“DIA D” DA CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA O SARAMPO ACONTECE NESTE SÁBADO, EM TODAS AS UNIDADES DE SAÚDE DE TATUÍ

A Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Saúde, promoverá, neste sábado (19/10), o “Dia D” da Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo, para crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade.

Em todas as Unidades de Saúde (urbanas), a vacinação acontecerá das 8h às 14h. Nas unidades rurais dos bairros Mirandas e Congonhal, o “Dia D” ocorrerá das 8h às 13h.

Ao todo, 85 profissionais estarão distribuídos em 17 equipes, atendendo nas unidades urbanas, rurais e na Vigilância Epidemiológica.

A estimativa da Secretaria Municipal de Saúde é que há 8.302 crianças com idade entre 6 meses a menores de 5 anos na cidade. Os pais deverão levar a Carteira de Vacinação das crianças e as equipes avaliarão caso a caso a necessidade de vacina.

Sobre a campanha – Em Tatuí, a Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo teve início no dia 07/10 (segunda-feira), e a vacina está disponível em todas as Unidades de Saúde (urbanas), e também na Casa do Adolescente, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Já no bairro dos Mirandas, na área rural da cidade, o atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h.

Até 25/10 (sexta-feira), deverão ser vacinadas crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade, que ainda não tenham tomado a vacina. É obrigatório que os pais ou responsáveis levem a caderneta de vacinação da criança.

Já no período de 18/11 a 30/11, o público-alvo será adultos jovens entre 20 e 29 anos de idade, que ainda não foram vacinados.

Recomendações – Crianças menores de 6 meses não devem ser vacinadas. O mesmo vale para quem teve reações alérgicas a doses anteriores da vacina.

Mulheres grávidas também não devem se vacinar, devido ao risco de danos ao feto. Já mulheres que desejam ter filhos, devem evitar a gravidez por 30 dias após tomar a vacina.

Pessoas com imunodeficiências congênitas ou adquiridas também não devem se vacinar. Já pessoas em uso de corticosteroides em doses imunossupressoras devem ser vacinadas com intervalo de pelo menos um mês após a suspensão da droga.Pessoas em uso de quimioterapia antineoplásica só devem ser vacinadas três meses após a suspensão do tratamento. E transplantados de medula óssea devem se vacinar com um intervalo de 12 a 24 meses após o transplante para a primeira dose.