TATUÍ TERÁ AÇÕES PARA O DIA NACIONAL DE COMBATE AO ABUSO E A EXPLORAÇÃO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

A Prefeitura Municipal de Tatuí, por meio da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, as Organizações da Sociedade Civil (OSC) e diversos cidadãos, está promovendo, desde o dia 8 de maio, diversas ações para conscientizar sobre o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.

Esse dia, 18 de maio, foi instituído pela Lei 9.970, como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil. As ações de promoção de políticas públicas e sensibilização quanto ao tema foram pactuadas pelo Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) que, em 2013, aprovou o novo Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

De acordo com a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente de Tatuí (CMDCA), Daniele Mendes, a proposta é a promoção de políticas públicas em defesa dos direitos de crianças e adolescentes, sobretudo daquelas que se encontram em situação de ameaça ou violação ao direito fundamental de desenvolvimento de uma sexualidade segura e saudável.

De 8 a 12 de maio, as unidades dos Centros de Referência de Assistência Social – (CRAS) estiveram nas escolas e creches do munícipio realizando a campanha de sensibilização com crianças e adolescentes.

Para a próxima quarta-feira, dia 17 de maio, a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, OSC e diversos cidadãos promoverão uma passeata para sensibilização e divulgação da campanha, saindo às 9h da Avenida João Clímaco nº 140, em frente a Prefeitura Municipal, e indo até a Praça da Matriz.

Já no dia 18, às 19h, no auditório do Nebam, acontecerá um ciclo de palestras sobre o assunto. A abertura será com o Juiz da Infância e Juventude, Marcelo Nalesso Salmasso, seguido pelos profissionais do Prodigs, projeto social de prevenção ao abuso sexual e promoção da dignidade sexual, Viviane Fernandes e Denis Caramico Ventura.