MÚSICA NA PRAÇA RECEBE A CORPORAÇÃO MUSICAL LIRA SANTA CECÍLIA, DE PEREIRAS

O Projeto Música na Praça, ação cultural da Secretaria Municipal de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, apresentará no último sábado de setembro (30/09), às 11h, na Praça da Matriz, mais um convidado da nossa região, a Corporação Musical Lira Santa Cecília, de Pereiras, regida pelo maestro Juliano Gomes da Silva.

Desde que teve início em abril de 2017, o Música na Praça tem recebido grande satisfação do público. A parceria que a Secretaria de Cultura tem desenvolvido com os agrupamentos musicais tem propiciado grande qualidade musical para a cidade. Com repertório variado que vai do erudito ao popular, o projeto já recebeu a Banda Sinfônica Jovem, a Big Band, a Big Band Jovem e o Grupo de Percussão do Conservatório de Tatuí, a Orquestra Bravo, a Banda Jovem da Associação Pró-Arte, a Banda Four Stages, o Grupo Seresteiros com Ternura, o Readrisax, os cantores Evelyse Almeida e Julinho Ferrazi, a Banda Municipal de Itapetininga “Maestro Edil Lisboa”, a Corporação Musical “Carlos Gomes”, de Cesário Lange, o Projeto Maracutaia, a Orquestra Filarmônica Cortez, a Orquestra de Viola Caipira de Conchas, a Camerata Les Ensembles, a Banda SP 127, a Banda Municipal Bodo Batista, de Guareí, e a Confraria do Cavaco.

O grupo – A Corporação Musical Lira Santa Cecília, de Pereiras, é carinhosamente chamada pela população de Pereiras de “Nossa Banda” e possui mais de 100 anos de existência. Há registros de suas atividades desde o ano de 1896, com o nome de Corporação Musical Lyra Pereirense. Por indicação do Padre ângelo Tersi, pároco de Pereiras na época, a denominação foi alterada para Corporação Musical Lira Santa Cecília de Pereiras, a padroeira da música.

Atualmente, a Corporação tem como maestro Juliano Gomes da Silva que, seguindo a linha do mestre Sabatino Pastore, mantém seu projeto pedagógico através de sua escola de música, cujo nome é “Escola de Música Nicanor Molitor”, em homenagem a este grande músico.

A Corporação possui um CD intitulado “Nossa Banda… Nossa História…”, que registra obras de compositores pereirenses expressando com evidência o valor da arte musical daquela terra.