BATE-PAPO COM A ESCRITORA MARIA VALÉRIA REZENDE SERÁ REALIZADO PELO PROGRAMA “SEGUNDAS INTENÇÕES ONLINE”, DA BIBLIOTECA DE SÃO PAULO

A Prefeitura de Tatuí, por meio da Biblioteca Municipal “Brigadeiro Jordão”, está com as atividades presencias suspensas, no entanto, informa mais uma atividade do Programa “Segundas Intenções Online”, da Biblioteca de São Paulo (BSP), instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, gerida pela Organização Social SP Leituras.

Na última segunda-feira deste mês (27/07), das 19h às 20h, acontecerá um bate-papo on-line com a premiada escritora Maria Valéria Rezende, que falará sobre sua carreira. O evento será mediado pelo jornalista Manuel da Costa Pinto, e não necessita de inscrição prévia, sendo transmitido ao vivo, de forma gratuita, no Facebook da Biblioteca Parque Villa-Lobos.

Sobre a escritora – Maria Valéria Rezende nasceu em 1942, na cidade de Santos (SP), onde viveu até os 18 anos de idade. Formada em Língua e Literatura Francesa, em Pedagogia e mestre em Sociologia, dedicou-se, desde os anos 1960, à Educação Popular em diferentes regiões do Brasil e no exterior, passando a trabalho por todos os continentes. A escritora vive na Paraíba desde 1976.

Às vésperas dos 60 anos de idade, em 2001, começou a publicar literatura com a primeira versão do livro “Vasto Mundo” (Editora Beca), reeditado em nova versão (2015, Alfaguara), traduzido e publicado na França, em 2017 (Editora Anacaona).

Desde 2004, participa do Clube do Conto da Paraíba, que a estimulou a continuar a escrever ficção. Seu romance “O Voo da Guará Vermelha” (Objetiva, 2005) foi publicado em Portugal, França e duas edições na Espanha (espanhol e catalão).

Ganhou um Prêmio Jabuti em 2009, na categoria infantil, com “No Risco do Caracol” (Autêntica, 2008) e em 2013, na categoria juvenil, com o romance “Ouro Dentro da Cabeça” (Autêntica, 2012). Também ganhou o Prêmio Jabuti de melhor romance e livro do ano de ficção com “Quarenta Dias” (Alfaguara, 2014).

Em 2017, seu romance “Outros Cantos”, ganhou o Prêmio Casa de Las Américas, Cuba, o Prêmio São Paulo e o Prêmio Jabuti (3º Lugar). Maria Valéria também participa do Movimento “Mulherio das Letras”.