CONSELHO DA RMS É ELEITO; TATUÍ SEDIA REUNIÃO SOBRE O PNUI NA TERÇA-FEIRA

Nesta quarta-feira, os prefeitos de 27 municípios e os representantes de secretarias de Estado se reuniram no Parque Tecnológico de Sorocaba, para a eleição e posse dos membros do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS). A reunião foi coordenada pela Subsecretaria Estadual de Desenvolvimento Metropolitano, vinculada à Secretaria da Casa Civil do Governo do Estado. A organização do encontro foi da Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa).

O sub-secretário para o Desenvolvimento Metropolitana, Edmur Mesquita, esteve presente, assim como a prefeita de Tatuí, Maria José Vieira de Camargo, que é a presidente da Fundação Agência do Comitê de Bacias do Rio Sorocaba e Médio Tietê. Presentes também, os deputados estaduais Carlos Cezar (PSB), Maria Lúcia Amary (PSDB) e Campos Machado (PTB). Foram eleitos: Guilherme Gazzola, prefeito de Itu, para o cargo de presidente do Conselho de Desenvolvimento, e Tadeu Resende, prefeito de Piedade, para o cargo de vice-presidente do Conselho de Desenvolvimento.

A Secretaria de Relações Institucionais e Metropolitanas também apresentou a programação dos trabalhos do Plano de Desenvolvimento Urbano e Integrado (PDUI) para a RMS, bem como as datas das oficinas de capacitação técnica para agentes municipais e representantes da sociedade civil, objetivando a criação dos conselhos consultivos e câmaras temáticas. A primeira oficina ocorrerá no dia 8 de maio, segunda-feira, na Fatec Sorocaba (para os municípios da Sub-Região 3, formada por Araçoiaba da Serra, Iperó, Piedade, Pilar do Sul, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, Sorocaba, Tapiraí e Votorantim). Dia 9 de maio, terça-feira, a reunião será na Fatec Tatuí, para a Sub-Região 1, formada por: Alambari, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Jumirim, Sarapuí, Tatuí, Tietê e Itapetininga). Dia 11, a reunião será na FADI Itu, para municípios da Sub-Região 2, formada por: Alumínio, Araçariguama, Ibinua, Itu, Mairinque, Porto Feliz, Salto e São Roque.

Sobre o conselho – O Conselho de Desenvolvimento, organismo máximo da RMS, é o fórum de integração e de deliberação sobre as prioridades em termos de investimentos públicos, visando ao desenvolvimento da região. Daí seu caráter normativo e deliberativo. O conselho é composto pelos prefeitos dos 27 municípios integrantes da RMS, representantes das Secretarias de Estado nas funções de interesse comum, bem como representantes da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

RMS – A Região Metropolitana de Sorocaba foi criada pela Lei Complementar nº 1.241, sancionada em 8 de maio de 2014 e congrega os municípios de Alambari, Alumínio, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Ibiúna, Iperó, Itu, Itapetiniga, Jumirim, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Salto, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, São Roque, Sarapuí, Sorocaba, Tapiraí, Tatuí, Tietê e Votorantim.

A RMS conta com mais de 2 milhões de habitantes, representando 4,6% da população estadual. A RMS gera cerca de 4,25% do PIB (Produto Interno Bruto) paulista e está estrategicamente situada entre duas importantes regiões metropolitanas do país – São Paulo e Curitiba -, além de manter limite territorial e processo de conurbação com a Região Metropolitana de Campinas.

Destaca-se, em âmbito nacional, por intensa e diversificada atividade econômica, caracterizada por produção industrial altamente desenvolvida, com predominância dos setores metal-mecânico, eletroeletrônico, têxtil e agronegócio (cana-de-açúcar).