SAÚDE REALIZA NESTE SÁBADO O “DIA D” DE INTENSIFICAÇÃO DA VACINA CONTRA A FEBRE AMARELA

A Prefeitura de Tatuí, por meio da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, informa que no próximo sábado (29/06), será realizado o “Dia D” de Intensificação da Vacina contra a Febre Amarela.

Neste dia, a Vigilância Epidemiológica estará aberta das 8h às 16h, com uma equipe de plantão, atendendo aqueles que ainda não receberam a dose única da vacina, recomendada pelo Ministério da Saúde.

O público-alvo são crianças de 9 meses até adultos menores de 60 anos de idade. Já as pessoas com mais de 60 anos de idade só devem tomar a vacina mediante prescrição médica. é importante ter em mãos a Carteira de Vacinação e o Cartão SUS.

A Vigilância Epidemiológica está situada na Travessa Monsenhor Magaldi, nº 296, Centro. Mais informações pelo telefone: (15) 3259-6358.

Intensificação da vacina contra a febre amarela – Até o dia 12/07 (sexta-feira), a Vigilância Epidemiológica continuará realizando a Intensificação da Vacina contra a Febre Amarela no município de Tatuí. Assim como no “Dia D”, podem se vacinar crianças de 9 meses até adultos menores de 60 anos de idade, e pessoas acima de 60 anos de idade apenas com pedido médico.

A vacinação ocorre em todas as Unidades Básicas de Saúde urbanas do município, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. A única exceção é a UBS “Aída Rodrigues Mota”, do bairro Santa Cruz, que atende apenas até às 13h.

Para se vacinar, basta levar a Carteira de Vacinação e o Cartão SUS. Vale lembrar que a dose plena da vacina, que está sendo oferecida nesta ação de intensificação, tem duração para toda vida.

Em Tatuí, não há casos de Febre Amarela registrados no ano de 2018 e também até o momento. Os sintomas iniciais da Febre Amarela incluem: início súbito de febre; calafrios; dor de cabeça intensa; dores nas costas; dores no corpo em geral; náuseas e vômitos; fadiga e fraqueza.

A doença é causada por um vírus transmitido por mosquitos vetores, e possui dois ciclos de transmissão: silvestre (quando há transmissão em área rural ou de floresta) e urbano. O vírus é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de pessoa a pessoa.