COLETIVO TATUIANO “JOANAS” APRESENTA O PROJETO EDUCATIVO “NOTÍCIA DE JORNAL”

 O coletivo tatuiano “Joanas” recebeu recursos da Lei Federal nº 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc (LAB), por meio do Decreto Municipal nº 20.657, de 16 de julho de 2020, e apresenta o seu projeto educativo “Notícia de Jornal”. 

Com dois vídeos publicados por mês em sua página no Facebook (https://www.facebook.com/anieli.joanas.9), o grupo apresenta o teatro como forma de linguagem, por meio de uma ação educativa que interfere, provoca ou modifica. 

O projeto “Notícias de Jornal” é inspirado no texto de Eva Cidrack, escritora e poetisa baiana. Heloisa Saliba e Borges, do “Joanas”, desenvolveu toda a narrativa, adaptando para a realidade local e tendo como base o perfil das mulheres do Coletivo. Com isso, apresenta uma linguagem coloquial para se comunicar melhor com seu público-alvo, que é, principalmente, mulheres que se encontram em situação de violência psicológica, física e, até mesmo, de morte. Em resumo, o grupo define o projeto da seguinte forma: “Como não sentir em si, a opressão histórica da condição feminina? Como viver em paz sem enxergar ou escutar tantos lamentos que são sussurrados, quase que inaudíveis recheados de vergonha e desespero? Como ignorar tantas histórias, que poderiam ser a sua própria, recheadas de dor e medo? Falar, ouvir, acolher e empatizar: eis nossa proposta de transformação”. 

Sobre o coletivo “Joanas” – Formado por mulheres, de várias faixas etárias e profissões, que são engajadas na conscientização sobre a violência doméstica em todos os aspectos: moral, psicológico, sexual, físico e patrimonial. 

            Os ensaios do grupo tiveram início em 16/08/2017, com a primeira apresentação presencial em 2018. A partir da estreia, elas foram convidadas para várias apresentações no município de Tatuí, em escolas, reuniões de pais, congressos e encontros de mulheres. Foram convidadas, também, para abertura de eventos nos municípios da região, tais como Boituva e Itapetininga, além da cidade de São Paulo.  

Com a pandemia e o distanciamento social, o Coletivo resolveu seguir com o projeto por meio de vídeos, lançados nas mídias sociais, com o objetivo de alcançar o maior número possível de pessoas, continuando assim a sua luta. 

“SO.PA PRODUÇÕES” APRESENTA DOIS NOVOS VÍDEOS DA SÉRIE “MONDO DIFFICILE”

A “SO.PA Produções”, com o apoio da Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, apresenta dois novos clipes da série “Mondo Difficile”, projeto habilitado pelo Edital de Cultura 02/2020 – Concessão de Prêmios para Projetos Culturais e coordenado pelos fundadores Federico Mosca e Adrian Bismarck Leiton Veja.

            “Mondo Difficile” é uma proposta de conteúdo audiovisual e fonográfico, que consta de três projetos artísticos a serem executados ao longo do período que a Lei Aldir Blanc abrange, sendo estes: projeto I – três audiovisuais; projeto II – um fonograma a modo de single; e projeto III – um álbum (LP) e uma turnê de divulgação pelo Brasil.  A série está construída sobre músicas da banda “Somos Parasitas”, banda local de projeção internacional, a qual, a partir da necessidade de unificar em uma marca os trabalhos de artes visuais, design e management, cria o Coletivo Artístico Cultural “SO.PA Produções”.

            O Coletivo interage com uma grande diversidade de artistas e pessoas em geral, sendo estes atores, dançarinos, artistas plásticos, profissionais da produção fonográfica e audiovisual, bandas, coletivos da região, do país e do mundo que, em conjunto, constroem a trajetória do grupo ao longo de seus quatro anos. O Projeto Cultural recebeu recursos da Lei Federal nº 14.017/2020 – Aldir Blanc (LAB), por meio do Decreto Municipal nº 20.657, de 16 de julho de 2020. 

            A primeira etapa do projeto será apresentada através de três audiovisuais, sendo que dois deles já estão liberados para acesso ao público. 

Sobre os audiovisuais disponíveis – O 1º clipe, denominado “Tupa Tupa Violência”, retrata a violência no mundo, com confrontos que se sucedem em uma corrente que não cessa e é inerente ao nosso sistema Ocidental. Diante da desigualdade e da crise social e de liderança que o sistema de estado mínimo estabelece, forças de ordem pública são usadas contra o povo. Esta realidade latente na América Latina se apresenta ao redor do mundo, em locais onde os direitos humanos são degradados e ultrajados pela violência. A resistência que a violência gera recai sobre cidadãos que estão a pé, resultando em algo desgastante e voraz. O clipe da série pode ser assistido através dos links https://www.instagram.com/p/CJG6mfUgPnJ/ e https://www.facebook.com/193232287869388/posts/978725955986680/ e.

            Já o segundo clipe, denominado “Mondo Difficile #1 – Chulla Vida”, que significa “uma vida só”, na língua quéchua andina, traz uma série de momentos, através de música, nos quais os atores interpretam cenas da vida agitada do homem contemporâneo. Pensamentos, sensações e sentimentos do ser humano em situações da vida diária, relacionados ao conceito de homem como “operário” do sistema. Estresse, esgotamento físico e moral, direitos sucateados e extenuantes horas de trabalho geram uma necessidade de desafogo nas pessoas, resultando em comportamentos que variam, desde excessos até delírios e perversões. Quando Michel Foucoult referiu-se ao Biopoder, falava das diversas técnicas e práticas de subjugação dos corpos e o controle de populações que os estados modernos utilizam, cenário cotidiano na vida das pessoas nas cidades no século XXI. Este clipe pode ser prestigiado através do link https://drive.google.com/file/d/18ajA4Yxjhtwp4FUkFdn5XlUOn5spFjgt/view?usp=sharing.

MUSEU “PAULO SETÚBAL” REALIZOU A ENTREGA DE 100 MEDALHAS, EM COMEMORAÇÃO AO CENTENÁRIO DE SEU EDIFÍCIO SEDE

No dia 18 de dezembro de 2020, teve início a entrega das 100 medalhas em comemoração ao centenário do edifício sede do Museu Histórico “Paulo Setúbal” (1920-2020), da Prefeitura de Tatuí.

            As medalhas foram fundidas em bronze 70 (latão), em cor ouro envelhecido e com estojo em veludo preto. A primeira delas foi entregue à prefeita Maria José Vieira de Camargo, que a recebeu em seu gabinete pelas mãos do secretário de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, Cassiano Sinisgalli, e do diretor de Cultura e gestor do Museu “Paulo Setúbal”, Rogério Vianna.

            Com a arte elaborada pelo Departamento de Comunicação da Prefeitura de Tatuí, assinada por Leandro Alexandre Mendes, as medalhas focam no desenho frontal do edifício. Abaixo, no objeto comemorativo, haverá o escrito “100 anos”, com o ano de fundação e do centenário (1920-2020) e a atual ocupação, “Museu Histórico Paulo Setúbal”, além da cidade e o estado no qual está situado.

Medalhas entregues – Maria José Vieira de Camargo (prefeita de Tatuí); Luiz Paulo Ribeiro da Silva (vice-prefeito de Tatuí); Cassiano Sinisgalli (secretário de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude); Antônio Marcos de Abreu (presidente da Câmara Municipal de Tatuí); Rogério Donisete Leite de Almeida (diretor do Departamento de Cultura e Gestor do Museu Histórico “Paulo Setúbal”); Alfredo Egydio Setúbal, José Luiz Egydio Setúbal, Maria Alice Setúbal, Olavo Egydio Setúbal Júnior, Paulo Setúbal Neto, Ricardo Egydio Setúbal, Roberto Egydio Setúbal (Irmãos Setúbal); Luiz Gonzaga Vieira de Camargo (35º prefeito de Tatuí); Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico e Artístico de Tatuí (CONDEPHAT); Conselho Municipal de Turismo (COMTUR); Conselho Municipal de Políticas Culturais de Tatuí; Eduardo Dade Sallum (vice-presidente da Câmara Municipal de Tatuí); Alexandre de Jesus Bossolan; Alexandre Grandino Teles; Daniel Almeida Rezende; Jairo Martins; João Éder Alves Miguel; Joaquim Amado Quevedo; José Carlos Ventura; Márcio Fernandes de Oliveira; Miguel Lopes Cardoso Júnior; Nilton José Alves; Rodnei Rocha; Ronaldo José Da Mota; Serverino Guilherme da Silva; Valdeci Antônio de Proença e Wladimir Faustino Saporito (vereadores); Miguel Ângelo de Campos (Secretaria Municipal de Segurança Pública); Alessandro Bosso (Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social); Tirza Luiza de Melo Meira Martins (Secretaria de Saúde); Juliana Rossetto Leomil Mantovani (Secretaria de Planejamento e Gestão Pública); Marco Luis Rezende (Secretaria de Obras e Infraestrutura); José Roberto Xavier da Silva (Secretaria de Mobilidade Urbana e Transportes); Renato Pereira de Camargo (Secretaria de Governo e Negócios Jurídicos); Walter dos Santos Júnior (Secretaria de Fazendas e Finanças); Marisa Aparecida Mendes Fiusa Kodaira (Secretaria de Educação); Luís Carlos de Barros (Rotary Club de Tatuí); Acassil José de Oliveira Camargo Júnior (diretor do Colégio Objetivo – Unidade Tatuí); Alessandra Vieira de Camargo Teles (gerente da Central de Rádio); André Kaires (Grupo Ímpares); Antônino José Rodrigues da Costa (comandante da Guarda Civil Municipal); Antônio Davi Julian (Faculdade Santa Bárbara); Antônio Nunes Pereira (Rotary Club de Tatuí “Cidade Ternura”); Ary Araújo Júnior (diretor executivo do Conservatório de Tatuí); Beatriz Soares Amaro (ETEC Salles Gomes); Bernadete Elmec (Revista Hadar); Carlos Alberto dos Santos (superintendente do Conselho Administrativo da Unimed Tatuí); Carlos Orlando Mendes Filho (Antigomobilismo Clube De Tatuí – Lazer e Cultura); Célio José Valdrighi (Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente); Christian Pereira de Camargo (presidente do Lions Club de Tatuí e chefe de gabinete da Prefeitura de Tatuí); Cláudio Camargo (Artista Plástico); Clélia Erwenne de Araújo Pinto (Centro Hípico de Tatuí); Débora Lúcia da Costa Aguiar (Projetos Culturais da CCR – SPVIAS); Domingos Jacob Filho (Artista Plástico); Doniran Mariano de Barros (responsável pela pesquisa “O Edifício da Praça do Museu – 100 Anos); Eder Balliari (presidente da Unimed Tatuí); Edson Aparecido Pinto (coordenador Cultural do CEU das Artes); Pe. Élcio Roberto de Góes (Paróquia e Santuário Nossa Senhora da Conceição); Eric Proost (presidente da Associação Comercial de Tatuí); Hélio de Barros (assessor de gabinete); Ivan Camargo (Jornal “O Progresso de Tatuí”); Jaime Pinheiro (Artista Plástico); José Eduardo Cantieri Costa (presidente do Rotary Club Tatuí); José Reiner (Jornal Integração); José Salim Kallab Fraiha (diretor-presidente da CCR SPVIAS); Leandro Alexandre Mendes (criador da arte do Centenário); Luciana Vieira C. Barros Picchi (Projeto “Envelhecer com Qualidade de Vida” do FUSSTAT); Luciano Rocha Lima (presidente da Aprodoce (Associação dos Produtores de Doce de Tatuí); Luis Antônio Galhego Fernandes (presidente do Conselho de Cultura); Luis Antônio Voss Campos (personalidade da Comunicação); Luiz Antônio Fernandes Guedes (Museu Histórico “Paulo Setúbal”); Marcelo Nalesso Salmasso (Juizado Especial Criminal e Vara da Infância e Juventude); Maria Augusta de Abreu Raggio Barbará (Museu Histórico “Paulo Setúbal”); Maria Inês de Camargo (Grupo “Seresteiros com Ternura” de Tatuí); Mauro Tomazela (Fatec – Unidade Tatuí); pastor José Carlos de Lima (Casa Publicadora Brasileira de Tatuí); Pedro Silva (Grupo Folclórico “Cordão Dos Bichos”); Rodrigo Santos Correa (gerente da Coop – Cooperativa de Consumo); Sônia Maria Ribeiro da Silva (presidente do Fundo Social De Solidariedade de Tatuí); Thyrso Menezes da Silva Júnior (vice-presidente do Conselho Administrativo da Unimed Tatuí); Wagner Eduardo Graziano (presidente do COMTUR); Adriana Afonso de Oliveira (atriz); Jorge Rizek (personalidade Cultural); Gustavo Grando (assessor de gabinete); César Augusto Araújo (vice-presidente do COMTUR); Marcos Roberto Rodrigues dos Santos (subcomandante D da Guarda Civil Municipal); Francisco Júnior (jornalista); e Câmara Municipal de Tatuí.

GRUPO EXPERIMENTAL “3º SINAL” INICIA O ANO COM PROJETO CONTEMPLADO PELA LEI ALDIR BLANC

A 1ª Edição da MOSTEQUE (Mostra de Teatro Quebre a Perna), produzida pelo Grupo Experimental “3° Sinal”, abriu inscrições no dia 10/01 (domingo), através de seu Instagram (@ter.sinal), e promete trazer cerca de 10 espetáculos inéditos para apresentar no Centro de Artes e Esportes Unificados de Tatuí (CEU das Artes), equipamento de cultura da Prefeitura de Tatuí, no final de março.

            O Grupo Experimental “3° Sinal” existe há 6 anos em Tatuí e realizou a primeira montagem há 2 anos, com o espetáculo “A Ver Estrelas”. Com o advento da pandemia da COVID-19, o ano de 2020 foi marcado pelas aulas on-line e encontros à distância, através de plataformas de vídeo. No final do ano, o Grupo foi contemplado pela Lei Federal nº 14.017/2020 – Aldir Blanc (LAB), que prevê uma verba emergencial para criação e desenvolvimento de projetos culturais para o município de Tatuí. A partir disso, foi decidido, através de reunião, a criação de uma Mostra de Teatro, a fim de que aconteça um movimento teatral ainda maior e movimente o Turismo local.

            De acordo com a curadoria do evento, a Mostra tem por base difundir e compartilhar conhecimentos e formas diferentes de fazer teatro, conhecendo e trocando experiências com outros grupos sobre formação, processo de criação e resistência dos grupos de teatro nos municípios do interior. Desta forma, também usar do evento para divulgar a cidade de Tatuí como Município de Interesse Turístico (MIT).

            O período de inscrições será entre os dias 10 e 31 de janeiro, sendo que o resultado dos selecionados será divulgado no dia 17 de fevereiro. A data prevista para a realização está programada para o final de março, entre os dias 21 e 27 do mês. A data foi escolhida pelo fato de que se comemora o Dia Internacional do Teatro no dia 27 de março e, para o diretor César Santos, “é preciso divulgar e fixar essa data na cabeça da população, de forma que gere um interesse mútuo pela cultura. É um processo árduo, mas estamos no caminho”, disse o diretor.

            A execução do projeto tem por base de início acontecer de forma presencial, podendo ser prorrogada até o final do mês de maio, em caso de aumento no número de casos da COVID-19. Se tal aumento acontecer, o grupo estuda a hipótese de realizar toda a programação de forma on-line em meados de junho, para assim poder concluir o projeto.

            Além dos 10 espetáculos inscritos em caráter competitivo, a programação conta também com a apresentação de abertura de um dos espetáculos da Trupe Garagem & Cia de Teatro, e encerra a programação com a estreia do novo espetáculo do Grupo Experimental “3° Sinal”, ainda em processo.

                O Projeto Cultural recebeu recursos da Lei Federal nº 14.017/2020 – Aldir Blanc (LAB), por meio do decreto municipal nº 20.657, de 16 de julho de 2020, e conta com o apoio cultural da Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude.

POIESIS ABRE INSCRIÇÕES DE OFICINAS CULTURAIS, ON-LINE E GRATUITAS, PARA OS MESES DE JANEIRO E FEVEREIRO DE 2021

A Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, informa que a POIESIS Gestão Cultural, em conjunto com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, está com inscrições abertas para 10 oficinas culturais, on-line e gratuitas, que acontecerão nos meses de janeiro e fevereiro de 2021.

As atividades, que são em diversas linguagens e formatos, têm como objetivo aproximar pessoas de diferentes classes sociais, faixas etárias e repertórios, promovendo um importante espaço simbólico de trocas de conhecimentos e experiências artísticas.

Mais informações estão disponíveis no site http://poiesis.org.br/maiscultura ou pelo e-mail interioronline@oficinasculturais.org.br.

Oficinas – Confira abaixo a programação das oficinas culturais que acontecerão nos meses de janeiro e fevereiro: – “Contação de Histórias”, dias 26, 27 e 28 de janeiro, das 10h às 12h, coordenação de Fernanda Munhão, 80 vagas, inscrições de 6 a 17/01 no link https://forms.gle/N69GyGDeBLNRLF6c8. Público alvo: interessados em geral, a partir de 16 anos de idade. – “Poesia Visual com Colagem – Composição e Produção Artesanal”, dias 26, 27, 28 e 29 de janeiro, das 14h às 16h, coordenação de Mariana Ser, 30 vagas, inscrições de 6 a 17/01 no link https://forms.gle/5wrs4yisymjRkmwT7. Público alvo: interessados em composição de imagens com colagem manual e poesia. – “Pra Tocar sem Encostar: Uma Experiência Palhacística”, dias 26, 27, 28 e 29 de janeiro, das 14h às 16h, coordenação de Priscila Jácomo, 30 vagas, inscrições de 6 a 17/01 no link https://forms.gle/aJ9xUUrikgctu4fi8. Público alvo: a partir de 16 anos de idade, qualquer interessado na linguagem do palhaço. Requisito: disposição para jogar e brincar. – “Percussão Baiana”, dias 26, 27 e 28 de janeiro, das 17h30 às 19h30, coordenação de Lenynha Oliveira e Rudson Daniel, 35 vagas, inscrições de 6 a 17/01 no link https://forms.gle/qoBHge7443qDBphF6. Público alvo: a partir de 16 anos de idade. – “Técnica e Pesquisa de Movimento”, nos dias 1, 3, 8 e 10 de fevereiro, das 10h às 12h, coordenação de Key Sawao, 30 vagas, inscrições de 8 a 21/01 no link https://forms.gle/2AobrXwSz9FbSGWQ9. Público alvo: a partir de 16 anos de idade, para participantes que tenham experiência com alguma prática corporal, iniciantes ou experientes (dançarinos, atores, estudantes de artes cênicas, artes visuais etc). – “Introdução ao Bordado Livre: Quadrinhos Bordados”, nos dias 2, 4, 9 e 11 de fevereiro, das 14h às 16h, coordenação de Julian Campos, 20 vagas, inscrições de 8 a 21/01 no link https://forms.gle/BRd7HhndwDaXiS9Z8. Público alvo: interessados em geral. – “Fotografia – Ensaio Autoral”, nos dias 2, 4, 9 e 11 de fevereiro, das 14h às 16h, coordenação de Luciana Crepaldi, 30 vagas, inscrições de 8 a 21/01 no link https://forms.gle/r78hwB3VN3qo2Mbe6. Público alvo: interessados em geral. – “Vamos Falar de Mediação de Leitura e Afeto?”, nos dias 2, 4, 9 e 11 de fevereiro, das 18h às 20h, coordenação de Felínio Freitas, 35 vagas, inscrições de 8 a 21/01 no link https://forms.gle/GtjERywgR5Q2WYAaA. Público alvo: educadores de escolas públicas e particulares, projetos sociais e bibliotecários, mães, pais, avós, cuidadores e interessados em geral. – “Cante Bem, Cante Mais, Cante sem Parar – Aprimoramento para Cantores”, nos dias 18, 23 e 25 de fevereiro, das 17h30 às 19h30, coordenação de Katia Baroni, 40 vagas, inscrições de 21/01 a 4/02 no link https://forms.gle/thsC9vHbDQLVQkwD9. Público alvo: cantores, estudantes de canto e amantes da arte de cantar que tenham, no mínimo, 16 anos de idade. – “Documentário de Família”, nos dias 18, 23 e 25 de fevereiro, das 14h às 16h, coordenação de Bruna Callegari, 15 vagas, inscrições de 21/01 a 4/02 no link https://forms.gle/vG8kdv9sdLYyuV1s6. Público alvo: destinado para pessoas que desejam realizar um filme com temática familiar a partir de materiais de arquivos particulares. É necessário conhecimento básico de edição.

CENTRO CULTURAL RECEBE ARTE MURALISTA DO ARTISTA TATUIANO DIEGO DEDABLIO

Desde quinta-feira (17/12), quem passa pela esquina da Rua José Bonifácio com a Praça Martinho Guedes, a Praça da Santa, onde estão situados o Centro Cultural e a Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude da Prefeitura de Tatuí, está se surpreendendo com uma arte muralista.

Idealizado – e ainda sendo executado – pelo artista plástico tatuiano Diego Dedablio, o projeto “Palavra Concreta – Muralismo – Graffiti art” se fundamenta em erigir um mural na cidade para estabelecer o diálogo cultural com os cidadãos, por intermédio de cores, formas e símbolos.

O artista descreve que “a Arte tem o poder de estabelecer mensagens de educação e positividade no silêncio de imagens, com a diretriz do trabalho em street art, o contato do público fruidor, diante da obra de arte, se faz imediato e mais direto do que dentro de uma instituição pública”. Ele ressalta ainda que, com a arte, visa expandir e estabelecer a presença da street art no município. “É um projeto com flexibilidade de desdobramentos, em várias áreas: educacional, histórico-cultural, antropomórfica, urbanística e artística”, completa Diego.

Este projeto de arte muralista recebeu recursos da Lei Federal nº 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc (LAB), por meio do Decreto Municipal nº 20.657, de 16 de julho de 2020, e conta com o apoio cultural da Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude.

Sobre o artista – Nasceu em Tatuí em 1987. Aos 11 anos de idade iniciou a produção de Histórias em Quadrinhos, escrevendo para jornais da região. Em 2000 deu início aos estudos em Arte Urbana – Graffiti e em Pintura. A partir de então, começou a atuar nas ruas com o intuito de fazer obras inteiramente públicas. Em 2005 realizou, no Conservatório de Tatuí, a Exposição “Sigilo”, primeira exposição de Arte Urbana na região. No ano de 2006, executou o projeto expositivo na Picida Yang Culture, em Tatuí, e assinou uma série de camisetas numeradas para a loja e para a marca. No ano seguinte, participou, com outros escritores de rua, da Exposição “Circuito Fechado”, na Associação dos Artistas Plásticos de Tatuí, que teve um recorde de público.

Aprimorou seus conhecimentos em 2008, iniciando os estudos de Cenografia e Iluminação Cênica no Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”, de Tatuí. No mesmo ano participou, em parceria com a cantora argentina Lila Ibarra, da apresentação “Mãe Terra, Madre Tierra”. Em Tatuí, participou com uma instalação no Projeto “Casa de Bamba” e foi agraciado com o 2º lugar no Mapa Cultural Paulista (Artes Plásticas), do Governo do Estado de São Paulo. Participou, com o setor de Artes Cênicas do Conservatório de Tatuí, do Projeto “Conexões” pela Cultura Inglesa. E, em parceria com Lila Ibarra, participou expondo nas apresentações da cantora no Teatro Galatea, Resistência e Chaco-Argentina. Executou um mural em honra à Nação Indígena Toba, em Resistência, Chaco-Argentina, e outro mural em honra à herança da cultura negra, no Bairro Cambaquan, em Corrientes, Argentina. No ano de 2008, venceu o Prêmio Revista Bravo! de Ilustração, ilustrando o conto “Um Homem Célebre”, de Machado de Assis.

Em 2009, participou expondo no “8º Brasil Instrumental”, pela Cooperativa de Música em Tatuí; na exposição coletiva “Acúmulos”, na loja e galeria “Casa de Quem” em São Paulo; e ganhou a Bolsa de Estudos Vera Holtz, passando a residir em São Paulo.

Em 2010, iniciou os estudos de Xilogravura, Gravura em Metal e Litogravura, no Museu Lasar Segall, em São Paulo. Realizou a instalação “Interno & Externo”, a convite da Cultura Inglesa, de Presidente Prudente, e, na mesma cidade, assinou as ilustrações para a campanha publicitária da Cultura Inglesa. Participou do “8° Encontro de Graffiti Art”, de Santana do Parnaíba, e realizou a exposição “O Timbre do Silêncio”, exposição solo, a convite da Prefeitura de Tatuí. Trabalhou como arte-educador no Instituto Verde Escola, na Praça Victor Civita, em São Paulo.

No ano de 2011 participou do desfile do bloco “Filhos da Santa”, pintando painéis que desfilaram junto ao bloco no Bairro Santa Cecília, em São Paulo. Representou o Brasil, juntamente com grandes nomes do Graffiti Latino, no livro “Nuevo Mundo – Latin American Street Art”, de Maxiliano Ruiz (pesquisador de Street Art), com fotografias e texto, editora Gestalten – Berlim, Alemanha. Participou da exposição “Saudade do Futuro”, na 99ª Semana Euclidiana, em São José do Rio Pardo. Executou a performance de Live-Painting na Maratona de Cinema do Sesc Sorocaba. Realizou a exposição solo no “Rasgada Coletiva”, em Sorocaba, com obra de cunho gráfico (xilo, lito, recorte, gravura em metal e impressos). Executou performance no Fórum de Dança Contemporânea em Votorantim, pelo Sesc Sorocaba.

Em 2012 executou um mural para o projeto “R.U.A. Reflexo on Urban Art”, em Amsterdam, na Holanda. Ministrou um workshop sobre a filosofia do Graffiti com crianças e adolescentes no Lloyd Hotel – Culture Embassy, em parceria com o projeto “R.U.A. Reflexo on Urban Art”. Participou de um debate sobre Intervenção Urbana no Rasgada Coletiva, em Sorocaba.

No ano seguinte, 2013, expos no “Festival Livre”, da USP (Universidade de São Paulo). Em 2014 executou e apresentou a exposição solo “Infinita Finitude”, na Galeria Residência, em Bauru, e participou da exposição coletiva “Com Pos To”, na Verve Galeria, em São Paulo. Depois, em 2017, participou do “Vulica Festival”, realizando um mural público em Minsk, Bielorrússia, a convite da Embaixada Brasileira.

Já em 2018, no Museu Histórico “Paulo Setúbal”, o artista realizou uma exposição individual, com mais de 33 obras, incluindo pinturas, gravuras, colagens, desenhos em diversas técnicas, como spray, óleos, acrílicos colagem, objet trouve, assemblage, instalação, entre outros, que datam de 2012 a 2019.

RETOMADA GRADUAL DO TURISMO EM TATUÍ, NO MÊS DE NOVEMBRO, MOVIMENTOU A ECONOMIA CRIATIVA, GERANDO RENDA E EMPREGOS TEMPORÁRIOS

Por ser um Município de Interesse Turístico (MIT), Tatuí está retomando, gradualmente, os eventos de grande impacto econômico. No período de 19 a 28 de novembro, no Centro Hípico de Tatuí, aconteceu a 42ª “Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga”, promovida pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), com o apoio da Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude. O evento seguiu todos os protocolos sanitários de higiene e segurança para a prevenção da COVID-19 e o resultado para o turismo local foi além do esperado.

A exposição contou com um total de 500 inscrições de cavalos da raça Mangalarga. Conforme dados apurados junto a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), o Centro Hípico, a Claudia Rauscher Buffet e Gastronomia e aos hotéis Del Fiol e Íbis, com esse fluxo de participações no evento, a cidade movimentou o seu trade turístico, visto que, no segmento hoteleiro, obteve um aumento médio de 30% nas taxas de ocupação referentes ao mês de novembro. E, somando todo o trade turístico que forneceu serviços para a realização desse evento, envolvendo o comércio e a estrutura montada para receber a exposição, circulou no município um valor aproximado de R$ 1.236.000,00

Na 42ª “Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga”, mais de 300 empregos diretos e indiretos foram criados, com a participação de 120 haras e de expositores e criadores de mais de 6 estados brasileiros. O evento foi fechado ao público, sendo aberto apenas para os expositores e criadores, devido às medidas de segurança contra a COVID-19. Mas teve transmissão ao vivo em seu canal oficial do YouTube, sendo um sucesso e totalizando mais de 70 mil visualizações, o que levou o nome de Tatuí para outros estados e países.

Este evento turístico ajudou a movimentar a economia local nesta fase de retomada das atividades de lazer e entretenimento, estimulando vários setores econômicos da cidade. “Esse é o resultado de uma movimentação turística no município. Um evento de 10 dias que trouxe impactos positivos para a cidade. A repercussão econômica tem a ver com a movimentação de dinheiro gerada com o aumento do turismo, mais vendas no comércio de Tatuí, arrecadação de impostos, crescimento da economia criativa, além de geração de renda e de empregos. Essa é uma gestão pública que acredita no potencial turístico do município”, comemorou o secretário municipal de Turismo, Cassiano Sinisgalli.

ESPECIAIS DE NATAL ESTARÃO DISPONÍVEIS NO CANAL DO MUSEU “PAULO SETÚBAL” NO YOUTUBE

O Museu Histórico “Paulo Setúbal”, da Prefeitura de Tatuí, por meio do Projeto #MuseuPauloSetúbalEmSuaCasa, apresenta em seu canal no Youtube dois Especiais de Natal, que foram produzidos por grupos tatuianos com recursos da Lei Federal nº 14.017/2020 – Lei Aldir Blanc (LAB), por meio do Decreto Municipal nº 20.657, de 16 de julho de 2020.

Os dois projetos natalinos fizeram parte da programação do “Natal Musical 2020”, na Praça da Matriz. O “Especial Emoções de Natal”, produzido por Gabriel Vanin e com participação especial da Banda Marcatto, já está disponível no canal. O outro especial, “Duo de Natal”, com produção de Fernando Oliveira e participação de Sidnei Gama e Ivanilda Maria Gama, poderá ser visto a partir das 10h da próxima quarta-feira (23/12). Para prestigiar, acesse o link: http://bit.ly/3rebu51

Com essas publicações, o canal do Museu “Paulo Setúbal” no Youtube encerra o ano de 2020, renovando as emoções mais intensas, em um ano atípico, e desejando momentos de fé e esperança, para que em 2021 possa receber a todos de abraços abertos.

CERIMÔNIA DE DIVULGAÇÃO DO RESULTADO DO “18º PRÊMIO LITERÁRIO PAULO SETÚBAL” ACONTECERÁ EM FEVEREIRO DE 2021

Devido ao número recorde de obras inscritas e em virtude da pandemia da COVID-19, a Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, e da Comissão do Concurso “Paulo Setúbal”, informa que a cerimônia de divulgação do resultado final do “18º Prêmio Literário Paulo Setúbal – Contos, Crônicas e Poesias”, de abrangência nacional, acontecerá no dia 4 de fevereiro de 2021.

O certame teve início com a abertura das inscrições em 2 de março, com duas formas de inscrição (pessoalmente ou via Correios), somando um total de 368 inscritos. Em maio, devido às orientações dos órgãos de Saúde quanto ao distanciamento social, a Comissão Organizadora deliberou a criação de um sistema on-line, o que possibilitou o recebimento de 1.981 inscrições. O encerramento das inscrições, às 23h59 do dia 19 de junho, somou um total de 2.349 obras inscritas nas três modalidades do Concurso, sendo: 869 para Contos; 485 para Crônicas; e 995 para Poesias. Os participantes são de 424 cidades de todos os estados do Brasil.

Neste ano, o Prêmio faz alusão ao centenário do edifício sede do Museu Histórico “Paulo Setúbal”, sendo que os trabalhos são analisados quanto aos critérios estabelecidos pelo edital e encaminhados para análise da Comissão Julgadora do Concurso.

A premiação total será de R$ 18 mil, sendo R$ 6 mil para cada uma das categorias (Conto, Crônica e Poesia), da seguinte maneira: 1° lugar – troféu e R$ 2.500,00; 2° lugar – troféu e R$ 1.500,00; 3° lugar – troféu e R$ 1.000,00; e, repetindo o sucesso dos anos anteriores, o Prêmio Galardão (destinado única e exclusivamente às obras de autores nascidos ou residentes há mais de dois anos em Tatuí) – troféu e R$ 1.000,00.

CENTRO DE INICIAÇÃO AO ESPORTE DE TATUÍ ESTÁ COM INSCRIÇÕES ABERTAS, E GRATUITAS, PARA AULAS EM QUATRO MODALIDADES

A Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, está com inscrições abertas, e gratuitas, para aulas em quatro modalidades esportivas, que acontecem no recém-inaugurado CIE – Centro de Iniciação ao Esporte “José Edson Leal Leite (Éde)”.

As aulas das escolinhas de base acontecerão nos seguintes dias e horários, de acordo com cada modalidade: – Futsal masculino, com o professor Jeninho, segunda e quinta-feira, das 8h às 9h30 (11 a 13 anos de idade), das 13h30 às 15h (Sub 16), das 15h às 16h30 (Sub 14), das 16h30 às 18h (Sub 12), das 18h às 19h (Sub 8), das 19h às 20h (Sub 10) e das 20h às 22h (Sub 18 e Sub 20); – Futsal feminino, com o professor Marcos, terça-feira, das 14h às 16h (Sub 16), das 16h às 18h (Sub 14), das 18h às 20h (Sub 18, Sub 20 e principal); e quarta e sexta-feira, das 10h às 12h (Sub 14); – Voleibol masculino, com o professor Tucunduva, quarta-feira, das 19h às 21h (12 a 16 anos de idade); – Voleibol feminino, com o professor Tucunduva, quarta-feira, das 14h às 16h (12 a 16 anos de idade); – Basquete masculino, com o professor Felipe, terça-feira, das 20h às 22h (12 a 15 anos de idade); – Basquete feminino, com o professor Alan, sexta-feira, das 9h às 11h (12 a 15 anos de idade); – Vôlei Adaptado, com os professores Amauri Drago e Rosa Maria, quarta-feira, das 8h às 10h (acima de 50 anos de idade).

Os interessados devem realizar as inscrições na secretaria do CIE, que está situado na Rua Professor Eulálio Arruda Melo, no Jardim Lucila, ao lado da E. E. “Fernando Guedes de Moraes”. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h.

É preciso levar um documento pessoal e um comprovante de endereço. Os menores de idade devem estar acompanhados dos pais e/ou responsáveis. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (15) 3251-4844 (Departamento Municipal de Esporte).