BIBLIOTECA MUNICIPAL RECEBE DOAÇÃO DE MAIS DE 400 LIVROS DA ORGANIZAÇÃO SOCIAL DE CULTURA “SP LEITURAS” E DA FEIRA DO LIVRO

A Biblioteca Municipal “Brigadeiro Jordão”, equipamento de Cultura da Prefeitura de Tatuí, recebeu uma doação de mais de 400 livros da Organização Social de Cultura “SP Leituras” e da Feira do Livro, realizada no município no mês de setembro e que é a contrapartida municipal.

A coleção inclui diversas obras de autores da literatura brasileira e internacional, tais como: Monteiro Lobato, João Guimarães Rosa, Inês Bogéa, Carlos Drumond de Andrade, Ana Maria Machado, entre outros. Há, também, clássicos da literatura em quadrinhos, como: Odisséia, Dom Quixote, Robinson Crusoé, Um Conto de Natal, A volta ao Mundo em 80 dias, e A Ilha do Tesouro. Entre as obras que entraram para o acervo da Biblioteca constam ainda conteúdos de artes, cinema, fotografia, teatro, poesia, crônica, biografia, literatura infantil, infanto-juvenil, nacional e estrangeira.

Em busca da difusão e disseminação da Cultura, a Biblioteca Municipal tem o objetivo de estabelecer convênios e parcerias para disponibilizar e democratizar o acesso à cultura em Tatuí, com parcerias entre a Secretaria de Estado da Cultura, o Ministério da Cultura e instituições literárias.

Os livros já se encontram disponíveis para a população e a Biblioteca Municipal “Brigadeiro Jordão” funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na rua Santa Cruz, nº 405, Centro. Mais informações pelo telefone (15) 3259-5647 ou através do e-mail biblioteca@tatui.sp.gov.br.

“1ª FEIRA DO EMPREENDEDORISMO”, DO PROGRAMA JEPP, REUNIU 300 PESSOAS NA EMEF “EUGÊNIO SANTOS”

Aconteceu na manhã desta terça-feira (12/11), na EMEF “Eugênio Santos”, pertencente a Secretaria de Educação da Prefeitura de Tatuí, a “1ª Feira do Empreendedorismo” das escolas da Rede Municipal de Ensino que integram o Programa “Jovens Empreendedores Primeiros Passos” (JEPP). Ao todo, 300 pessoas participaram do evento.

Fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria Municipal de Educação, e o Sebrae, o JEPP apresenta práticas de aprendizagem, considerando a autonomia do aluno para aprender e o desenvolvimento de atributos e atitudes necessários para a gerência da própria vida, nos âmbitos pessoal, profissional e social. Essa visão vai ao encontro dos quatro pilares da educação propostos pela Unesco: Aprender a conhecer, isto é, adquirir os instrumentos; Aprender a fazer, para poder agir sobre o meio envolvente; Aprender a viver juntos, a fim de participar e cooperar com os outros em todas as atividades humanas; e Aprender a ser, via essencial que integra as três precedentes.

Ao todo, 2.538 alunos, do 4º ao 9º ano do Ensino Fundamental, de 18 escolas da Rede Municipal de Ensino participam do Projeto. Durante a Feira, os alunos apresentaram os trabalhos feitos ao longo do semestre e colocaram à venda os produtos confeccionados por eles, sendo que o valor arrecadado será revertido para as próprias escolas.

Os produtos apresentados foram relacionados aos eixos temáticos trabalhados em cada faixa etária: 4º ano – Locadora de Produtos – os alunos aprendem sobre as vantagens que a locação de produtos representa em algumas situações e têm a oportunidade de vivenciar a importância de um trabalho desenvolvido em equipe; 5º ano – Sabores e Cores – ressalta a importância dos alimentos e dos cuidados com a higiene, e os alunos apresentam um espaço gastronômico com alimentos saudáveis, saborosos e que valorizem a cultura local; 6º ano – Ecopapelaria – percebem a importância dos cuidados com o meio ambiente e desenvolvem uma atividade empreendedora para reutilizar papéis que seriam descartados como lixo; 7º ano – Artesanato Sustentável – orientação sobre a importância da sustentabilidade do planeta, da organização e da mobilização para que isso aconteça e elaboram produtos artesanais com práticas sustentáveis; 8º ano – Empreendedorismo Social – desenvolvem uma atividade empreendedora social analisando os impactos e benefícios alcançados, aprendendo na prática que empreender traz benefícios para toda a sociedade; 9º ano – Novas Ideias, Grandes Negócios – trabalham na identificação de uma oportunidade e a desenvolvem como atividade empreendedora, sendo que, a partir da ideia definida por eles, seguirão os passos necessários para torná-la realidade, planejando e empreendendo para alcançar  os objetivos que definiram.

A supervisora do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino, Márcia Menezes, esteve presente na Feira e se mostrou bastante satisfeita com o resultado do Projeto. “O resultado final foi gratificante. A gente não tinha noção do tamanho do Projeto, fomos desenvolvendo passo a passo e estamos muito encantados com o resultado. As crianças gostaram muito e os professores também, e por isso o desenvolvimento foi excelente”.

A “1ª Feira do Empreendedorismo” também contou com a presença da analista de negócios Isabel Janaína Soares, professora responsável pela capacitação dos professores participantes do JEPP. Representando o Sebrae, ela comentou a respeito do processo de capacitação. “Para mim é um prazer estar aqui hoje. Estive em Tatuí ministrando uma palestra no início deste ano, participei de todos os processos, juntamente com os professores, dando acompanhamento. Os professores fizeram, primeiramente, 30 horas de curso à distância (EaD) e depois foram 8 horas de curso presencial. Parabéns a todos os envolvidos, à prefeita Maria José, ao secretário municipal de Educação, professor Miguel, à direção das escolas e aos professores. O evento está um sucesso. Nota 10 para todos”, ressaltou.

Também representando o Sebrae, esteve presente na Feira o gestor de projetos do Sebrae, Ivan Ramos dos Santos, que informou que o Programa terá continuidade já no início de 2020. “Gostaria de agradecer a Prefeitura de Tatuí, na pessoa da prefeita Maria José Vieira de Camargo, o secretário municipal de Educação, Miguel Lopes Cardoso Júnior, bem como toda a equipe de professores, diretores e coordenadores das escolas, por terem aceito participar do JEPP. Com esse projeto visamos estimular a coletividade e a criatividade dos alunos, que passam a conhecer o comportamento dos empreendedores de sucesso e têm suas competências estimuladas. E já temos uma negociação para que no próximo ano a gente continue com esse Projeto no município, inclusive aumentando o número de alunos participantes”, afirmou.

Além da apresentação dos trabalhos realizados pelos alunos, o evento contou ainda com apresentações de dança e teatro dos estudantes, que emocionaram a todos os presentes, especialmente aos pais e familiares que foram prestigiar a Feira e dar apoio e incentivo às crianças.

Após as apresentações, a prefeita Maria José Vieira de Camargo, que também foi prestigiar os trabalhos dos alunos, fez uso da palavra, parabenizou todos os alunos e responsáveis pelo desenvolvimento do Projeto e ressaltou a importância da educação empreendedora logo nos primeiros anos da vida escolar. “Estou encantada com o trabalho de vocês. Para nós é uma satisfação, e é assim mesmo que começa: motivando cada um de vocês a empreender. O empreendedorismo é o futuro de nossa cidade, do nosso estado e do nosso país. Parabéns a todas as crianças, aos professores e diretores e aos profissionais do Sebrae”, concluiu a prefeita.

Sobre o Jepp – Com a proposta pedagógica do JEPP para cada ano do Ensino Fundamental, por meio de atividades lúdicas, o ambiente da aprendizagem sensibiliza os estudantes a assumirem riscos calculados, a tomarem decisões e a terem um olhar observador para que possam identificar, ao seu redor, oportunidades de inovações, mesmo em situações desafiadoras.

A educação empreendedora proposta pelo Sebrae para o Ensino Fundamental incentiva os alunos a buscar o autoconhecimento, novas aprendizagens, além do espírito de coletividade. A ideia é a de que a educação deve atuar como transformadora, incentivando o aluno a quebrar paradigmas e a desenvolver habilidades e comportamentos empreendedores.

Dessa forma, a solução, aliada a um ambiente propício à aprendizagem, favorece o envolvimento dos jovens estudantes no próprio ato de fazer, pensar e aprender. Essas são características fundamentais dos comportamentos empreendedores, nos quais o estudante e o grupo em que está inserido reconhecem que suas contribuições são importantes e valorizadas.

PREFEITURA E COOP REALIZAM A “MOSTRA MUNICIPAL DE PROJETOS EDUCACIONAIS COOPERATIVOS DO ‘COOPERJOVEM’ EM TATUÍ”

A COOP – Cooperativa de Consumo, em parceria com a Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Educação, promoveu, nesta quinta-feira (07/11), a “Mostra Municipal de Projetos Educacionais Cooperativos do Programa ‘Cooperjovem’ em Tatuí”. O evento foi realizado na Coop da Rua Coronel Lúcio Seabra, com o objetivo de apresentar ao público os trabalhos desenvolvidos pelas 15 escolas participantes do Programa e proporcionar a troca de experiências e ideias.

O Programa “Cooperjovem” acontece em Tatuí por meio de uma parceria entre a COOP, a Secretaria Municipal de Educação e o Sescoop/SP, e conta com a participação de 6.711 alunos do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino.

A ideia da Mostra é evidenciar as boas práticas e os impactos positivos que os Projetos Educacionais Cooperativos (PEC’s) do programa proporcionaram em suas comunidades escolares. O gerente geral da Coop em Tatuí, Rodrigo Corrêa, classificou como um “orgulho” a realização da Mostra no município, e destacou os princípios adotados na organização do evento. “Para nós é um orgulho recebermos essa Mostra. Estamos praticando o quinto e o sétimo princípio cooperativista, adotados pelo mundo todo, que se referem à formação de educandos e o interesse pela comunidade, respectivamente”, afirmou. Rodrigo também comentou que o “Cooperjovem” existe há três anos em Tatuí, e a parceria com a Prefeitura é de suma importância para que o Programa continue sendo realizado.

Os PEC’s são enquadrados nos seguintes eixos temáticos: Valores da cooperação e relações interpessoais; Resgate e valorização da cultura local; Saberes e práticas pedagógicas; e Responsabilidade socioambiental.

Cinco escolas participaram do eixo “Valores da cooperação e relações interpessoais”, todas com um PEC diferente. São elas: EMEF “Eunice Pereira de Camargo” (Integração e participação familiar); EMEF “Prof. Alan Alves de Araújo” (Convivência escolar: ensaio para a convivência em sociedade); EMEF “Prof.ª Maria Helena Machado” (Democracia que une); EMEF “Prof. José Tomas Borges” (Ambiente colaborativo na escola); e EMEF “Prof.ª Teresinha Vieira de Camargo Barros” (Jogos cooperativos e gibiteca para todos).

Já a EMEF “Prof.ª Maria Eli da Silva Camargo” participou do eixo “Resgate e valorização da cultura local”, com o PEC “Abrace sua escola: preservação do patrimônio público”.

Outras sete escolas possuíram PEC’s no eixo “Saberes e práticas pedagógicas”. São elas: CEPEM “Eunice de Almeida Rocha” (Na trilha da leitura: integração da família no contexto escolar); EMEF “Prof. Firmo Antônio de Camargo Del Fiol” (Leitura na escola: uma proposta de ensino e aprendizagem); EMEF “Prof.ª Sarah de Campos Vieira dos Santos” (Minha escola também lê); EMEF “João Florêncio” (Biblioteca criativa); EMEF “Prof.ª Maria Conceição Oliveira Marcondes” (Ler e escrever para o exercício da cidadania); e EMEF “Magaly Azambuja” (A leitura como porta de entrada para o mundo).

E mais três escolas participaram do eixo “Responsabilidade socioambiental”: EMEF “Prof.ª Lígia Vieira Camargo Del Fiol” (Lixo que transforma); EMEF “Prof. José Galvão Sobrinho” (Óleo de cozinha nosso!); e EMEF “Eugênio Santos” (Horta sensorial).

O secretário municipal de Educação, Miguel Lopes Cardoso Júnior, ressaltou a importância da participação dos pais no projeto, acompanhando de perto os alunos e incentivando-os a realizar um trabalho conjunto. “Nós percebemos um grande envolvimento das famílias com esse projeto, e é exatamente isso que esperávamos, que os familiares participem do dia a dia das crianças na escola. Isso proporciona proteção para os nossos alunos e temos pedido esse apoio durante as reuniões de pais nas escolas”, explicou.

Paulo Henrique de Souza Reis, instrutor do Programa “Cooperjovem” em Tatuí, falou sobre a importância da participação das famílias no desenvolvimento do Programa para o fortalecimento da educação nas escolas. “Quando falamos em educação pública, muitas pessoas imaginam lugares fragilizados, com poucos recursos, mas com esse projeto nós comprovamos que as escolas públicas têm muitas coisas boas. O ‘Cooperjovem’ visa envolver a todos, facilitando e favorecendo a voz dos alunos e das famílias, trazendo as pessoas, de fato, para dentro da escola, para que haja uma construção conjunta, o que proporciona uma transformação social incrível, por meio de um processo educacional que fortalece as escolas”, concluiu.

Sobre o programa – O “Cooperjovem” é um programa da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), desenvolvido em âmbito nacional pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) desde 2000. Em 2001, o programa foi implantado pelo Sescoop/SP, que assumiu sua coordenação em âmbito estadual em parceria com as Cooperativas e Secretarias Municipais de Educação.

A principal ação do programa consiste na formação dos professores por meio de um curso de 40 horas, com foco em conceitos e práticas de educação cooperativa, metodologia de criação de Projetos Educacionais Cooperativos (PEC) e criação de um PEC por escola participante.

Durante a formação no primeiro ano, os educadores são provocados a realizar uma pesquisa de contexto com a sua comunidade escolar para diagnosticarem quais as problemáticas, desafios e questões que podem ser enfrentadas. Nesse momento, eles descobrem a escola que têm hoje e qual escola poderão ter a partir do desenvolvimento do PEC. Ou seja, alunos, famílias, professores, gestão, funcionários e comunidade do entorno são envolvidos nesse processo onde todos têm voz, tanto na elaboração, quanto na execução dos projetos.

Nos dois anos seguintes, o PEC é desenvolvido na escola por meio das parcerias, com acompanhamento e apoio do Sescoop/SP, além da realização de ações pontuais que fortaleçam os projetos.

ACONTECE NESTA QUINTA A “MOSTRA MUNICIPAL DE PROJETOS EDUCACIONAIS COOPERATIVOS DO PROGRAMA COOPERJOVEM EM TATUÍ”

A COOP – Cooperativa de Consumo, em parceria com a Prefeitura de Tatuí, por meio da Secretaria de Educação, promoverá, nesta quinta-feira (07/11), a “Mostra Municipal de Projetos Educacionais Cooperativos do Programa Cooperjovem em Tatuí”. O evento será realizado na Coop da Rua Coronel Lúcio Seabra, nº 772, Centro, e terá o objetivo de apresentar ao público os trabalhos desenvolvidos pelas 15 escolas participantes do Programa e proporcionar a troca de experiências e ideias.

No dia do evento, estarão presentes representantes de 14 escolas, pois a CEPEM “Eunice Almeida Rocha”, que integra o eixo “Saberes e práticas pedagógicas”, com o PEC “Na trilha da leitura: integração da família no contexto escolar”, não contará com a presença de seus representantes, pois os mesmos não terão possibilidade de participar da Mostra no dia estabelecido.

A programação da Mostra terá início às 8h45, com a abertura do evento. Das 9h às 11h30, serão apresentados os trabalhos das EMEF’s “Prof.ª Maria Eli da Silva Camargo”, “Prof. Alan Alves de Araújo”, “Magaly Azambuja”, “Prof.ª Maria Helena Machado”, “Prof.ª Teresinha Vieira de Camargo Barros”, “João Florêncio” e “Prof.ª Lígia Vieira de Camargo Del Fiol”.

Já das 13h às 15h30, serão apresentados os trabalhos das EMEF’s “Prof. Firmo Antônio de Camargo Del Fiol”, “Eunice Pereira de Camargo”, “Prof. José Galvão Sobrinho”, “Prof. José Tomas Borges”, “Prof.ª Sarah de Campos Vieira dos Santos”, “Prof.ª Maria Conceição Oliveira Marcondes” e “Eugênio Santos”.

O Programa Cooperjovem acontece em Tatuí por meio de uma parceria entre a COOP, a Secretaria Municipal de Educação e o Sescoop/SP, e conta com a participação de 6.711 alunos do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino. Os Projetos Educacionais Cooperativos (PEC’s) do programa podem ser enquadrados nos seguintes eixos temáticos: Valores da cooperação e relações interpessoais; Resgate e valorização da cultura local; Saberes e práticas pedagógicas; e Responsabilidade socioambiental.

Cinco escolas participam do eixo “Valores da cooperação e relações interpessoais”, todas com um PEC diferente. São elas: EMEF “Eunice Pereira de Camargo” (Integração e participação familiar); EMEF “Prof. Alan Alves de Araújo” (Convivência escolar: ensaio para a convivência em sociedade); EMEF “Prof.ª Maria Helena Machado” (Democracia que une); EMEF “Prof. José Tomas Borges” (Ambiente colaborativo na escola); e EMEF “Prof.ª Teresinha Vieira de Camargo Barros” (Jogos cooperativos e gibiteca para todos).

Já a EMEF “Prof.ª Maria Eli da Silva Camargo” participa do eixo “Resgate e valorização da cultura local”, com o PEC “Abrace sua escola: preservação do patrimônio público”.

Outras sete escolas possuem PEC’s no eixo “Saberes e práticas pedagógicas”. São elas: CEPEM “Eunice de Almeida Rocha” (Na trilha da leitura: integração da família no contexto escolar); EMEF “Prof. Firmo Antônio de Camargo Del Fiol” (Leitura na escola: uma proposta de ensino e aprendizagem); EMEF “Prof.ª Sarah de Campos Vieira dos Santos” (Minha escola também lê); EMEF “João Florêncio” (Biblioteca criativa); EMEF “Prof.ª Maria Conceição Oliveira Marcondes” (Ler e escrever para o exercício da cidadania); e EMEF “Magaly Azambuja” (A leitura como porta de entrada para o mundo).

E mais três escolas participam do eixo “Responsabilidade socioambiental”: EMEF “Prof.ª Lígia Vieira Camargo Del Fiol” (Lixo que transforma); EMEF “Prof. José Galvão Sobrinho” (Óleo de cozinha nosso!); e EMEF “Eugênio Santos” (Horta sensorial).

Sobre o Programa – O Cooperjovem é um programa da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), desenvolvido em âmbito nacional pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) desde 2000. Em 2001, o programa foi implantado pelo Sescoop/SP, que assumiu sua coordenação em âmbito estadual em parceria com as Cooperativas e Secretarias Municipais de Educação.

A principal ação do programa, que existe em Tatuí desde 2017, consiste na formação dos professores por meio de um curso de 40 horas, com foco em conceitos e práticas de educação cooperativa, metodologia de criação de Projetos Educacionais Cooperativos (PEC) e criação de um PEC por escola participante.

Durante a formação no primeiro ano, os educadores são provocados a realizar uma pesquisa de contexto com a sua comunidade escolar para diagnosticarem quais as problemáticas, desafios e questões que podem ser enfrentadas. Nesse movimento, eles descobrirão a escola que têm hoje e qual escola poderão ter a partir do desenvolvimento do PEC. Ou seja, alunos, famílias, professores, gestão, funcionários e comunidade do entorno são envolvidos nesse processo onde todos têm voz, tanto na elaboração, quanto na execução dos projetos.

Nos dois anos seguintes, o PEC é desenvolvido na escola por meio das parcerias, com acompanhamento e apoio do Sescoop/SP, além da realização de ações pontuais que fortaleçam os projetos.

A ideia da Mostra é evidenciar as boas práticas e os impactos positivos que os PEC’s proporcionaram em suas comunidades escolares.

PREFEITURA REALIZA CERIMÔNIA DE ABERTURA DO 1º JOGOS ESCOLARES DE TATUÍ, QUE SEGUE ATÉ ESTA QUARTA-FEIRA

Uma vibração positiva de competição e congraçamento, aliada ao espírito esportivo, tomou conta dos mais de mil alunos dos 5º anos do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino, que estiveram presentes, nesta segunda-feira (04/11), na cerimônia de abertura do 1º Jogos Escolares de Tatuí, realizado pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Educação, em parceria com a Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude.

No Ginásio de Esportes da Associação Atlética XI de Agosto, a solenidade contou com a presença da prefeita Maria José Vieira de Camargo; do secretário de Educação, professor Miguel Lopes Cardoso Júnior; do secretário de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, Cassiano Sinisgalli; da capitão PM Bruna Carolina dos Santos Martins, do 22º Batalhão da Polícia Militar do Interior; do vereador Jairo Martins (Pepinho); do diretor executivo do Conservatório, Ary Araújo Júnior; além de outros secretários municipais, de integrantes da Secretaria de Educação e do Departamento de Esporte.

Após os hinos nacional e de Tatuí, executados pela Banda Sinfônica do Conservatório de Tatuí, sob a regência de Marco Almeida Júnior, o secretário de Educação, Miguel Lopes Cardoso Júnior, destacou que a realização dos Jogos Escolares era um sonho antigo que, com o apoio de muitas pessoas, está se tornando realidade. A prefeita Maria José falou sobre a importância do evento. “Valorizem o aprendizado e a dedicação no esporte. O esporte carrega consigo essa magia de construir famílias, preenchendo lacunas, ensinando valores, multiplicando alegria, mostrando que a vida pode ser completa e mais feliz quando se tem alguém ao seu lado. O esporte é muito mais que socialização, educação, lazer e saúde. Ele engloba tudo isso e mais um pouco, pois esporte é vida, e feito de vidas”, ressaltou.

Em seguida, o aluno David Bryan Vidal Bernardo, do Núcleo de Educação Básica Municipal “Ayrton Senna da Silva” (Nebam), fez o juramento dos atletas, e o árbitro Marcelo José Almeida Oliveira, o juramento dos árbitros.

A chama olímpica, símbolo na história dos Jogos Olímpicos e que representa a paz, a união e a amizade, foi conduzida através da tocha por duas personalidades esportivas de Tatuí – Thyago Vieira Lúcio, jogador de beisebol, o 4º jogador brasileiro a jogar a Major League Baseball, e William Drudi, jogador de basquete do AABT/XI de Agosto/Tatuí, com passagens pela Seleção Brasileira principal, Franca, São Paulo, Minas TC, Vasco, entre outras. Os dois atletas transportaram a chama olímpica até o acendimento da pira olímpica, quando a prefeita Maria José declarou abertos os Jogos Escolares de Tatuí.

1º Jogos Escolares de Tatuí – Com o intuito de promover a integração e a cooperação, por meio das atividades esportivas, entre os alunos da Rede Municipal de Ensino, o 1º Jogos Escolares de Tatuí envolve mais de 3 mil pessoas, entre atletas, torcidas e profissionais da Educação.

Ao todo, mais de 2 mil atletas, de 24 escolas municipais de Ensino Fundamental I e II, participarão de 17 modalidades. Divididas por faixa etária, sendo Ensino Fundamental I (4º e 5º anos) e Ensino Fundamental II (6º ao 9º anos), as modalidades em disputa são: Basquete (Fundamental I e II); Arremesso de Pelotas (Fundamental I e II); Recreação com Bexigas (Fundamental I); Boliche (Fundamental II); Cabo de Guerra (Fundamental I e II); Jogo de Damas (Fundamental I e II); Jogos Eletrônicos (Fundamental II); Corrida 50 metros (Fundamental I); Corrida 75 metros, 100 metros, 200 metros e 400 metros (Fundamental II); Minobol – vôlei adaptado (Fundamental II); Queimada (Fundamental I e II); Salto em Distância (Fundamental I e II); Tênis de Mesa (Fundamental II); e Xadrez (Fundamental I e II).

Os alunos participantes, bem como suas torcidas, serão premiados com medalhas e troféus. As competições seguem até esta quarta-feira (06/11).

NOVOTEC É A NOVIDADE DO VESTIBULINHO DA ETEC SALES GOMES; ENSINO MÉDIO E TÉCNICO CHEGA PARA A REGIÃO DA VILA ANGÉLICA


Estão abertas as inscrições para o Vestibulinho 1º Semestre 2020 da Etec Sales Gomes, de Tatuí, com uma novidade: o Novotec, com Ensino Médio integrado ao Técnico em Administração ou Desenvolvimento de Sistemas (período da tarde). Os cursos serão desenvolvidos na Fatec local, numa parceria com a Etec e a Prefeitura de Tatuí, em uma ação inédita para levar o Ensino Médio e Técnico para a região da Vila Angélica. Na última semana, a prefeita Maria José Vieira de Camargo recebeu no Paço Municipal, a visita de diretora da Etec, professora Beatriz Soares Amaro; do professor-coordenador José Benedito Menezes e o assessor de Relações Institucionais, Jeferson Nedelciu. Eles estão trabalhando, junto com os demais professores, na divulgação do Vestibulinho 2020. Detalhes do Novotec foram revelados. Entre eles, o fornecimento de merenda aos alunos e o número de vagas, de 40 em cada curso.

Os demais cursos disponíveis no Vestibulinho 2020 são os seguintes: Administração (integral), Desenvolvimento de Sistemas (integral), Mecânica (integral), Química (integral), Mecânica (noite), Mecatrônica (tarde), Meio Ambiente (tarde), Nutrição e Dietética (tarde), Química (noite) e Segurança do Trabalho (noite). As inscrições vão até o dia 12/11 às 15h, através do site www.vestibulinhoetec.com.br. Dia 11 de dezembro serão divulgados os locais de provas e o exame será no dia 15 de dezembro.

ALUNOS DA EMEI “JOAQUIM DA SILVA CAMPOS”, DO BAIRRO VALINHO, PARTICIPAM DE ATIVIDADES DE INCENTIVO À DIVERSIDADE CULTURAL

Aconteceu na manhã desta terça-feira (29/10), na EMEI “Joaquim da Silva Campos”, do Bairro Valinho, pertencente à Secretaria de Educação da Prefeitura de Tatuí, atividades de incentivo à diversidade cultural e à prática de exercícios físicos, com amarelinha africana e bambolê, realizadas pela equipe da Academia ao Ar Livre, do Setor de Corrida e Atletismo Municipal da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude.

Os professores José Mesquita Santos e Mina Garcia incentivaram as crianças a brincarem, e apresentaram a elas uma cultura diferente da que elas estavam acostumadas até então. De acordo com a diretora da escola, Rita Braz, as atividades seguem as normas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ministério da Educação (MEC), que orienta as instituições de ensino brasileiras a trabalhar a diversidade na Educação Infantil.

Ao todo, 120 crianças, com idade entre 2 e 6 anos, participaram das atividades.

1º JOGOS ESCOLARES DE TATUÍ, REALIZADO PELA PREFEITURA, ACONTECE EM NOVEMBRO

Com o intuito de promover a integração e a cooperação, por meio das atividades esportivas, entre os alunos da Rede Municipal de Ensino, a Prefeitura de Tatuí realizará, no próximo mês de novembro, o 1º Jogos Escolares de Tatuí, que envolverá mais de 3 mil pessoas, entre atletas, torcidas e profissionais da Educação.

Promovido pela Secretaria de Educação, em parceria com a Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, o evento terá sua solenidade de abertura no dia 04/11 (segunda-feira), às 9h, no Ginásio de Esportes da Associação Atlética XI de Agosto, com tocha e acendimento da pira.

Estarão presentes autoridades, duas personalidades esportivas – Thyago Vieira Lúcio, jogador de beisebol, o 4º jogador brasileiro a jogar a Major League Baseball, e William Drudi, jogador de basquete do AABT/XI de Agosto/Tatuí, com passagens pela Seleção Brasileira principal, Franca, São Paulo, Minas TC, Vasco, entre outras – e alunos dos 5º anos do Ensino Fundamental das escolas participantes do campeonato. Logo após a solenidade, terão início as competições, que seguirão até o dia 06/11 (quarta-feira).

Ao todo, 1.357 atletas, de 23 escolas municipais de Ensino Fundamental I e II, participarão de 17 modalidades. Divididas por faixa etária, sendo Ensino Fundamental I (4º e 5º anos) e Ensino Fundamental II (6º ao 9º anos), as modalidades em disputa serão as seguintes: Basquete (Fundamental I e II); Arremesso de Pelotas (Fundamental I e II); Recreação com Bexigas (Fundamental I); Boliche (Fundamental II); Cabo de Guerra (Fundamental I e II); Jogo de Damas (Fundamental I e II); Jogos Eletrônicos (Fundamental II); Corrida 50 metros (Fundamental I); Corrida 75 metros, 100 metros, 200 metros e 400 metros (Fundamental II); Minobol – vôlei adaptado (Fundamental II); Queimada (Fundamental I e II); Salto em Distância (Fundamental I e II); Tênis de Mesa (Fundamental II); e Xadrez (Fundamental I e II).

Os alunos participantes, bem como suas torcidas, serão premiados com medalhas e troféus.

ALUNOS DA PREFEITURA SE APRESENTARÃO NO TEATRO DO CONSERVATÓRIO, PARA ENCERRAR O PROJETO “PENSANDO NA CRIANÇA”

A Prefeitura de Tatuí, por meio das Secretarias de Educação e de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, em parceria com o Setor de Artes Cênicas do Conservatório de Tatuí, gerido pela Abaçaí Cultura e Arte, promoverá, no dia 03/11 (domingo), no Teatro “Procópio Ferreira”, o encerramento do Projeto “Pensando na Criança”, com duas sessões de peças teatrais.

A primeira sessão será às 11h30, com a participação dos alunos do Núcleo de Educação Básica Municipal “Ayrton Senna da Silva” (NEBAM), que apresentarão o espetáculo “Criando Asas”, de Marco Aureh, com direção e adaptação de Fernanda Mendes. Em seguida, os alunos da EMEF “João Florêncio” apresentarão o espetáculo “Festa no Céu”, adaptação do conto de Luís da Câmara Cascudo, com direção e adaptação de Erica Pedro. E, para encerrar a primeira sessão, os alunos da EMEF “Professor Alan Alves de Araújo” apresentarão o espetáculo “O Boi Bumbá”, com direção de Adriana Afonso.

Já a sessão das 17h30 terá a participação dos alunos da EMEF ”Profª. Lígia Vieira de Camargo Del Fiol”, com o espetáculo “Lendas das Águas”, com direção de Adriana Afonso. Logo após, será a vez dos alunos da EMEF “Profª. Eunice Pereira de Camargo”, com o espetáculo “O Enigma da Terra Partida”, com direção e dramaturgia de Thiago Leite. E para finalizar, o público prestigiará a apresentação dos alunos da EMEF “Prof. José Tomás Borges”, com o espetáculo “As Cigarras e As Formigas” – Fábula de Esopo, com direção de André Luiz Camargo.

As apresentações terão o objetivo de promover o intercâmbio cultural entre o Conservatório de Tatuí e as escolas da Rede Municipal de Ensino. As ações do Projeto “Pensando na Criança” oferecem a crianças e adolescentes uma experiência de introdução à linguagem cênica, por meio de jogos teatrais, exercícios vocais, corporais e improvisações.

O Projeto atendeu, ao longo deste ano, cerca de 210 alunos das escolas: EMEF “João Florêncio”, EMEF “Alan Alves de Araújo”, Escola Municipal “Ayrton Senna da Silva” (NEBAM), EMEF “Prof. José Tomás Borges”, EMEF “Prof.ª Eunice Pereira de Camargo” e EMEF “Prof.ª Lígia Vieira de Camargo Del Fiol”.

O Teatro “Procópio Ferreira” está situado na Rua São Bento, nº 415, Centro.

Sobre as apresentações – O Núcleo de Educação Básica Municipal “Ayrton Senna da Silva” (NEBAM) apresentará o espetáculo “Criando Asas”, de Marco Aureh, com direção e adaptação de Fernanda Mendes. A fábula teatral infantil conta a história de Zelda, uma formiga que queria voar. A narração é sobre desejo, determinação e metamorfose. No elenco estão: Amanda Souza Venite, Ana Clara Vieira de Miranda, Ana Julia da Silva Lima, Caio Ferreira Rezende, Cristopher Emanuel Lima da Costa, Daniel Vitor Machado, Ester A. de Paula Camargo, Gabriel Sadraque, Gabrielly Vieira, Grazielly Luiza da Silva, Guilherme Nascimento, Hemilly Gabriele dos Santos, Isabella Teodoro Machado, João Pedro Mendes da Silva, Joyce Santana de Morais, Juliana Vitória da Silva Fabiano, Júlio Cesar Araújo Mendes de Queirós, Larissa Lariane, Larissa Oliveira, Laryssa Alves Marques, Leid Laura Floriano de Andrade, Maria Stefhani Fernandes, Matheus Gonzaga Lima, Natalia de Jesus Lencione, Nicole dos Reis Campos, Pablo Henrique E. da Silva, Pedro Henrique Ferreira, Rafaelly dos Santos da Silva, Robert Wesley Oliveira Lopes, Ryan Gabriel Dultra Sales, Talita Vitória Vieira, Thiago Gomes de Queirós, Wesley Antunes Maciel, Wesley de Quevedo Santos e Yasmim Aparecida dos Reis.

A EMEF “João Florêncio” apresentará o espetáculo “Festa no Céu”, adaptação do conto de Luís da Câmara Cascudo, com direção e adaptação de Erica Pedro. “A Festa no Céu”, fábula muito popular no Brasil, conta a história de um sapo que não quer perder uma grande festa no céu. Triste por não voar, ele tentará encontrar um jeito de chegar até lá. Será que ele vai conseguir? No elenco estão: Agatha Melissa Machado Arruda, Ana Laura da Silva Leonel Matos, Isabelli de Jesus de Oliveira, Jeconnias Arthur Oliveira Meneses, Helena Gabrielly Azevedo, Júlia Cristina de Carvalho Clemente, Luana Marques Ribeiro, Maria Eduarda de Campos Rodrigues, Myrian Luiza Gomes Pereira, Vinícius Silva Oliveira, Vítor Silva Oliveira, Vitória Maria Moura Arruda e Thauan Vinícius Ferreira.

O último trabalho da primeira sessão será da EMEF “Prof. Alan Alves de Araújo”, com o espetáculo “O Boi Bumbá”, dirigido por Adriana Afonso e com adereços da professora Silvia Costa. O espetáculo narra a saga de Catirina, que está grávida e deseja comer a língua do boi bumbá, o boi preferido de seu patrão. No elenco estão: Ana Clara Cruz Gonçalves, Beatriz Emanuela Vidal dos Santos, Brenda Vitória dos Santos, Gabrielle Floriano da Silva Felix, Gregori Natanael Paulino, Isabela Oliveira, Jamilly Layane da Silva Souza, José Kauan Garcia, Ketylim Cristina Carneiro da Silva, Larissa Cirino Gonçalves, Matheus Américo Rodrigues, Mirella Alves Nicolau,Talita, Tâmara Aparecida Minto e Valquíria Carneiro Alves.

A EMEF “Profª. Lígia Vieira de Camargo Del Fiol” apresentará o espetáculo “Lendas das Águas”, com direção de Adriana Afonso e adereços da professora Natália Rodrigues. Por meio de um rio, que está morrendo, um grupo de jovens tenta conscientizar a população do seu valor e do valor de suas histórias. No elenco estão: Amilton Cézar R. M. de Agrella, Ana Beatriz Dias Machado, Ana Julia Oliveira dos Santos, Ana Karolayne Leite da Silva, Ana Paula Gabriel T. de Miranda, André Fernando dos Santos, Anny V. da S. Paula, Ariane P. dos Santos, Ariany Caroline A. dos Santos, Beatriz Vitória Mota Correia, Britney R. de Moraes, Camily Mary Bernardo Camargo, Carlos Donizete de Oliveira Júnior, Carlos Eduardo Souza Barbosa, Dandara Cristina da Silva, David Erik Rodrigues de Lima, Denyse Grangeiro  Rodrigues, Endison Soares dos Santos da Silva, Érica Vitória Xavier Pedro, Gabriela Camargo Scharmm, Gabriela Pacheco Florindo da Silva, Gabriele Aguiar Lourenço, Haryston H. E. Oliveira, Ingridy Caroline Ramon Maciel, Isabele S. Silva, Isabeli Camila dos Santos, Isaque de Souza Barbosa, Izabele Juliane Santos Proença, Izabele Cristina P. da Cruz, Janaina D. M. Alves, Jhamylly Quézia D. S. Alves, Jhully Ellen de Oliveira, João Vitor D. Simão, July Andry de O. e Silva, Kaique Cassiano de Moraes, Karoline de Arruda Bezerra, Keiciane dos Santos, Kimberly Vitória de Oliveira Camargo, Letícia Eduarda Marcondes, Letícia Fernanda dos Santos, Letícia Laiane Mendes, Letícia Laister Moreira, Lucila Silva Carvalho Bezerra, Maria Claudia Franco, Maria Eduarda Alves Dala Possa, Maria Eduarda M. Constantino, Maria Vitória de S. Antunes, Marina Geovana da Silva Raimundo, Nhycolly F. de Campos, Nicolas Xavier Soares, Nicole Camili R. Galvão, Paola  Mayumi Mendes, Raissa Barbosa de Moura, Raissa Cristina da Silva Santos, Raissa Oliveira de Almeida, Rebeca de Arruda Curitiba, Sara Ap. Barbosa Oliveira, Tábata Camilla Prestes, Vitor de O. Cândido, Vitória A. R. Ferreira, Whitney Beatriz dos Santos Rodrigues, Willany Rebeca Lopes Santos, Yasmin C. Pereira Lemos e Yasmin Stephany Costa Pedroso.

Já os alunos da EMEF “Profª. Eunice Pereira de Camargo” apresentam o espetáculo “O Enigma da Terra Partida”, com direção e dramaturgia de Thiago Leite. O espetáculo acontece em uma curiosa noite de sonho, onde um grupo de crianças acaba se encontrando numa situação inusitada. Ao se depararem com um calor escaldante e um ar abafado, testemunham um terrível acontecimento: a Terra partindo ao meio. Para resolver esse problema, elas terão que cumprir duas perigosas missões e desvendar o misterioso Enigma da Terra Partida. NO elenco estão: Allisson Vinícius Souza Scheffer, Ana Laura Rodrigues da Cruz, Beatriz Rodrigues da Cruz, Camile Vitória Guedes, Débora Vitória Oliveira e Silva, Estefane G. P. Machado, Giovanna de Fátima dos Santos Campo, Gustavo Henrique Oliveira de Souza Claro, Iasmin Kauni Pais Vieira, João Pedro Andrade, Kauane Santos Mestré, Kayky de Moura Macedo, Leonardo Pietro Santos Pedroso, Maria Clara Rebouças Silva, Maria Eduarda Benetti Cardoso, Maria Eduarda de Oliveira, Maria Eduarda de Oliveira Marchiori, Maria Fernanda da Silva, Maria Júlia Rodrigues da Silva, Mariana de Melo Lima, Marlon Café da Silva, Mateus Pereira de Melo, Melissa Gonçalves de Pontes, Mickaella Souza da Silva, Nicole da Silva Oliveira, Rafaelly Nogueira, Suellen André, Ticiane Maria da Silva, Thiago Correia da Silva e  Vitória de Oliveira Rodrigues.

Os alunos da EMEF “Prof. José Tomás Borges” apresentam o espetáculo “As Cigarras e as Formigas” – Fábula de Esopo, com direção de André Luiz Camargo e colaboração das professoras Cristiane de Almeida Martins e Maria Keiti Takenouchi Teodoro Aires. A moral dessa história é que todas as ações geram consequências. Enquanto a cigarra se divertia, a formiguinha só trabalhava. Mas, no fim, o esforço da formiga é compensado pela fartura e a cigarra, que não se preparou, ficou sem ter o que comer. No elenco estão: Ana Beatriz de Camargo, Ana Paula Souza Guimarães, André Ribeiro Felix, Ângelo da Silva Rodrigues, Antonella Sousa Leal, Beatriz de Oliveira Santos, Bruna Vitoria Silveira Rodrigues, Caio de Oliveira Antunes, Camilli do Carmo Paes, Dalvana Soares Carvalho, Davi Kazuioshi Kiotoki Queiroz, Eduardo Henrique Correa Galvão, Eloá Vitória de Souza Quirino, Emilly Coelho Fidelis, Gabriel Henrique de C. V. Gonçalves, Gabriella Vieira Moraes Proença, Gabrielle Vitoria Ferreira Martins, Guilherme Almeida Nogueira, Isabella Campos Tibúrcio, Isabelle Vieira Martins, Isabelly de Oliveira Souza, Iury Gabriel Samara da Silva, Iza Elena Miranda Gardenal, Jean Adriano Goes de Proença, João Miguel Pereira da Silva, Julia do Prado Almeida, Julia Gabrielly Proença de Souza, Kaleby Cardoso de Paula, Karina Aparecida de Lima, Kaua Ladin Peres de Campos, Kaua Micarelli Paes Vieira, Kauane Natasha de Campos, Kauane Rodrigues de Almeida, Kristian Samuel Drumond da Cruz, Laís Aparecida de Sousa Rodrigues dos Santos Camargo, Lara Yasmin Gonçalves Batista Apolinário, Laura Maria da Silva Luchon, Leona Soares Apolinário, Lorenzzo Gabryel Luchon, Maria Eduarda de Oliveira Silva, Marielle Letícia Silvestre de Oliveira, Marisol Luana Vieira da Silva, Murillo do Nascimento Araújo, Otávio Pedro Coelho de Oliveira, Raiane Dourado de Jesus, Raiany Kimberly dos Santos, Rebeca Costa Cardoso, Richard Gabriel Paes da Silva, Ryan Felipe Fávero, Samarah Maranhão Rodovalho, Siara Souza Oliveira, Suria de Freitas da Silva Barbosa, Vinícios Fernandes de Souza, Vitor Mateus Silva Martins, Wallacy da Silva Aguiar Novais, Wallyson da Silva Aguiar Novais e Willyan Pontes.

UNIVESP ABRE INSCRIÇÕES PARA CURSOS GRATUITOS DE LICENCIATURA E BACHARELADO NA ÁREA DE COMPUTAÇÃO

Teve início nesta terça-feira (15/10) o período de inscrições para o vestibular de cursos gratuitos à distância do polo da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp) em Tatuí. Os interessados devem se inscrever até às 15h do dia 14/11 (quinta-feira), pelo site: www.vestibular.univesp.br.

Em Tatuí, serão oferecidas 70 vagas, sendo 35 para cursos de Licenciaturas em Letras, Matemática e Pedagogia, e 35 para cursos voltados ao eixo de Computação: Bacharelado em Tecnologia da Informação (BTI), Bacharelado em Ciência de Dados e Engenharia de Computação.

As provas ocorrerão no dia 01/12 (domingo), às 13h, de forma presencial, e o início das aulas está previsto para fevereiro de 2020. Não há limite de idade e o custo da inscrição é de R$ 45,00. Para participar, basta ter concluído o Ensino Médio, ou estar cursando, com a conclusão até o período da matrícula.

A lista completa dos locais da prova será disponibilizada no dia 28/11 (quinta-feira), no site da Univesp. O gabarito oficial da prova será divulgado no dia 02/12 (segunda-feira), também no site.

Nos primeiros dias, de 15/10 (terça-feira), às 15h, até 18/10 (sexta-feira), às 15h, todas as pessoas inscritas no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico) terão isenção da taxa. Também será concedida a redução de 50% do valor da taxa de inscrição, em conformidade com a Lei Estadual nº 12.782, de 20 de dezembro de 2017, aos candidatos que preencham cumulativamente, os seguintes requisitos: estejam regularmente matriculados no Ensino Médio ou equivalente, no 3º semestre da Educação de Jovens e Adultos (EJA), em curso pré-vestibular ou em curso superior, em nível de graduação ou pós-graduação ou que recebam remuneração mensal inferior a dois salários mínimos ou desempregados. Os benefícios são concedidos no site do vestibular. No momento da inscrição, basta clicar em “redução de taxa” ou “isenção”.

Os ingressantes nas Licenciaturas, como no vestibular passado, cursarão um ano de ciclo básico, com opção de habilitação a partir do 2º ano em: Letras, Matemática e Pedagogia.

Sobre os cursos – Os cursos, totalmente gratuitos, são realizados em Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), plataforma online na qual os estudantes desenvolvem atividades acadêmicas, que incluem assistir a videoaulas, acessar material didático, bibliotecas digitais e tirar dúvidas do conteúdo com tutores e facilitadores.

Já os polos são espaços físicos, onde os alunos contam com infraestrutura (computadores, impressoras e acesso à internet) e realizam atividades como provas e discussões em grupo.

No local, também podem ser solicitados serviços de secretaria acadêmica e o esclarecimento de dúvidas. Por ser uma universidade pública, todas as videoaulas também podem ser acessadas no YouTube: https://www.youtube.com/user/univesptv. Saiba mais sobre os cursos acessando o endereço eletrônico: www.univesp.br/cursos.

Sobre a Univesp – A Univesp é uma universidade pública (com parcerias com a USP, Unesp, Unicamp e Centro Paula Souza) criada em 2012 exclusivamente para a educação à distância. Ela é mantida pelo Governo do Estado de São Paulo e vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

Em Tatuí, a parceria é também com a Prefeitura local, onde já são oferecidos quatro cursos gratuitos: Pedagogia, Engenharia da Computação, Engenharia de Produção e Tecnólogo em Gestão Pública. Eles são realizados em ambiente virtual, o que garante a interação do estudante com o tutor, além de disponibilizar videoaulas, bibliotecas digitais e os conteúdos pedagógicos.

A Univesp Polo Tatuí está situada na Rodovia Mário Batista Mori, nº 971, Jardim Aeroporto. Mais informações pelo telefone: (15) 3305-1686.