TESTES RÁPIDOS DE HIV E SÍFILIS SERÃO REALIZADOS SÁBADO, NA PRAÇA DA MATRIZ

Neste sábado (30/11), das 9h às 13h, na Praça da Matriz, serão realizados testes rápidos de HIV e Sífilis, promovidos pelo Centro de Testagem e Aconselhamento do Ambulatório de Infectologia, pertencente a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Tatuí.

De acordo com a coordenadora do Ambulatório de Infectologia, Aline Tochinski de Camargo, os testes são feitos mediante a coleta de uma gota de sangue, retirada da ponta do dedo, e em menos de 30 minutos o paciente fica sabendo o resultado e, se for necessário, recebe o serviço de aconselhamento.

A iniciativa antecipa a campanha “Fique Sabendo 2019”, organizada pelo Governo do Estado de São Paulo, juntamente com a Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD) e o Programa Estadual CRT – Centro de Referência e Treinamento DST/Aids, que acontecerá de 2 a 20 de dezembro, com o objetivo de incentivar a realização de testes de HIV e Sífilis entre pessoas sexualmente ativas.

Quem não tiver a possibilidade de participar dos testes neste sábado, na Praça da Matriz, poderá comparecer, de segunda a sexta-feira, na Unidade de Saúde mais próxima de sua residência. Nas UBS’s urbanas o atendimento é das 7h às 18h; nas Estratégias Saúde da Família (ESF’s) das 7h às 17h; e nas UBS’s rurais das 7h às 13h.

Outra possibilidade de realizar testes rápidos de HIV e Sífilis no município será no dia 05/12 (quinta-feira), das 8h às 11h, no Centro Municipal de Especialidades Médicas (CEMEM). Endereço: Rua São Bento, nº 15, Centro. Telefone: (15)3259-0051.

Também são realizados testes no Ambulatório de Infectologia de Tatuí, de segunda a sexta-feira, em horários que variam de 8h30 às 10h30 ou das 11h às 15h, dependendo do dia da semana e da escala de atendimento em vigor. Mais informações pelo telefone: (15) 3259-1564. Endereço: Travessa Monsenhor Magaldi, nº 296, Centro, próximo a Maternidade.

Por que a campanha será realizada? – A campanha “Fique Sabendo 2019” faz referência ao Dia Mundial de Combate à Aids, celebrado em 1º de dezembro, que tem o objetivo de alertar toda a sociedade sobre os riscos de se contrair a doença. A data foi escolhida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), e é celebrada no Brasil, anualmente, desde 1988.

Além do incentivo à testagem, a campanha visa informar a população sobre as formas de prevenção das doenças sexualmente transmissíveis, além de identificar e encaminhar as pessoas infectadas com HIV aos serviços especializados.

Sobre a AIDS – A Aids é uma doença causada pelo vírus HIV, geralmente por contato sexual desprotegido com pessoa contaminada, mas pode ser também transmitida por transfusão sanguínea e compartilhamento de objetos perfuro cortantes.

Diferentemente do que muitos pensam, ser HIV positivo não é o mesmo que ter Aids. A Aids é o estágio mais avançado da doença, quando o sistema imunológico se encontra bem debilitado.

A Aids é uma doença que não mata por si só. Por causar um grande impacto no sistema imunológico, o paciente fica sujeito a doenças oportunistas, como a pneumonia, que surgem no organismo nesse momento de fraqueza. Assim sendo, não se morre de Aids, mas sim das complicações geradas pelas doenças oportunistas.

Não se contrai Aids com um simples aperto de mão ou abraço em um paciente, e uma pessoa com o vírus pode relacionar-se e trabalhar normalmente. Além disso, nos dias atuais, a Aids não é uma sentença de morte e é possível viver bem, mesmo com a doença.

Porém, é necessário manter a preocupação com sua transmissão, uma vez que é uma doença sem cura e que afeta a qualidade de vida.

O diagnóstico precoce é importante para a realização do tratamento na busca de uma vida com melhor qualidade para a pessoa infectada. Quanto antes uma pessoa HIV positivo conhecer sua sorologia, menor será a complexidade de seu tratamento.