MUSEU HISTÓRICO “PAULO SETÚBAL” RECEBERÁ, NA TARDE DESTE SÁBADO, AULA DE DANÇAS POPULARES “TEM UM COCO NO MEU FORRÓ”

Projeto "Tem um Coco no meu Forró" foi um dos habilitados no Edital de Cultura do "2º Festival de Arte e Cultura de Tatuí".

A aula de danças populares, intitulada “Tem um Coco no meu Forró”, acontecerá às 15h deste sábado (17/12), no Museu Histórico “Paulo Setúbal”, da Prefeitura de Tatuí. O interessado em participar deve realizar sua inscrição gratuita no link https://bit.ly/3FnlikJ.  

O Projeto, de Luís Fernando Silva Pinto, é uma aula dinâmica que relaciona as danças Forró e Coco, enfatizando seus contextos histórico, social e cultural, além de demonstrar, de uma forma divertida, como as danças populares dialogam entre si. 

Para o proponente, a aula terá o intuito de levar para a população entretenimento com arte e educação, disseminando conhecimentos sobre a cultura popular brasileira, por meio do Forró e do Coco; além de ser um resgate cultural, visto que os adeptos do Forró no Sudeste desconhecem a sua história. 

“Os participantes da aula terão o prazer de descobrir uma parte da nossa cultura que nasceu no Nordeste, por meio de um resgate cultural de movimentações, buscando ampliar o conhecimento e o respeito pela cultura do Coco, que faz parte da história da música, da dança e do Brasil”, comenta Luís Fernando. 

O Projeto “Tem um Coco no meu Forró” foi um dos habilitados no Edital de Cultura 03/2022, do “2º Festival de Arte e Cultura de Tatuí”. O Museu Histórico “Paulo Setúbal”, local da aula, está situado na Praça Manoel Guedes, nº 98, Centro. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (15) 3251-4969. 

Sobre o Coco – Oriunda das matrizes africanas e indígenas, essa manifestação cultural surgiu na antiga Capitania de Pernambuco e se difundiu nos engenhos de açúcar.  

De acordo com historiadores, o seu ritmo bem marcado nasceu do canto que os tiradores de coco faziam. Sua dança possui uma rica variação, como o Coco-de-Arcoverde, Coco-de-Umbigada, Coco-de-Embolada, Coco-Praiano e Coco-de-Amarração. 

Essa manifestação, tão rica em repertório de movimentos, influenciou no desenvolvimento do Forró, tanto no gênero musical, quanto na dança. 

Compartilhe:

Skip to content