SUCESSO DE PÚBLICO FAZ EXPOSIÇÃO SOBRE DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA SER PRORROGADA ATÉ ESTE DOMINGO

Devido ao grande sucesso de público, a Prefeitura de Tatuí – através do Departamento da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida da Secretaria de Saúde, e da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo Lazer e Juventude -, e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, por meio do Memorial da Inclusão, informam que a exposição “Direitos Humanos Para Quê? A Convenção Sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência” foi prorrogada, e agora poderá ser visitada até o próximo domingo (01/09), no Museu Histórico “Paulo Setúbal”.

A exposição faz parte das ações que compõem a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, que neste ano é celebrada de 21 a 28 de agosto, e tem como objetivo propor conversas sobre a deficiência e trazer à sociedade reflexões acerca da igualdade de direitos e da inclusão.

Desde o seu lançamento, que ocorreu na última quarta-feira (21/08), a exposição realizou cerca de 600 atendimentos, acarretando em sua prorrogação, com o objetivo de atender um público ainda maior.

A exposição, que é gratuita e livre para todas as idades, pode ser visitada das 9h às 17h. O Museu Histórico “Paulo Setúbal” está situado na Praça Manoel Guedes, nº 98, Centro. Mais informações pelo telefone: (15) 3251-4969. Se preferir, envie um e-mail para: museupaulosetubal@tatui.sp.gov.br.

A exposição – Parte integrante da 9ª edição da Virada Inclusiva, a exposição “Direitos Humanos Para Quê? A Convenção Sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência” retrata a Convenção com um novo olhar da sociedade sobre a pessoa com deficiência – considerando a acessibilidade um requisito fundamental para a garantia da sua plena participação em todos os setores sociais – estimulando o debate sobre o respeito às liberdades fundamentais, e o resultado do reconhecimento da luta dos movimentos civis por direitos humanos para inclusão e acessibilidade.

Os painéis interativos trazem conteúdo acessível sobre os direitos básicos dos seres humanos – moradia, justiça, trabalho, participação, saúde, equidade, educação, cultura e segurança -, a partir de jogos infantis adaptados para garantir pleno acesso a todos, para que os visitantes possam refletir acerca das conquistas e mudanças que ainda precisam ser realizadas para uma inclusão plena.

A convenção – A Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência, adotada pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em 2006, e incorporada à Constituição Brasileira em 2009, é fruto de um trabalho conjunto de representantes de movimentos sociais de mais de 100 países. O documento consiste num reflexo direto e prático da Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948.

Acesse as informações disponíveis no site oficial do Memorial da Inclusão: http://bit.ly/2MRdhuP.