PREFEITURA DE TATUÍ CONCLUI PROJETO DE RESTAURAÇÃO DOS MONUMENTOS DOS MÚSICOS DE TATUÍ COM CERIMÔNIA, NA PRAÇA DO MUSEU

Com cerimônia na Praça Manoel Guedes (Praça do Museu), Monumento dos Seresteiros foi reinaugurado.

A Prefeitura de Tatuí, por meio das Secretarias de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude e de Obras e Infraestrutura, realizou, na noite desta quarta-feira (11/12), na Praça Manoel Guedes, popularmente conhecida como Praça do Museu, a conclusão do projeto de restauração dos monumentos em homenagem aos músicos tatuianos, que teve início em 2017.

O evento aconteceu em frente ao Monumento dos Seresteiros, e contou com a presença do grupo Seresteiros com Ternura. A prefeita Maria José Vieira de Camargo também esteve presente na ocasião e, em seu pronunciamento, falou sobre a importância dos restauros dos monumentos, projeto realizado na gestão do ex-prefeito Luiz Gonzaga Vieira de Camargo, que ressaltou a importância de Tatuí na valorização de grandes nomes da música local, por meio das esculturas feitas pelo artista plástico Cláudio Camargo.

O secretário de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, Cassiano Sinisgalli, também compareceu na solenidade e fez uso da palavra. Ele ressaltou a importância do projeto, que recebeu o financiamento da família Setúbal.

Também participaram do evento: Christian Pereira de Camargo, chefe de gabinete; Coronel PM Miguel Ângelo de Campos, secretário de Governo; Célio José Valdrighi, secretário de Agricultura e Meio Ambiente; Wagner Eduardo Graziano, presidente do Conselho Municipal de Turismo (COMTUR); Sônia Ribeiro, presidente do Fundo Social de Solidariedade de Tatuí (FUSSTAT) e sua assessora Patrícia Negrão Motta; e Rogério Vianna, diretor de Cultura e gestor do Museu Histórico “Paulo Setúbal”.

Sônia Maria Ribeiro da Silva, presidente do FUSSTAT, emocionada, declamou a poesia “O Moço”, de Moacyr José Sacramento, texto que seu pai, o professor Paulo Ribeiro, sempre declamava em seus saraus e noites de serestas, representando os familiares de todos os seresteiros homenageados.

Na ocasião, também esteve presente Ivone Mello Toledo, filha de Joãozinho do Irineu, e Márcia Rolim, filha de Ditinho Rolim, que estava acompanhada da neta, Michelle Rolim, e das bisnetas, Dandara e Elza Rolim.

A “Noite da Seresta com Ternura” prestou uma homenagem ao artista plástico Cláudio Camargo, pela singularidade relevante do escultor, autor das obras: “O Maestro”, situada na Avenida Coronel Firmo Vieira de Camargo; de Bimbo Azevedo (30/03/1888-21/08/1975), situada na Praça da Matriz, em frente à casa em que viveu o músico; de João Baptista Del Fiol (28/11/1908-03/12/2000), situada na Praça da Matriz, em frente à Rua XI de Agosto; de Nacif Farah (22/08/1902-15/10/1955), situada na Praça Paulo Setúbal, em frente à Escola Estadual “Barão de Suruí”; e do Monumento aos Seresteiros, que é composto por sete personalidades que fomentaram o gênero seresta na “Capital da Música”: Noel Rudi (27/01/1920-06/03/2004); Francisco José Fiuza, popularmente conhecido como Zé Fiuza (10/05/1925-10/04/2007); Benedito Sebastião Rolim, Ditinho Rolim (01/07/1931-05/05/2003); João Eurico de Melo Toledo, Joãozinho do Irineu (29/02/1920-04/05/1999); Osmil Martins (23/03/1923-09/12/1992); Raul Martins (07/01/1936-09/10/1982); e o poeta e ex-prefeito de Tatuí, Paulo Assumpção Ribeiro, o professor Paulinho Ribeiro (28/01/1918-21/10/2011).

A apresentação do grupo Seresteiros com Ternura foi realizada com a presença de Paulo Rita Aguiar, Antônio Godoy, Carlos Mendes, Pedro Pavanelli e Maria Inês de Camargo, além da presença do seresteiro Pedro Paulo de Paula.

Sobre o homenageado – Cláudio Camargo nasceu em Tatuí, no dia 14 de julho de 1957. Foi aluno do professor espanhol Rafael Juarez Sangrador, e teve aulas com os artistas Sara Goldman, Célia Marcassa e Walter Miranda.

Diretor-fundador da Associação dos Artistas Plásticos de Tatuí e Região (Amart), Cláudio Camargo atuou por 13 anos em pintura “óleo sobre tela”, com exposições individuais e coletivas, e há nove anos atua como escultor, prestando serviços para várias cidades.

Na área de “óleo sobre tela”, pintou e desenvolveu muitas obras. Fez trabalho de “pintura de mural” no Lar São Vicente de Paula e foi o primeiro artista a expor suas obras na Câmara Municipal de Tatuí, a convite da administração, para incentivar o turismo na cidade.

Teve a honra de produzir um quadro do piloto Ayrton Senna da Silva para o Núcleo de Educação Básica Municipal “Ayrton Senna da Silva” (NEBAM).

Sua primeira obra como escultor foi a confecção do busto do professor Chico Pereira, para o Lar São Vicente de Paula, em Tatuí. Com o reconhecimento dessa obra, veio a primeira grande oportunidade: foi convidado a participar do Projeto “Praças em Tatuí”, que consistia na confecção de 11 esculturas, em tamanho natural, que foram instaladas nas praças centrais da cidade.

Confeccionou o busto do fundador do Lar Donato Flores, a pedido do diretor da instituição. Prestou serviços para a Prefeitura de Capela do Alto e, nessa oportunidade, fez sua primeira arte sacra, denominada “O Monge”. Com o sucesso dessa obra, a Prefeitura solicitou mais cinco esculturas de pessoas ligadas à história da cidade, as quais estão sendo finalizadas.

Em Itapetininga, confeccionou a escultura da primeira aviadora do Brasil, Anésia Pinheiro Machado, e a inauguração contou com a presença de militares, representando a Aeronáutica.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Veja também:

Skip to content