PAT DE TATUÍ ESTÁ COM VAGAS DE EMPREGO DISPONÍVEIS

O Posto de Atendimento ao Trabalhador de Tatuí (PAT) tem vagas de emprego disponíveis.

São elas: caseiro, com experiência comprovada na função, para manejo de gado e lida com trator (uma vaga); borracheiro, com experiência comprovada na função (uma vaga); líder de produção/encarregado, com experiência comprovada na função (uma vaga); analista de controladoria/custos, com curso Superior completo em Ciências Contábeis, ter experiência comprovada na função e conhecimentos em EBITDA, demonstrações contábeis e balanço patrimonial DRE (uma vaga); aplicador de insulfilme, com experiência comprovada na função, possuir CNH categoria B (três vagas); analista financeiro, com curso Superior completo em Ciências Econômicas (uma vaga); cirurgião dentista, com experiência na função (uma vaga); auxiliar de licitação, com curso Superior completo na área e experiência na função – comprovada em Carteira de Trabalho (uma vaga); representante comercial autônomo, com experiência na função (uma vaga); analista fiscal, com curso Superior completo em Ciências Contábeis e experiência na função – comprovada em Carteira de Trabalho (uma vaga); contador, com curso Superior completo em Ciências Contábeis e experiência na função – comprovada em Carteira de Trabalho (uma vaga); analista contábil, com curso Superior completo em Contabilidade, e experiência comprovada na função (uma vaga); e técnico agrícola, formado, com ou sem experiência, possuir CNH categoria A (uma vaga).

O PAT é um órgão da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social, que funciona no CATE – Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo, situado na Praça Martinho Guedes, nº 12, antigo Alvorada Clube. O atendimento ao público é feito de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h. Mais informações pelo telefone: (15) 3251-4766.

AÇÕES CONJUNTAS DA PREFEITURA DE TATUÍ E DAS POLÍCIAS CIVIL E MILITAR INTERDITAM CLÍNICAS TERAPÊUTICAS IRREGULARES

A Prefeitura de Tatuí, em conjunto com as Polícias Civil e Militar, realizou, nesta segunda-feira (20/01), operações concomitantes em duas clínicas terapêuticas irregulares, as quais eram estabelecidas na cidade de Iperó e se instalaram no município de Tatuí na última sexta-feira (17/01).

Conforme dito pelo secretário municipal de Trabalho e Desenvolvimento Social, Alessandro Bosso, as ações se deram pelo fato de que, no último domingo (19/01), apareceram no município uma moça e um adolescente que eram pacientes destas clínicas e resolveram fugir, por conta de maus tratos. Os dois casos foram atendidos pela equipe de assistentes sociais da Prefeitura de Tatuí. “A partir daí, percebemos que os dois casos tinham ligação, pois a mulher apareceu nas imediações do Jardim Santa Rita de Cássia, na base comunitária da Guarda Municipal, e o adolescente no Jardim Alvorada, alegando que teria vindo da região da Vila Angélica”, explicou Alessandro.

Com isso, foi necessário montar duas equipes, das quais participaram: a Vigilância Sanitária, o Departamento de Fiscalização, a Assistência Social, o Conselho Tutelar, a Guarda Civil Municipal, além das Polícias Civil e Militar. Uma seguiu rumo ao Jardim Santa Rita de Cássia, e a outra para o bairro Lagoa Vermelha.

No bairro Lagoa Vermelha, foram encontradas 16 pessoas, sendo 4 adolescentes. A chácara onde permaneciam os pacientes não possuía estrutura física para comportá-los de maneira confortável, uma vez que estavam todos alojados em dois quartos, sem nenhuma cama ou beliche, tendo apenas um amontoado de colchões. Segundo Alessandro Bosso, “parecia um depósito de pessoas, todos ao redor da piscina, sem nenhuma atividade terapêutica”.

A clínica não apresentou nenhuma documentação de autorização de funcionamento, e os documentos dos pacientes estavam desorganizados, sendo que alguns não possuíam um documento sequer de identificação no local. A clínica foi interditada pela Vigilância Sanitária e todos os pacientes foram identificados, um a um, passando, também, por avaliação médica no local. Os adolescentes e os dois monitores da clínica foram conduzidos para a delegacia.

No Jardim Santa Rita de Cássia, a outra equipe se deparou com 17 mulheres internadas, sendo que 9 delas não apresentavam documentação e estavam totalmente dopadas. A maioria das mulheres tinha traços de doenças mentais. Ou seja, no local, estavam juntas pacientes de psiquiatria com usuárias de álcool e drogas.

O local era bem estruturado, porém, não possuía alimentação suficiente para todos que ali estavam internados. Esta clínica também não apresentava documentação de autorização de funcionamento, e foi interditada. Foi realizado o mesmo procedimento de identificação e avaliação do quadro clínico dos pacientes. As mulheres que estavam sem identificação e um casal de monitores foram conduzidos à delegacia.

Na delegacia, um inquérito policial foi aberto, e iniciou-se com o depoimento da jovem e do adolescente – que foram encontrados no domingo (19/01) -, seguidos pelos depoimentos dos monitores das duas clínicas. A Assistência Social e o Conselho Tutelar entraram em contato com os familiares dos pacientes. Alguns vieram buscá-los no mesmo instante. Outros, contudo, habitam em municípios mais distantes, e, por conta disso, virão busca-los nesta terça-feira (21/01). No entanto, a clínica também internava pacientes de outros estados, o que dificultou um pouco a ação. Três dos adolescentes foram acolhidos na Casa de Acolhimento Institucional de Tatuí, visto que os pais não conseguiram buscá-los.

De acordo com o secretário Alessandro Bosso, “trata-se de um grupo formado por várias clínicas na região, nomeadas de ‘Tradição’ ou ‘Ipanema’, que foi formalmente identificado como ‘Med Styles Serviço de Saúde Ltda’”. Os contratos encontrados estavam em nome desta empresa. Nenhuma pessoa foi presa, já que o responsável pelas clínicas não estava presente. O delegado de polícia determinou que os pacientes retornassem para as clínicas, juntamente com os monitores. Entretanto, foi concedido um prazo de 24 horas para que todos fossem devolvidos aos familiares, os quais já foram cientificados do ocorrido pela Assistência Social e pelo Conselho Tutelar.

CONSELHEIROS TUTELARES DE TATUÍ, ELEITOS PARA O QUADRIÊNIO 2020/2023, TOMARAM POSSE NO PAÇO MUNICIPAL

Na manhã desta sexta-feira (10/01), no Paço Municipal, aconteceu a solenidade de posse dos cinco conselheiros tutelares de Tatuí, eleitos para o quadriênio 2020/2023. O Conselho Tutelar do município será composto por Elisabeth Miranda Ferreira, William Alexandre Nunes da Silva, Fabiana Cristina Cubas Campos, Douglas Rafael Gomes Belanga e Maria Aparecida Brandão.

Eles foram eleitos pelo voto direto após aprovação em processo seletivo de capacidade para, caso a caso, zelar pela garantia dos direitos individuais de crianças e adolescentes e realizar a cobrança eficaz dos deveres correspondentes. O Conselho Tutelar, conforme o artigo 131 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) “é o órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, definidos por lei”.

A solenidade de posse contou com a presença da prefeita de Tatuí, Maria José Vieira de Camargo; do vereador e presidente da Câmara de Tatuí, Antônio Marcos de Abreu; do vereador João Eder Alves Miguel; dos secretários municipais Alessandro Bosso (Trabalho e Desenvolvimento Social), Miguel Ângelo de Campos (Governo), Renato Pereira de Camargo (Negócios Jurídicos), José Roberto Xavier da Silva (Segurança Pública e Mobilidade Urbana) e Cassiano Sinisgalli (Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude); do presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Tatuí (CMDCA), Cláudio Bertolacini Batista; do presidente do COSC (Centro de Orientação e Serviços à Comunidade), Juvenal Marques Rodrigues; do presidente do CONSEG (Conselho Comunitário de Segurança), José Maria de Moura; da assessora do deputado estadual Coronel Telhada, sargento Nilce Cleto Magaldi; dos assessores da deputada estadual Damaris Moura, Nivaldo Miranda e Markus Henrique Tavares Gonsalves Silva; além de amigos e familiares dos conselheiros tutelares.

Em suas palavras, a prefeita Maria José destacou que a Prefeitura de Tatuí, mesmo com toda a dificuldade que encontrou desde 2017, tem se empenhado muito na ajuda dos trabalhos do Conselho Tutelar, dando assim o suporte necessário para as ações de seus conselheiros. E, por fim, parabenizou os eleitos. “O nosso compromisso é de juntos buscarmos soluções para podermos avançar mais e construir uma sociedade com mais justiça social, principalmente para aqueles menos favorecidos, que precisam do apoio do Poder Público”, finalizou.

A cerimônia foi concluída com a assinatura do termo de posse dos conselheiros, seguida pela entrega dos certificados aos mesmos.

Sobre o Conselho Tutelar de Tatuí – O Conselho Tutelar de Tatuí é composto por cinco membros, escolhidos pela população, para um mandato de 4 anos, permitindo recondução, através de um novo processo de escolha, com igualdade de condições com os demais interessados.

A jornada de trabalho dos conselheiros tutelares é de 40 horas semanais, e o salário está fixado em R$ 2.100,00. Os conselheiros também têm direito a férias anuais remuneradas, acrescidas de 1/3 (um terço) do valor anual da remuneração mensal, licença maternidade, gratificação natalina, contribuição para o regime geral de previdência e cesta básica, conforme o artigo 28 da Lei Municipal 5.354, de 23 de maio de 2019.

PREFEITURA TERÁ AÇÕES DA CAMPANHA “JANEIRO BRANCO”, EM PROL DA SAÚDE MENTAL

No decorrer deste mês de janeiro, a Prefeitura de Tatuí, por meio das Secretarias de Saúde e de Trabalho e Desenvolvimento Social, está promovendo uma série de ações da Campanha “Janeiro Branco – Quem Cuida da Mente, Cuida da Vida”, em prol da Saúde Mental.

Com o intuito de chamar a atenção dos indivíduos e das instituições sociais para as necessidades e as importâncias subjetivas, mentais e emocionais dos seres humanos, a Campanha está em sua 7ª edição.

Um circuito de palestras com o tema “Quem Cuida da Mente, Cuida da Vida”, acontecerá nas unidades Estratégia Saúde da Família (ESF) do município, a partir da próxima semana: dia 16/01, às 10h, na ESF do Jardim Santa Rita de Cássia; dia 20/01, às 10h, na ESF “André Batista”, na Vila Santa Luzia; dia 21/01, às 14h, na ESF “Othoniel Cerqueira Luz”, no CDHU; dia 22/01, às 14h, na ESF do Jardim Tóquio; e dia 29/01, às 14h, na ESF do Jardim Gonzaga.

O tema “Como Vai Sua Saúde Mental? Condutas e Questões Frente as Cotidianidades”, será abordado em quatro datas e locais diferentes: dia 14/01, às 14h, no CRAS Central; dia 20/01, às 13h30, no CRAS Norte; dia 24/01, às 14h, no CRAS Sul; e dia 31/01, às 14h, no CRAS Leste.

No dia 17/01, das 9h às 13h, na Praça da Matriz, a população poderá participar de diversas dinâmicas comunitárias, entre elas: aferição de pressão arterial, com a equipe da Secretaria de Saúde; apresentação de Amarelinha Africana, com a equipe da Academia ao Ar Livre, do Setor de Corrida e Atletismo Municipal da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude; orientação nutricional na ansiedade, com a nutricionista Débora Lisboa; apresentação dos serviços ofertados pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), terapias alternativas para promover o bem-estar, com reflexologia, reiki e auriculoterapia; e orientação e bem-estar mental com psicólogos.

Uma ação interna será feita no Centro de Artes e Esportes Unificados “Fotógrafo Victor Hugo da Costa Pires” (CEU das Artes), no dia 30/01, às 19h. Trata-se de uma apresentação do fluxo de atendimento de saúde mental de Tatuí.

Saiba mais – Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que no Brasil 5,8% da população (12 milhões de pessoas) sofrem de “depressão” (maior taxa da América Latina, a 2ª maior das Américas e a 5ª do mundo). Em relação aos “transtornos de ansiedade”, o Brasil é o recordista mundial, com 9,3% da população com algum desses problemas. E, quando o problema em questão é o “suicídio”, o País ocupa a 8ª colocação, no planeta, em relação à contagem absoluta de mortes autoprovocadas, com 12mil suicídios anuais.

São altos, também, os índices de violência (em domicílios, no trânsito ou em escolas), de criminalidade, de alcoolismo, de drogas, de preconceitos e de outros sintomas relativos a estilos de vida adoecidos e que colocam em risco o equilíbrio mental, comportamental, espiritual e emocional dos indivíduos e das instituições sociais.

Portanto, a Campanha Janeiro Branco convida a sociedade a realizar profundas reflexões, pessoais e coletivas, sobre o significado da vida, o propósito da existência e sobre
as melhores estratégias, públicas e privadas, para a construção de uma verdadeira cultura da Saúde Mental na humanidade. Entre os objetivos do “Janeiro Branco”, estão: fazer do mês de Janeiro o marco simbólico para que as pessoas e as instituições sociais efetivem ações em prol da Saúde Mental de todos; contribuir com a disseminação, no mundo, de uma cultura da Saúde Mental e de uma visão ampliada, moderna, holística, humanista, processual e integral do conceito de Saúde Mental; aproveitar a simbologia do início de todo ano para inspirar as pessoas a pensarem sobre os sentidos e os propósitos das suas existências individuais e coletivas; chamar a atenção das mídias, das instituições sociais, dos cidadãos comuns e das autoridades públicas para a importância da Saúde Mental e de políticas – públicas e privadas – em defesa dessa dimensão da saúde humana.

PREFEITURA REALIZARÁ, NA PRÓXIMA SEGUNDA, A PALESTRA “EMPREENDEDORISMO E O IMPACTO QUE ELE TEM NA SOCIEDADE”

A Prefeitura de Tatuí promoverá, na próxima segunda-feira (13/01), às 19h, no Teatro do Centro de Artes e Esportes Unificados “Fotógrafo Victor Hugo da Costa Pires” (CEU das Artes), a palestra “Empreendedorismo e o Impacto que ele tem na Sociedade”.

Ministrada por Davi Paunovic, coordenador de Programas de Inovação e Aceleração de Startups do Parque Tecnológico de Sorocaba, a palestra tem o objetivo de incentivar novas maneiras para empreender, além de sensibilizar os participantes para a temática do empreendedorismo, ampliando seus horizontes.

O evento será aberto à população, com entrada gratuita, porém, com um número de vagas limitado. O CEU das Artes está situado na Rua Ana Rosa Monteiro, nº 475, Jardim Santa Helena.

PREFEITURA PROMOVE ABORDAGENS SOCIAIS NA ÚLTIMA SEMANA DE 2019, EM DIVERSOS PONTOS DA CIDADE

Na última semana de 2019, entre os dias 26 e 28 de dezembro, a Prefeitura de Tatuí, por meio das Secretarias de Trabalho e Desenvolvimento Social, de Segurança Pública e Mobilidade Urbana, e de Fazenda e Finanças, e a Polícia Militar, realizaram diversas abordagens sociais, com o objetivo de acolher pessoas em situação de rua no município. As ações contaram com a participação das equipes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), da Guarda Civil Municipal (GCM), e do Departamento Municipal de Fiscalização.

A primeira ação aconteceu na tarde do dia 26/12 (quinta-feira), na Praça da Matriz e na esquina do McDonald’s. Na Praça da Matriz cinco pessoas foram abordadas pela equipe do CREAS e orientadas a seguir até a Casa de Apoio ao Irmão de Rua São José. Na esquina do McDonald’s uma criança foi abordada pedindo dinheiro no semáforo. O Conselho Tutelar foi acionado, a família da criança compareceu ao local e responderá por tal ato. No mesmo local, três pessoas em situação de rua foram abordadas e orientadas a seguir até a Casa de Apoio ao Irmão de Rua São José. Outros três vendedores ambulantes, que circulavam entre os carros, foram abordados e orientados da necessidade de autorização para comercialização de produtos.

Na sexta-feira (27/12), as ações aconteceram na Praça da Matriz, na esquina do McDonald’s, na Praça Anita Costa; e no Bairro Santa Adélia, ao lado do Posto Atlantic. Na parte da manhã foram abordadas oito pessoas, sendo que uma delas foi encaminhada para a Casa de Apoio ao Irmão de Rua São José, e uma para o CREAS, vindo a desmaiar, sendo atendida pelo SAMU e encaminhada para o Pronto Socorro Municipal. No final da tarde, a equipe abordou duas pessoas em situação de rua na Praça da Matriz, as quais foram encaminhadas para as suas cidades de origem.

A última abordagem social de 2019 foi feita em diversos pontos da cidade, na manhã de 28/12 (sábado). Na esquina das Ruas Juvenal de Campos e Teófilo Andrade Gama uma criança comercializando produtos foi abordada. Ao ser questionada sobre o seu nome, ela saiu correndo. Na Praça da Matriz não foram encontradas pessoas em situação de rua. Nas proximidades do McDonald’s, foram abordadas duas pessoas, sendo que uma recusou o acesso aos serviços sociais oferecidos pela equipe, e a outra pessoa foi encaminhada para a Casa de Apoio ao Irmão de Rua São José, onde recebeu alimentação, banho e roupas limpas.

Como ajudar – A população de Tatuí pode contribuir, praticando simples ações. A mais importante delas é não dar esmolas, devido ao fato de que, muitas vezes, o dinheiro doado pelos munícipes é utilizado na compra de bebidas alcoólicas e drogas, estimulando o vício e acarretando a permanência dessas pessoas nas ruas, colocando em risco sua saúde, o que dificulta o trabalho da equipe da Assistência Social.

Quem se deparar com pessoas pedindo esmolas pelas ruas de Tatuí, pode entrar em contato com a equipe do CREAS, que está situado na Rua 13 de Fevereiro, nº 396, Centro. O telefone para contato é: (15) 3259-0704. O atendimento, presencial ou por telefone, é feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Além do CREAS, a Casa de Apoio ao Irmão de Rua São José também está à disposição dos munícipes que queiram relatar casos de pessoas pedindo esmolas nas ruas. A Casa de Apoio está situada na Rua São José, nº 46, Jardim Wanderley.

ALUNOS DE OFICINAS DAS UNIDADES DOS CRAS DE TATUÍ PARTICIPAM DE EVENTOS NATALINOS

Terminou nesta segunda-feira (16/12) a série de festividades natalinas promovidas pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), pertencente a Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social da Prefeitura de Tatuí.

No último sábado (14/12), na Praça da Matriz, houve a apresentação das Oficinas de Ballet dos CRAS Leste, Norte e Sul, que contou com a participação de aproximadamente 100 crianças e adolescentes, sendo a primeira vez que as bailarinas participaram de uma apresentação pública. No mesmo dia, foi realizada a apresentação da Oficina de Violão e Canto Coral dos CRAS Central, Sul e Norte.

Já na noite desta segunda-feira (16/12), no Bazar de Natal do Fundo Social de Solidariedade de Tatuí (FUSSTAT), o encerramento das atividades natalinas do CRAS contou com a apresentação de alunos das Oficinas de Canto Coral dos CRAS Central, Norte e Sul.

Os CRAS oferecem diversas oficinas gratuitas. No CRAS Sul há aulas de ballet, atividade física, violão e canto coral, artesanato e hip-hop. Já no CRAS Leste, são realizadas oficinas de ballet, atividade física, violão e canto coral e artesanato. No CRAS Central, há aulas de violão e canto coral, artesanato e hip-hop. E no CRAS Norte, há oficinas de ballet, violão e canto coral e artesanato.

PREFEITURA DE TATUÍ, CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA MULHER E APEOESP LANÇAM CAMPANHA “QUEBRANDO O SILÊNCIO”, PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

A Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social, o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) – subsede Tatuí -, promoveram, na tarde desta terça-feira (10/12), na sala de reuniões do Paço Municipal, o lançamento da campanha “Quebrando o Silêncio”, pelo fim da violência contra a mulher.

O evento foi realizado no mesmo dia em que é celebrado o Dia Internacional dos Direitos Humanos, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), e conforme destacou a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Gesomina Iazzetti Grando, teve o intuito de dar “voz às mulheres, muitas delas ameaçadas em seus direitos, de várias formas”. O dia 10/12 também marcou o encerramento da campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”.

Estiveram presentes na solenidade a prefeita Maria José Vieira de Camargo, o secretário de Trabalho e Desenvolvimento Social, Alessandro Bosso, o secretário de Governo, Miguel Ângelo de Campos, o gestor municipal da Assistência Social, Edmar Pereira, o vereador Eduardo Sallum, o comandante e o subcomandante da Guarda Civil Municipal de Tatuí (GCM), Antonino José Rodrigues da Costa e Marcos Roberto Rodrigues dos Santos, a coordenadora do CRAS-Central e do curso de psicologia da FAESB-Tatuí, Lucília Grando, a coordenadora do CRAS-Sul, Wandineide Magalhães Lopes de Almeida Barros, a representante da OAB de Tatuí, Paula de Cassia S. Bernardes, e a representante da Apeoesp – subsede Tatuí, Ana Maria das Dores.

Ao presenciar qualquer tipo de agressão a mulheres, seja física ou verbal, denuncie! Disque 100 ou 180.

Sobre a campanha – A campanha “Quebrando o Silêncio” consiste na fixação de cartazes em locais de grande circulação de pessoas, informando os números de telefone aos quais mulheres que sofrem qualquer tipo de violência possam entrar em contato para denunciar.

Em 2006, foi criada a primeira lei a reconhecer e criar mecanismos para combater a violência doméstica no Brasil, intitulada “Lei Maria da Penha”. Já em 2015, foi aprovada a lei do feminicídio, que classifica como crime hediondo o assassinato de mulheres por razões da condição de sexo feminino.

Mais recentemente, no dia 6 de novembro de 2019, foi aprovada no Senado Federal a proposta de emenda à constituição 75/2019, que altera o inciso XLII do art. 5º da Constituição Federal, para tornar o crime de feminicídio inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão.

Também em novembro, foi realizado no município de Tatuí, pela primeira vez, um conjunto de palestras para despertar o debate sobre o tema “Ativismo Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres”, no qual governos, sociedade civil, escolas, universidades, empresas e associações esportivas manifestaram solidariedade às vítimas, às ativistas, aos movimentos de mulheres e às defensoras dos direitos das mulheres, para pôr fim à violência contra mulheres e meninas.

“1º FÓRUM MUNICIPAL DOS DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA” ENCERRA A SEGUNDA EDIÇÃO DA “VIRADA INCLUSIVA” EM TATUÍ

Terminou na terça-feira (03/12) a 2ª edição da “Virada Inclusiva – Participação Plena”, promovida pela Prefeitura de Tatuí, por meio do Departamento da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, pertencente a Secretaria Municipal de Saúde, em comemoração ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência.

Idealizada pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD), por meio do Memorial da Inclusão e da Abaçaí Cultura e Arte, a “Virada Inclusiva”, que foi realizada pelo segundo ano consecutivo em Tatuí, também contou com o apoio de: Secretaria Municipal de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude; Museu Histórico “Paulo Setúbal”; Centro de Artes e Esportes Unificados “Fotógrafo Victor Hugo da Costa Pires” (CEU das Artes); Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Social; Secretaria Municipal de Segurança Pública e Mobilidade Urbana, através do Projeto AmiCão, da Guarda Civil Municipal de Tatuí (GCM); Secretaria Municipal de Educação; Fundo Social de Solidariedade de Tatuí (FUSSTAT); Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”; AME (Amigos Metroviários dos Excepcionais), através do Programa Central de Libras ICom; Instituto Magnus – Cão-Guia; Apae de Tatuí; OAB-SP; Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CMDPD); EduCrescere; Núcleo de Desenvolvimento, Pesquisa e Inclusão Semear; Panuu; Iguall Moda Inclusiva; Associação dos Ostomizados de Osasco e Região (AOOR); Coloplast; Ostomia com Alegria; e Rádio Notícias FM.

O encerramento da “Virada Inclusiva” foi realizado na Apae de Tatuí, com o “1º Fórum Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência”, promovido pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, e abordou o tema: “O papel da sociedade na construção das políticas públicas”.

Cerca de 200 pessoas participaram do evento, e dentre os assuntos abordados ao longo do dia estavam questões como acessibilidade, saúde, educação, assistência social e esporte. O evento também contou com a presença de autoridades e facilitadores com grande conhecimento técnico, que ficaram responsáveis pelas articulações dos eixos temáticos, entre eles: Silvana Cambiaghi (acessibilidade); Filipe Barboza (esporte); Fabiana Grechi (educação); Talita de Campos Urso (saúde) e Catia Aparecida Cardoso (assistência social).

Além do Fórum, a “Virada Inclusiva – Participação Plena”, que teve início no dia 26/12, contou com uma série de atividades culturais, esportivas e de recreação nas ruas, praças, parques, museus, centros culturais e demais espaços coletivos, públicos e privados.

No dia 26/11 (terça-feira), na Câmara Municipal de Tatuí, 15 pessoas participaram do “Painel 1”, com a palestra “O meu emprego – Trabalho inclusivo – Programa do Governo do Estado de São Paulo”, ministrada por Aracélia Costa, diretora executiva da Secretaria Estadual da Pessoa com Deficiência. E, depois, do “Painel 2”, com a palestra “Mito ou desafio? – A inserção da pessoa com deficiência no mercado de trabalho”, ministrada pela terapeuta ocupacional e sócia-fundadora do Núcleo de Desenvolvimento, Pesquisa e Inclusão Semear, Ana Paula Camargo.

Dia 27/11 (quarta-feira), no Centro de Artes e Esportes Unificados “Fotógrafo Victor Hugo da Costa Pires” (CEU das Artes), houve o Desfile de Moda Inclusiva Infantil, realizado pelas empresas Panuu e Iguall, em parceria com o Fundo Social de Solidariedade de Tatuí (FUSSTAT), com a presença de 130 pessoas. Também foi promovida a Exposição de Peças de Moda Inclusiva, projeto da Secretaria Estadual da Pessoa com Deficiência.

No dia 28/11 (quinta-feira), no Museu Histórico “Paulo Setúbal”, aconteceu, a apresentação do Programa Central de Libras ICom, com o tema: “Mitos e verdades sobre a deficiência auditiva”, desenvolvido pela Associação Amigos Metroviários dos Excepcionais (AME), com o apoio da Escola Real Comunicação em Língua de Sinais, com a presença de 50 pessoas.

Já no dia 29/11 (sexta-feira), o evento contou com atividades coletivas, com brinquedos e brincadeiras, na Praça Ayrton Senna, situada na Vila Dr. Laurindo. As atividades consistiram em oficinas interativas, promovidas pelo Projeto “Brincar e Cantar, é Só Começar”, da Secretaria Municipal de Educação, e pela EduCrescere, com a presença de 60 crianças.

No dia 30/11 (sábado), a “Virada Inclusiva” aconteceu na Praça da Matriz, com a Exposição Fotográfica “De quem estamos falando?” e, também, cinco stands: Stand 1 – Campanha de Prevenção e Aferição de Pressão Arterial, promovida pela Secretaria Municipal de Saúde; Stand 2 – Orientação sobre cuidados para pessoas ostomizadas, com realização da Coloplast do Brasil, AOOR e Ostomia com Alegria; Stand 3 – Direitos – Orientação e distribuição de material informativo, com promoção da Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social e Comissão OAB; Stand 4 – Projeto Musicografia Braille, realizado pelo Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos”; e Stand 5 – Campanha “Como receber pessoas com deficiência em locais públicos – Orientação ao comércio”, promovido pela EduCrescere. Também houve apresentação da Academia ao Ar Livre, da Secretaria Municipal de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, e do Projeto AmiCão, do Canil da Guarda Civil Municipal de Tatuí (GCM).

Já no dia 01/12 (domingo), na Avenida das Mangueiras, aconteceu uma feira colaborativa com expositores e artistas de Tatuí e região, com a participação do comércio local, abrangendo marcas, pequenos produtores, produção artesanal, cultura do interior e espaços colaborativos, uma realização da Ação Curadoria Zabumba. Além disso, a Ação Curadoria Zabumba fez a roda de conversa “Circulação social da pessoa com deficiência: ressignificação dos espaços e mudança de paradigmas da sociedade”.

PAT DE TATUÍ ESTÁ COM VAGAS DE EMPREGOS DISPONÍVEIS

O Posto de Atendimento ao Trabalhador de Tatuí (PAT) tem vagas de emprego disponíveis.

São elas: auxiliar administrativo, com experiência comprovada em financeiro, com formação em Administração e afins (uma vaga); gerente de vendas, com experiência comprovada na função e ensino Médio completo (uma vaga); subgerente de vendas, com experiência comprovada na função e ensino Médio completo (uma vaga); auxiliar de laboratório, com curso Técnico em Química (uma vaga); auxiliar de mecânico geral, com curso Técnico em Mecânica (uma vaga); analista financeiro, com curso Superior completo em Ciências Econômicas (uma vaga); auxiliar de eletricista, com experiência comprovada na função e CNH categoria AB (uma vaga); contador, com curso Superior completo em Ciências Contábeis e experiência comprovada na função (uma vaga); analista fiscal, com curso Superior completo em Ciências Contábeis e experiência comprovada na função (uma vaga); mecânico automotivo, com experiência comprovada na função (uma vaga); estágio em eletrotécnica, estar cursando Eletrotécnica e ter disponibilidade de horário (uma vaga); borracheiro, com experiência comprovada na função, especialização em suspensão e alinhamento e CNH categoria A (duas vagas); assistente contábil, com experiência comprovada na função e curso Superior completo em Contabilidade (uma vaga); e estagiário, cursando nível Superior em Administração de Empresas ou Recursos Humanos, com disponibilidade de horário (uma vaga).

O PAT é um órgão da Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social, que funciona no CATE – Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo, situado na Praça Martinho Guedes, nº 12, antigo Alvorada Clube. O atendimento ao público é feito de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h. Mais informações pelo telefone: (15) 3251-4766.