EXPOSIÇÃO “VARAL DA NOSSA HISTÓRIA” COMEÇARÁ NA PRÓXIMA SEMANA NO MUSEU

A exposição, que seguirá no Museu Paulo Setúbal até sexta-feira (24/11), ficará aberta ao público gratuitamente das 9h às 17h.

Na terça-feira (21/11), às 19h30, como parte integrante das atividades do mês da Consciência Negra e do projeto “Tatuí Consciente”, o Museu Histórico “Paulo Setúbal” realizará a abertura da exposição “Varal da Nossa História”.

A exposição é uma compilação de peças gráficas, textos e fotografias de personagens brasileiras e africanas reunidas pela jornalista Rafaele Breves, em parceria com o NAF (Núcleo Afro Feminino de Tatuí).

Dandara dos Palmares, Tereza de Benguela, Carolina Maria de Jesus e Conceição Evaristo serão algumas das personagens lembradas nessa exposição. Além dessas mulheres, Cesarina da Fonseca, mulher negra moradora de Tatuí, também foi escolhida para ter sua história exposta no varal. Segundo Rafaele Breves, a escolha de Cesarina se justificou pela sua força e representatividade. “Ela foi a única mulher da exposição que tive a oportunidade de conhecer pessoalmente e fotografar. é sempre bom ouvir os mais velhos e se inspirar em força e resiliência”, afirma.

Para Rafaele, o “Varal da Nossa História” é um manifesto de raça e gênero, com o objetivo de evidenciar a história de mulheres negras, mais ou menos conhecidas pela população. “é uma coletânea, uma curadoria, uma tentativa de exposição das pessoas que são inviabilizadas. Que nesse mês de Consciência Negra, essa atividade se justifique para que possamos ampliar os olhares e extinguir o racismo”, diz ela.

A exposição, que seguirá no Museu Paulo Setúbal até a próxima sexta-feira (24/11), ficará aberta ao público gratuitamente das 9h às 17h. E, no sábado (25/11), ela será exposta na Praça da Matriz, juntamente com o projeto “Música na Praça”, e com outras atividades que buscam disseminar a cultura afro-brasileira e africana.

Varal da nossa História – O “Varal da Nossa História” surgiu para atender uma demanda proposta pela Incubadora de Grupos Artísticos de Tatuí, idealizada pelo grupo de teatro “Os Geraldos” e viabilizada via Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet (patrocinada pelo Instituto CCR e pela CCR SPVias). A primeira Incubadora de Grupos Artísticos do Interior Paulista ofereceu, gratuitamente, ao longo de sete meses (maio a novembro), atividades de qualificação em gestão, produção e comunicação para grupos e coletivos artísticos (teatro, música, dança, artes visuais, cinema), encontros de qualificação artística, por meio de imersões em improvisação, interpretação, direção e dramaturgia, apresentações de seis espetáculos e oficinas abertas para a comunidade.

Compartilhe:

Skip to content