cinza e insípido. Apesar de ter a vantagem de conhecer todas as informações necessárias sobre o futuro, a experiência lhe mostrará que essa personalidade plana e seu ressentimento, podem ir além desses benefícios e que não há desculpa possível para superar sua mediocridade infinita.  

O bate-papo terá mediação de Giuliana Monteiro, que é roteirista e diretora, mestre em produção de filmes pela faculdade de Nova York “Tisch School of the Arts”, onde dirigiu e roteirizou diferentes projetos audiovisuais. Atualmente, trabalha em dois filmes, o seu primeiro longa-metragem ficcional “Estrada para Livramento”, que tem o apoio do fundo “Spike Lee” para desenvolvimento e da fundação San Francisco “Film Society”, e, também, auxilia na finalização do longa-metragem documental “Bento”. O evento contará com a participação da convidada especial Natalia Christofoletti Barrenha, que é pesquisadora e programadora especializada em cinema latino-americano; doutora em Multimeios pela Unicamp, onde também cursou pós-doutorado; foi pesquisadora visitante na “KU Leuven”, na Bélgica; é autora dos livros “Espaços em conflito: ensaios sobre a cidade no cinema argentino contemporâneo”, de 2019, e “A experiência do cinema de Lucrecia Martel: resíduos do tempo e sons à beira da piscina”, publicado no Brasil em 2014 e na Argentina em 2020. Atualmente, é pesquisadora visitante na Universidade “Comenius de Bratislava”, na Eslováquia. 

Para acompanhar a exibição do filme, que é gratuita, basta se inscrever no link https://bit.ly/2YWvcIR. O bate-papo, que terá transmissão com acessibilidade em Libras, pode ser acompanhado pelo público em geral no link https://bit.ly/39iaRj7. O público que assistir ao filme receberá, após a sessão, um cupom para acesso por um mês gratuito na plataforma Belas Artes à La Carte. 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Veja também:

Skip to content