TATUÍ REGISTRA CINCO CASOS DE DENGUE EM 2019

Tempo de leitura: 2 minutos Desde o início do ano foram 40 notificações de suspeita de Dengue em 29 diferentes bairros do município, sendo 28 descartadas, 5 confirmadas e 7 aguardando o resultado do exame.

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Tatuí emitiu nesta terça-feira (26/02) um relatório sobre a atual situação de casos de Dengue no município. Até o momento foram registrados 5 casos, sendo 3 importados (1 homem de 55 anos de idade da região central que contraiu a doença em Boituva, 1 mulher de 59 anos de idade residente na Colina Verde que contraiu a doença em Fernando de Noronha e 1 mulher de 55 anos de idade da Colina das Estrelas que contraiu a doença em Bauru) e 2 autóctones (1 adolescente de 12 anos de idade residente na Vila Angélica e 1 bebê de 9 meses de idade residente no Bairro Donato Flores).

O Centro de Controle de Zoonoses já realizou a nebulização (aplicação de inseticida) pelas ruas dos dois bairros aonde foram registrados os casos autóctones.

De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Rosana Oliveira, os casos autóctones foram confirmados através do exame Sorologia (IgM) Dengue. "Depois de medicadas, as pessoas já estão em casa e seguem bem. Orientamos a todos a importância da prevenção e do uso de repelente", afirma Rosana.

Desde o início do ano foram 40 notificações de suspeita de Dengue em 29 diferentes bairros do município, sendo 28 descartadas, 5 confirmadas e 7 aguardando o resultado do exame.

A coordenadora do Setor de Combate à Dengue, Rosana Alves dos Santos Lopes, alerta que nesse período de calor e chuva a reprodução do mosquito Aedes Aegypti, que transmite Dengue, Zika e Chikungunya, se intensifica. Isso porque o número de locais favoráveis a criação de focos aumenta. "é o momento em que todos devem ter maior atenção e intensificar os esforços para não deixar a larva do mosquito nascer. Além dos cuidados, como não deixar água parada nos vasos de plantas, é preciso verificar melhor as residências, apoiando o trabalho dos agentes de endemias", ressalta.

Ela acrescenta outras atitudes simples contra o mosquito: evitar o uso de pratinhos em plantas, manter caixas d'água bem tampadas, manter piscinas devidamente tratadas e cloradas, verificar sempre os ralos, lavar diariamente bebedouros de animais, manter calhas limpas e livre de folhas, além de conservar o quintal bem organizado de forma a não deixar recipientes que acumulem água de chuva, vistoriando-os semanalmente.

Imprimir esta postagem Imprimir esta postagem
Traduzir :