8ª FEIRA DO DOCE DE TATUÍ É ADIADA; NOVA DATA PREVISTA É DE 4 A 7 DE SETEMBRO

A Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, e a APRODOCE (Associação dos Produtores de Doces de Tatuí) oficializou, na quarta-feira (29/04), o adiamento da 8ª Feira do Doce no município, reagendando o evento – que estava previsto para acontecer de 9 a 12 de julho – devido a pandemia do COVID-19 (novo Coronavírus) e seu impacto econômico no setor turístico e gastronômico.

A nova data prevista para a realização da Feira é de 4 a 7 de setembro de 2020, na Praça da Matriz. No entanto, a organização do evento ressalta que, caso a pandemia não esteja contida e as determinações do Governo do Estado de São Paulo sejam de manter o distanciamento social, uma nova data poderá ser pensada ou até cancelada a Feira.

Participaram da reunião no Paço Municipal, a prefeita Maria José Vieira de Camargo; o secretário de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, Cassiano Sinisgalli; o presidente da APRODOCE, Luciano Rocha Lima; o tesoureiro da APRODOCE, Fábio Rossi Rodrigues Alves; e o chefe de gabinete, Christian Pereira de Camargo.

Ficou definido que o Edital de Chamamento para a seleção dos produtores de doces, interessados em participar da 8ª Feira do Doce, deverá ser divulgado pela Prefeitura de Tatuí, em seu site oficial (tatui.sp.gov.br), na segunda quinzena do mês de maio. “Para esse ano, selecionaremos a inscrição de até 60 expositores, pois temos a ideia de aumentar de 50 participantes que tivemos em 2019, para 55 mais o Fundo Social de Solidariedade de Tatuí, neste ano”, explica o secretário de Turismo e Cultura, Cassiano Sinisgalli. Ele ainda acrescenta que ficou acordado outra novidade para este ano: a taxa de participação na Feira, que antes podia ser paga em até 4 vezes, esse ano poderá ser paga pelos produtores de doce em até 6 vezes.

Para o secretário, a expectativa é que até essa nova data da Feira (4 a 7 de setembro), tudo esteja caminhando bem, pois ela gera um impacto econômico muito grande no município. “Esse evento ajudará na retomada da economia tatuiana, já que envolve os produtores de doces, seus fornecedores e o comércio local, além de movimentar todo o trade turístico, como restaurantes, lanchonetes, hotéis, postos de combustíveis, estacionamentos, entre outros. E toda essa cadeia econômica gera desenvolvimento, renda e emprego para a população da cidade”.

A prefeita Maria José ressaltou que, até a data da Feira, serão estudadas todas as medidas de prevenção sanitárias necessárias para este evento de grande porte, o maior do calendário turístico do Município. E o secretário Cassiano acrescentou que já há previsão de algumas destas medidas, entre elas: o uso obrigatório de máscaras e álcool em gel nos estandes, a disponibilização de pias para lavagem das mãos, e um controlador de temperatura corporal no acesso de entrada da Feira.

Feira do Doce – Na edição de 2019, a tradicional Feira do Doce de Tatuí comercializou mais de 348 mil doces de 50 produtores de doces do município, mais 96 mil pessoas passaram pelo evento e a pesquisa realizada estima que a Feira movimentou, aproximadamente, R$ 840 mil em 4 dias de evento, e gerou 495 empregos, sendo 290 empregos diretos e 205 empregos indiretos.

A Feira desenvolve o turismo cultural e gastronômico e movimenta a economia local, com o objetivo principal de valorizar os produtores de doce do município e promover a cidade turisticamente como a “Terra dos Doces Caseiros”, que desde 1952 vem fazendo história nesse segmento.

Considerada o maior evento do segmento gastronômico doceiro do interior paulista, a Feira está incluída no Calendário Turístico do Estado de São Paulo, através da Lei Estadual nº 15.844/2015.